Sorteio Natal Literário


Oi pessoal Natal está chegando e como sabemos vocês amam ganhar livros ou até mesmo presentear as pessoas queridas com esses tesouros não é mesmo? Por esse motivo vários blog's se reuniram e estão fazendo um MEGA sorteio com muitos livros e mimos, para participar é super fácil, então não fiquem de fora.


Olha só que kit's lindos foram preparados para vocês:









 


Fiquem atentos ao regulamento:

• As inscrições para o sorteio terão início dia 01/12/2016 e terminarão dia 31/12/2016.
• Os participantes devem ter endereço de entrega válido em território nacional.
• Os participantes devem preencher todas as regras obrigatórias do formulário Rafflecopter.
• Quando todas as regras obrigatórias forem preenchidas, o formulário Rafflecopter irá abrir as regras opcionais, ou seja, você preenche se quiser e quantas quiser. Mas é bom lembrar que quanto mais opções você preencher, mais vezes seu nome entrará no sorteio e mais chances você terá de ganhar!
•Na opção “visite a página” é necessário CURTIR a mesma.
• O sorteio será realizado no dia 01/01/2017 e os vencedores serão anunciados em até sete dias.
• Os vencedores terão 48 horas para responder o email de contato. Se não houver resposta, outro sorteio será realizado.
• Cada blogueiro participante terá até 45 dias úteis para enviar o seu respectivo prêmio aos ganhadores.
• Os participantes ficam cientes, no momento da inscrição, que os prêmios serão enviados por pessoas diferentes e em dias diferentes. Sendo assim, o recebimento de todos os prêmios não será no mesmo dia, e sim ao longo dos 45 dias úteis estipulados acima.
• Os blogueiros não se responsabilizam por extravios, danos e perdas por parte dos Correios.
• Casos omissos no regulamento deverão ser tratados diretamente com os organizadores.  

Pessoal em algumas das entradas existe a opção “seguir no GFC”. Que é essa imagem abaixo:
 Caso você não saiba, GFC é aquela caixinha cheia de carinhas que geralmente fica na coluna direita dos blog! É só seguir o blog, e pronto, você já preencheu a sua entrada.
 

 Confira quem faz parte dessa grande festa e reuniu esses presentes maravilhosos:

Meu Epílogo - www.meuepilogo.com
Balaio de Babados - www.balaiodebabados.blogspot.com.br/
Vida e Letras - www.blogvidaeletras.blogspot.com.br/
Wonderbooks da Alice - www.wonderbooksdaalice.com
Entre Páginas - www.entrepaginas.com.br/
Profissão Escritor - www.profissao-escritor.blogspot.com.br/
Prefácio - www.blogprefacio.blogspot.com.br/
Versos e Notas - www.versosenotas.blogspot.com.br/
Momento Crivelli - www.momentocrivelli.blogspot.com.br/
Mato por Livros - http://www.matoporlivros.com.br/
A Colecionadora de Histórias - www.acolecionadoradehistorias.blogspot.com
Leituras, Vida & Paixões - www.leiturasvidaepaixoes.blogspot.com.br
O que disse, Alice? - www.oquedissealice.com.br/
O Que Tem na Nossa Estante - www.oquetemnanossaestante.com.br/
Sintonia Literário - www.instagram.com/siintonialiteraria

Então é isso pessoal, espero que vocês tenham amado os presentes que separamos para vocês. Convidem os amigos para o sorteio e boa sorte a todos vocês!

Beijosss

 

[Resenha]: A Cabana — de William P. Young

Sinopse: Durante uma viagem de fim de semana, a filha mais nova de Mack Allen Phillips é raptada e evidências de que ela foi brutalmente assassinada são encontradas numa velha cabana. Após quatro anos vivendo numa tristeza profunda causada pela culpa e pela saudade da menina, Mack recebe um estranho bilhete, aparentemente escrito por Deus convidando-o a voltar à cabana onde aconteceu a tragédia. Apesar de desconfiado, ele vai ao local numa tarde de inverno e adentra passo a passo o cenário de seu mais terrível pesadelo. Mas o que ele encontra lá muda o seu destino para sempre. Em um mundo cruel e injusto, A Cabana levanta um questionamento atemporal: se Deus é tão poderoso, por que não faz nada para amenizar o nosso sofrimento? As respostas que Mack encontra vão surpreender você e podem transformar sua vida de maneira tão profunda, como aconteceu com ele. Você vai querer partilhar este livro com todas as pessoas que ama.

SIM! Aproveitando o momento que o trailer dessa maravilhosa adaptação foi divulgado, resolvi postar a resenha deste livro que me tocou profundamente. Portanto, se você também curte um enredo que toque o âmago, vem junto conferir a resenha. \o

Sensível! 
Emocionante! 
Surpreendente! 

O que você faria se ficasse de frente com Deus e tivesse a chance de questioná-lo sobre tantas coisas que lhe perturbam e das quais sofre? 

Mackenzie Allan Fhillips (ou Mack), é casado há mais de 33 anos com Nan, além de ser pai de 5 filhos: Jon, Tyler, Josh, Katherine (Kate) e, por fim, a caçula Melissa (Missy). Ele é um homem de fé, porém não é tão íntimo de Deus como sua esposa e seus filhos, que têm como mania intitulá-lo como "papai". Sua esposa, Nan, é uma enfermeira que trabalha o tempo todo. Desta forma, em mais um final de semana que ela está trabalhando, Mack resolve curtir um acampamento com três dos seus filhos. Contudo, nessa viagem, acontece algo terrível e perturbador, pois sua tão doce e amada caçula, Missy, desaparece no último dia de acampamento, o que deixa todos em pânico, numa fatídica busca pela garotinha. No entanto, o terrível se faz óbvio, assim que constatam o vestido vermelho que a menina usava manchado com sangue, dentro de uma cabana próxima ao acampamento. 

Pela primeira vez desde o desaparecimento de Missy permitiu-se considerar o alcance das possibilidades mais horrendas e, assim que isso começou, não parou mais: imagens de coisas boas e coisas terríveis misturadas num desfile apavorante. Algumas eram instantâneos abomináveis de tortura e dor, de monstros e demônios da escuridão mais profunda, com dedos de arame farpado e toques de navalha, de Missy gritando pelo pai e ninguém respondendo. Misturados com esses horrores havia lampejos de outras lembranças: a menina aprendendo a andar, com o rosto lambuzado de chocolate, fazendo caretinhas engraçadas. Sobrepunha-se a todas a imagem tão recente de Missy caindo no sono, aninhada no colo do pai. (Livro: A Cabana, Pág. 51) 

Passaram-se 4 anos e Mack, agora, está até mais descrente de fé e culpando a Deus pelo que aconteceu. E, repentinamente, em um dia congelante, ele recebe uma carta assinada por "papai", convidando-o para um final de semana naquele lugar que tanto tem pavor, ou seja, a cabana. De início ele se enfurece, achando que é uma brincadeira de mal gosto feita por alguém ou até mesmo o próprio assassino de sua filha marcando um encontro. E sem hesitar, ocultando tal carta da esposa, Mack faz com que Nan e os filhos viagem no final de semana para a casa da sua irmã, e, assim, segue para o seu tão aterrorizante pesadelo, ou seja, a cabana. 

— Viver sem ser amado é como cortar as asas de um pássaro e tirar sua capacidade de voar. Não é algo que eu queira pra você. 
Aí é que estava. No momento ele não se sentia particularmente amado. 
— Mack, a dor tem a capacidade de cortar nossas asas e nos impedir de voar. — Ela esperou um momento, permitindo que suas palavras assentassem. — E, se essa situação persistir por muito tempo, você quase pode esquecer que foi criado originalmente para voar. 
Mack ficou quieto. Estranhamente, o silêncio não era desconfortável assim. Olhou o pássaro. O pássaro olhou de volta para Mack. Ele imaginou se seria possível os pássaros sorrirem. Pelo menos aquele parecia capaz. 
— Não sou como você, Mack. 
Não era uma repreensão, e sim a simples declaração de um fato. Mas para Mack foi como um banho de água gelada. 
— Sou Deus. Sou quem sou. E, ao contrário de você, minhas asas não podem ser cortadas. (Livro: A Cabana, Páginas 87/88) 

Assim que Mack se vê dentro da cabana, algo acontece... Ele fica de frente com Deus, Jesus e o Espírito Santo. Contudo, bem diferente do que aprendeu, Deus é uma mulher robusta e mulata, Jesus é um moreno alto e aparentemente de outra etnia e o Espírito Santo uma jovem asiática. Ambos são um só. Porém, o tempo todo, mostram para Mack que nem tudo é estereotipado e o que realmente importa é o coração, longe das armadilhas que lhe são impostas. Desta forma, ele segue o final de semana numa nova experiência, onde o verdadeiro o coloca à prova, seja em sentimentos ou fé e principalmente no seu subjugar, tentando mostrar a ele um outro caminho que o fará melhor, apesar de toda dor e revolta. 

— Ah, filho — disse Papai com ternura. — Jamais desconsidere a maravilha das suas lágrimas. Elas podem ser águas curativas e uma fonte de alegria. Algumas vezes são as melhores palavras que o coração pode falar. 
Mack parou e encarou Papai. Jamais havia olhado para um amor, uma delicadeza, uma esperança e uma alegria tão puras. 
— Mas você prometeu que um dia não haverá mais lágrimas. Estou ansioso por isso. 
Papai sorriu, encostou os dedos no rosto de Mack e gentilmente enxugou as faces marcadas pelas lágrimas. 
 Mackenzie, este mundo está cheio de lágrimas, mas, se você lembra, prometi que seria Eu quem iria enxugá-las de seus olhos. (Livro: A Cabana, Páginas 212/213) 

Em meio a verdade e dor, Mack esforça-se para encontrar o seu equilíbrio, tentando perdoar aquele que cometeu tal ato assombroso com sua Missy e também deixando de culpar a Deus por não ter feito nada na ocasião. Agora cesso os meus comentários para não soltar spoilers. 

Não haveria momento mais propício que este para eu reler esse livro. Afinal, estou num conflito interno, e essa leitura de fato apaziguou (em partes) o meu coração. Trata-se de um livro onde sua abordagem provém de fé, e apesar de muitos falarem que é uma leitura — digamos assim, prosélita — de forma alguma eu a enxerguei assim, nem mesmo quando o li pela primeira vez. É uma leitura que aborda o questionamento interno de quem se propõe a lê-lo, desde que não seja alienado por doutrina alguma. 

A Cabana não se trata de conversão, tampouco de religião. Se trata do quão estamos propícios a julgar e condenar, especialmente a Deus por não ser o receptáculo do bem que tanto esperamos, como se ele tivesse obrigação de evitar todos os males do mundo. Deus não faz o mal. O mal está dentro de nós e cabe somente a nós seguirmos a probidade ou o infortúnio. 

Esse livro é um grande aprendizado, onde poucos conseguem compreender e apenas julgam e condenam, o que a meu ver é uma grande pegadinha, reforçando o que o autor diz logo no início: "Se você odiar esta história, desculpe, ela não foi escrita para você." Eu, particularmente, apesar de ser católica não praticante, compreendi perfeitamente a grandiosidade em palavras que essa maravilha leva consigo, sem subjugar ou condenar, e tive a certeza de que foi escrita pra mim. Espero que essa resenha consiga tocar tantos outros corações, e faça com que compreendam o real motivo desta leitura excepcional. Agora ficarei aqui, ansiando em ler outros títulos do escritor e digo mais: "Eu leria até mesmo a lista de compras do William P. Young".  

O livro é narrado em terceira pessoa, com narrativa e diálogos de fácil compreensão; a diagramação é simples, com fontes e espaçamentos na medida certa, envolta em papel pólen (o amarelinho); e a capa é linda, estampando o lugar onde toda a trama acontece, ou seja, A Cabana. Por fim, para você que está a fim de ler um conteúdo lindo e com fundo refletivo, eis essa MAGNÍFICA pedida. Eu mego indico! \o 

Livro: A Cabana 
Autor: Wiliam P. Young 
Gênero: Ficção Americana 
Editora: Sextante 
Ano: 2008 
Páginas:240

Abraços literários,
Simone Pesci
http://simonepesci.blogspot.com.br/

{Falando sobre Livros} Vamos falar de Gênero - Thriller


Pessoal vamos falar sobre gêneros? Eu sei que muitos leitores, assim como eu, sempre estão em dúvida sobre determinados gêneros e suas divisões, por isso, resolvi começar a falar um pouco com vocês sobre isso. Para abertura da nova coluna escolhi o gênero Thriller, por ser um gênero muito complexo e que apesar de não ser o que eu leio mais, é um gênero que eu amo demais.

Vamos lá?

O que seria o Thriller?
Ele está intimamente relacionado ao gênero mistério, mas com mais ação, onde o suspense prevalece. Este gênero é caracterizado por um ritmo rápido, ação frequente e heróis engenhosos que devem frustrar os planos de vilões mais poderosos. Recursos como pistas falsas e cliffhangers (recurso de roteiro utilizado em ficção, que se caracteriza pela exposição do personagem a uma situação limite, precária, tal como um dilema ou o confronto com uma revelação surpreendente) são usados. O termo deriva do verbo Thrill em Inglês suspense (assustar, arrepio, emoção).

Estão vendo porque esse gênero atrai muitos leitores? A sensação de adrenalina é muito forte, os momentos de tensão e suspense geralmente seguram o leitor do começo ao fim.

Um pouco de sua estrutura:

Sinopse: história de intriga bem fundamentada e, geralmente, mais consistente do que outros gêneros.
Protagonista: um cara duro, espirituoso, acostumados ao perigo.
Objetivo do protagonista: deve frustrar os planos de um poderoso inimigo.
Desenvolvimento: sua história tem elementos de perigo, confrontos de intensidade variável e elementos surpreendentes.
Temas comuns: assassinatos, revelações obscuras políticas, sociais ou religiosas.
Clímax: acontece quando o mistério é resolvido, e o herói derrota o vilão, salva sua vida e a de muitos outros.

 Os Subgêneros



Thriller de conspiração

O protagonista acaba sempre descobrindo uma "conspiração" ou algum segredo obscuro de um determinado personagem, iniciando assim uma investigação até que possa descobrir todo o ocorrido e encontrar as verdades por trás de toda a história. O ponto central geralmente vem de fatos históricos, onde se faz um jogo de moralidade, o vilão faz coisas ruins e os mocinhos tem que derrotá-lo. Esse gênero é muito conhecido como suspense policial. 
 


Thriller criminal


Existe uma sequência de crimes onde o protagonista deve descobrir os criminosos e suas motivações. Nesse subgênero o ponto central da história é geralmente focado no criminoso e não no investigador, normalmente o enfoque da história são assassinatos, assaltos, serial killers e perseguições. 


Thriller psicológico

Nesse subgênero o foco da história usualmente é o protagonista que não necessita de forças físicas para superar seus inimigos mas sim de sua capacidade mental, utilizando de sua inteligência (ou vamos concordar, loucura em alguns casos rs) para superar seu "inimigo".
Geralmente narrado em primeira pessoa para fazer o leitor se sentir mais envolvido com o personagem e compreender melhor como funciona a mente do personagem.
Outra característica desse tipo de thriller é que a narração volta muitas vezes no tempo, em que o personagem conta algo que aconteceu em seu passado, mais especificamente para justificar suas atuais motivações, ou mostrar como algo mudou sua percepção sobre seu passado/presente.




Fontes: Ecured e Wikipédia

Eu gosto de todos, mas preciso confessar que o meu queridinho de coração, pela eternidade é o Thriller criminal, eu amo essa história de ter um crime e o personagem investigando, encontrando pistas falsas e precisa ir em busca de novas, a sensação do perigo a espreita, a ação, o mistério e ufa, a tensão do começo ao fim.

Existem mais tipos de thriller, só citei os que para mim, são os mais utilizados em obras literárias e cinematográficas, mas esse gênero de thriller vai longe.

Espero que tenham gostado e quem ainda não leu o gênero se permita conhecê-lo.




{Resenha} Confissões de Uma Garota Excluída, Mal - Amada e (Um Pouco) Dramática de Thalita Rebouças

Tetê acaba de se mudar com a família toda para Copacabana, no Rio de Janeiro, para a casa dos avós. O lindo e espaçoso apartamento da Barra da Tijuca em que morava teve que ser vendido, pois com a crise o pai foi demitido, e o resultado é que a vida dela virou de cabeça para baixo. Além de perder a privacidade, tendo que dividir o espaço com cinco parentes malucos que brigam o tempo todo, ela perdeu todas as suas referências. A única coisa que a deixa feliz é cozinhar. E, claro, comer as delícias que faz.

O lado bom foi se livrar do antigo colégio, no qual sofria bullying por causa de seu jeito peculiar. Sem contar sua desilusão amorosa... O problema é que ela está apavorada, porque agora tudo será novo e estranho, com o ensino médio, com a nova escola, e sem conhecer ninguém. E morre de medo de ser excluída ou de sofrer bullying novamente. Ela está bem mal, para dizer a verdade. Ou talvez seja um pouco de drama, porque já no primeiro dia as coisas parecem ser um pouco diferentes... Pelo jeito, tudo vai mudar, e para melhor.

Arqueiro * 2016 * 272 Páginas * Classificação 5/5



Espero que tenham gostado.

Beijossss