Músicas que foram inspiradas em livros - Parte II




5 - Admirável Chip Novo - Pitty

 Pitty ao compor a música se inspirou no livro "Admirável Mundo Novo" do escritor Aldous Husley, que narra a história de um possível mundo futuro, onde nós, seres humanos nascemos de proveta e somos programados para viver de formas preestabelecidas. A música de Pitty expressa bem o enredo do livro.





Admirável chip novo: 
Pane no sistema alguém me desconfigurou
Aonde estão meus olhos de robô?
Eu não sabia, eu não tinha percebido
Eu sempre achei que era vivo
Parafuso e fluído em lugar de articulação
Até achava que aqui batia um coração
Nada é orgânico é tudo programado
E eu achando que tinha me libertado
Mas lá vem eles novamente, eu sei o que vão fazer:
Reinstalar o sistema

Pense, fale, compre, beba
Leia,vote, não se esqueça
Use, seja, ouça, diga
Tenha, more, gaste, viva

Pense, fale, compre, beba
Leia,vote, não se esqueça
Use, seja, ouça, diga

Não senhor, Sim senhor, Não senhor, Sim senhor

Pane no sistema alguém me desconfigurou
Aonde estão meus olhos de robô?
Eu não sabia, eu não tinha percebido
Eu sempre achei que era vivo
Parafuso e fluído em lugar de articulação
Até achava que aqui batia um coração
Nada é orgânico é tudo programado
E eu achando que tinha me libertado

Mas lá vem eles novamente, eu sei o que vão fazer:
Reinstalar o sistema

Pense, fale, compre, beba
Leia,vote, não se esqueça
Use, seja, ouça, diga
Tenha, more,gaste, viva

Pense, fale, compre, beba
Leia,vote, não se esqueça
Use, seja, ouça, diga

Não senhor, Sim senhor, Não senhor, Sim senhor

Mas lá vem eles novamente, eu sei o que vão fazer:
Reinstalar o sistema.



Ano 634 df (depois de Ford). O Estado científico totalitário zela por todos. Nascidos de proveta, os seres humanos (précondicionados) têm comportamentos (preestabelecidos) e ocupam lugares (predeterminados) na sociedade: os alfa no topo da pirâmide, os ípsilons na base. A droga soma é universalmente distribuída em doses convenientes para os usuários. Família, monogamia, privacidade e pensamento criativo constituem crime.

Os conceitos de "pai" e "mãe" são meramente históricos. Relacionamentos emocionais intensos ou prolongados são proibidos e considerados anormais. A promiscuidade é moralmente obrigatória e a higiene, um valor supremo. Não existe paixão nem religião. Mas Bernard Marx tem uma infelicidade doentia: acalentando um desejo não natural por solidão, não vendo mais graça nos prazeres infinitos da promiscuidade compulsória, Bernard quer se libertar. Uma visita a um dos poucos remanescentes da Reserva Selvagem, onde a vida antiga, imperfeita, subsiste, pode ser um caminho para curá-lo. Extraordinariamente profético, "Admirável Mundo Novo" é um dos livros mais influentes do século 20.



6- A hora da Estrela - Pato Fu

Bem o nome já nos diz em que livro a música foi inspirada né? Em “A hora da Estrela” de Clarice Lispector. Essa música não representa bem a história do livro, como em algumas outras canções que vimos, mas o livro foi sim a fonte de inspiração dessa banda mineira.




A hora da estrela:
Ela esta pronta
Pra mudar a sua vida pra sempre
Já imagina
Como tudo vai ser tão diferente
E aquele lugar la na frente
Vai ser seu
Mais um minuto
E tudo o que sonhou vai ser verdade
Não há no mundo
Quem não entenda a sua felicidade
Que possa dizer com certeza
Que o lugar é seu
Que é de quem nasceu pra brilhar
Uh, a hora da estrela vai chegar
Uh, agora ninguém vai duvidar
Não hoje, não mais
Nem nunca, jamais
Ela esta pronta
Pra mudar a sua vida pra sempre.



A história da nordestina Macabéa é contada passo a passo por seu autor, o escritor Rodrigo S.M. (um alter-ego de Clarice Lispector), de um modo que os leitores acompanhem o seu processo de criação. À medida que mostra esta alagoana, órfã de pai e mãe, criada por uma tia, desprovida de qualquer encanto, incapaz de comunicar-se com os outros, ele conhece um pouco mais sua própria identidade. A descrição do dia-a-dia de Macabéa na cidade do Rio de Janeiro como datilógrafa, o namoro com Olímpico de Jesus, seu relacionamento com o patrão e com a colega Glória e o encontro final com a cartomante estão sempre acompanhados por convites constantes ao leitor para ver com o autor de que matéria é feita a vida de um ser humano.



7- Who Wrote Holden Caulfield? – Green Day.

O nome da música, já leva o nome do personagem principal do livro “O Apanhador no Campo de Centeio” de J.D. Salinger. A história conta sobre Holden Caulfield um rapaz de família abastada, que foi expulso de um importante colégio. O livro trata de temas tipicamente adolescentes.





Tradução Who Wrote Holden Caulfield?: Quem Escreveu Holden Caulfield?
Um pensamento surgiu na minha mente preciso te dizer
"são coisas que eu já previa"
Será que foi só um sonho que aconteceu há muito tempo?
Acho que eu me esqueci
Bem essa não foi a primeira vez
E isso me deixa realmente louco

Existe um garoto que obscurece seu próprio mundo
E agora está ficando sem vontande
Não há motivação
e a frustração o deixa louco
Ele tenta encarar de frente
mas acaba recuando
Alguém o ajude
ou ele vai acabar desistindo

Busco na minha mente
Pra ver se encontro
As palavras que deixei pra trás
Será que foi só um sonho
Que aconteceu há muito tempo?
Bom
deixa pra lá.



À espera no centeio (O Apanhador no Campo de Centeio na edição brasileira) narra um fim-de-semana na vida de Holden Caulfield, jovem de 16 anos vindo de uma família abastada de Nova York. Holden, estudante de um reputado internato para rapazes, volta para casa mais cedo no inverno depois de ter recebido más notas em quase todas as matérias e ter sido expulso. No regresso a casa, decide fazer um périplo adiando assim o confronto com a família. Holden vai refletindo sobre a sua curta vida, repassa sua peculiar visão de mundo e tenta definir alguma diretriz para seu futuro. Antes de enfrentar os pais, procura algumas pessoas importantes para si (um professor, uma antiga namorada, a sua irmãzinha) e tenta explicar-lhes a confusão que passa pela sua cabeça. Foi este livro que criou a cultura-jovem, pois na época em que foi escrito, a adolescência era apenas considerada uma passagem entre a juventudade e a fase adulta, que não tinha importância. Mas esse livro mostrou o valor da adolescência, mostrando como os adolescentes pensam.



8 - Misty Mountain Hop – Led Zeppelin

A música da banda, junto com algumas outras, foi inspirada da obra “Senhor dos Anéis”, de J.R.R.Tolkien que dispensa comentários.





Tradução Misty Mountain Hop: Salto da Montanha Nebulosa
Caminhando no parque outro dia, baby
O que você, o que você acha que eu vi?
Um bando de gente sentado na grama
Com flores no cabelo, diziam:

"Ei, Garoto, tá a fim de descolar uma?"
E você sabe que de fato
eu não sabia que horas eram Oh,
então eu perguntei se eu podia ficar um instante

Não reparei mas já estava muito escuro e eu realmente estava
realmente estava viajando
Exatamente quando um policial se aproximou de mim E nos pediu dizendo:
"Por favor, queremos que tudo permaneça em ordem"

Bem você sabe, eles pediram para que ficássemos para o chá e para se divertir um pouco mais, Oh
Ele disse que seus amigos iriam dar um pulo até lá
Por que você não dá uma boa olhada em si mesmo? E descreve o que você vê
E baby, baby, baby, você gosta disto?

Lá você se senta, posto de lado como um livro de uma estante enferrujando
Ah, não tente enfrentar isto
Você realmente não se preocupa se eles estão vindo, Oh
Eu sei que tudo isso é um estado de espírito

Se você descer pelas ruas hoje, Baby, é melhor você
É melhor você abrir os olhos
O povo lá embaixo não se importa, realmente não se importa, não se importa
Para que, para que lado a pressão se situa?

Portanto eu decidi o que vou fazer agora
Portanto estou arrumando minhas malas para as montanhas nebulosas
Para onde os espíritos vão agora
Sobre as colinas onde os espíritos voam

Oh, oh, oh
Oh, oh, oh, oh
Oh, oh,oh
Oh, oh, oh, oh

Oh, eu realmente não sei
Oh, eu realmente não sei



O Senhor dos Anéis (The Lord of the Rings) é um romance de fantasia criado pelo escritor, professor e filólogo britânico J.R.R. Tolkien. A história começa como seqüência de um livro anterior de Tolkien, O Hobbit (The Hobbit), e logo se desenvolve numa história muito maior. Foi escrito entre 1937 e 1949, com muitas partes criadas durante a Segunda Guerra Mundial.[1] Embora Tolkien tenha planejado realizá-lo em volume único, foi originalmente publicado em três volumes entre 1954 e 1955, e foi assim, em três volumes, que se tornou popular. Desde então foi reimpresso várias vezes e foi traduzido para mais de 40 línguas,[2] tornando-se um dos trabalhos mais populares da literatura do século XX.


Bem pessoal espero que tenham gostado, é claro que existe mais músicas que foram inspiradas em livro, mas eu separei somente essas porque conheço as músicas e os livros, não seria justo eu postar algo de que nem ouvi falar né?

Beijinhos Fê!

0 comentários:

Deixe seu comentário