Resenha do livro - Bela Maldade de Rebecca James




Bela Maldade - REBECCA JAMES


Ameiiiiiiiiiiiiiiiiii de paixão esse livro, eu adoro dizer, eu amo esses livros que nos deixam ansiosas, querendo saber o que vai acontecer, a cada página você sente essa ansiedade.

            Uma nova amizade surge. Uma nova tragédia está para acontecer.

            Katherine é apagada, gosta de ficar no seu canto, exclusa, sem contato com ninguém, mas nem sempre foi assim... Ela já foi uma garota popular, uma garota que adorava estar com os amigos, ir a festas.

            Alice é o oposto, é animada, um pouco excêntrica, vive a vida de forma divertida, mas meio inconseqüente, seus caminhos se cruzam.

            Katherine no começo não quer fazer amizades, a dor que ela sente por um passado trágico, faz com que ela queira estar sozinha, por achar que não merece ser feliz e porque não quer que ninguém saiba do seu passado. Mas é impossível não ser conquistada pela animação de Alice.

            Ao longo do livro a amizade delas se transforma, você se sente perdido pelos sentimentos delas, principalmente o que Katherine sente por Alice, os sentimentos dela, parecem uma verdadeira montanha russa, e você acaba se perguntando junto com ela, se ela não esta exagerando.

            Mas em determinado momento, começamos a ter uma pequena noção de como Alice verdadeiramente é...

            É claro que existem outros personagens. Robbie é encantador, mas na maior parte do livro só sinto vontade de esganá-lo, Philippa é maravilhosa e a única capaz de entender de verdade Alice e ainda temos Mick, há Mick, o herói, fui capaz de me apaixonar por ele desde antes que ele aparecesse na história, e claro que havia de ser ele a arrancar minhas lágrimas. Claro que existe muito mais sobre esses personagens, mas nada que eu fale aqui faria jus a eles, portanto deixarei todas as impressões para vocês.          O livro vai tendo alguns flashes entre passado – onde, nos é apresentado aos poucos a tragédia que ronda a vida de Katherine -; presente e futuro – que nos da idéia do que vai acontecer na vida dos personagens.

            No começo já sabemos uma parte do que vai acontecer no fim do livro, mas isso de forma alguma apaga toda a surpresa e o envolvimento que o livro transmite, e ele acaba sendo surpreendente de qualquer forma.

            Confesso que é um livro angustiante (mas de uma forma boa, rs), a todo momento você sabe que vai acontecer algo ruim, e você fica torcendo para que não aconteça, tal a forma que você se sente envolvido emocionalmente pelos personagens. Mas você sabe que mesmo assim vai acontecer, então torce para que esse momento chegue logo, pois você quer acabar com essa angustia que sente e realmente saber o que de fato vai acontecer.

            Quando chegamos ao fim do livro, estamos cansados, sem força para acreditar em tamanhas loucuras, nos sentimos perturbados. Mas descobrir toda a verdade por trás dessa história envolvente nos deixa aliviados, parece que tiramos um peso enorme dos ombros, é tudo muito real o tempo todo.

 E não posso deixar de dizer que o livro nos mostra a importância de dar valor ao que temos, ao que vivemos, antes que tudo esteja perdido. 
E claro que com tanta tensão o livro ia tirar algumas lágrimas de meus olhos, eu vivi tudo tão intensamente.

 Eu recomendo esse livro, mas esteja preparado, porque a tensão realmente chega a ser demais em quase todos os momentos do livro.

Amei tudo no livro, todos os personagens, até mesmo Alice. Depois que ler vão achar que estou louca, mas ao tentar compreender sua louca mente, acabamos sentindo pena dela, mas tudo no livro é bom, o enredo, o desenvolvimento, e a capa é super fofíssima.

Queria muito ler outros livros de Rebecca, mas infelizmente esse é o único traduzido para o português, espero ansiosamente pelos próximos.
"...se você não for mau, não pode ser bom. " Katherine

 Fiquem com BELA MALDADE!

Beijos Fê!

0 comentários:

Deixe seu comentário