Resenha do Livro - A Garota Que Eu Quero de Markus Zusak

A Garota Que Eu Quero - Markus Zusak

Chato!

Me desculpem aqueles que gostaram, mas na minha opinião é a melhor palavra que encontro para descrever esse livro.

Eu passei as 174 páginas, me arrastando na leitura, esperando que algo acontecesse para me fazer sentir aquela vontade de continuar lendo, mas nada aconteceu. Mesmo assim a muito custo consegui terminar, eu não acreditava que esse Markus Suzak é o mesmo do livro A Menina Que Roubava Livros (você pode conferir a resenha dele AQUI), não conseguia entender como ele conseguiu escrever um livro tão bom e outro tão chato.

A Garota Que Eu Quero, é um livro extremamente cansativo, nada demais acontece, e parece que é tudo igual do começo ao fim. Eu simplesmente demorei três, três longos dias para ler um livro que se fosse bom teria levado apenas horas, quase desisti no caminho, mas me mantive fiel a meu propósito, estava pensando que as coisas poderiam melhorar, mas elas não melhoraram.

Esse livro faz parte de uma série que conta a história dos três irmãos, mas o livro pode ser lido de forma independente (até porque nos outros também não devem acontecer tanta coisa, penso eu), os outros livros são O Azarão e Bom de Briga.

Em A Garota Que Eu Quero, conhecemos um pouco dos irmãos Wolfe, mas principalmente Cameron, o irmão mais “apagado” podemos dizer assim, ele é tímido, solitário, não é de briga, e é um bom rapaz, que faz de tudo por sua família.

Cameron é o típico garoto, que as meninas nunca olham e que as pessoas desprezam por acharem um fraco, e ele vive assim por muito tempo, até encontrar a garota dos seus sonhos, e isso seria maravilhoso, se essa garota não fosse mais uma nas namoradas de seu irmão Rube, o pegador, que está sempre com uma garota nova. Mas Octavia não é como as outras namoradas de Rube, e consegue ver além do que todos vêem em Cameron.

Quando Rube termina com Octavia, Cam (apelido do Cameron) acha que nunca mais vai encontra-la, mas ele é surpreendido por Octavia, e eles começam a se encontrar, a partir daí Cam, começa a mudar, começamos a perceber um certo amadurecimento nele com esse relacionamento, trazendo então o conhecimento de si mesmo e junto uma auto-confiança que antes não existia em sua vida.

Enfim o livro fala das mudanças que podemos ter quando conhecemos alguém especial em nossas vidas, e fala também do amor fraterno, aquele que é verdadeiro, e que sempre estará do nosso lado, o livro poderia ter sido bom, se Suzak houvesse se aprofundando mais nos personagens e no enredo como um todo, como eu disse antes, nada demais acontece e fica aquele marasmo, e quando parece que algo interessante vai acontecer, ele só cita por alto na história.

Sinto muito ao dizer isso, mas foi realmente um livro decepcionante, acho que acabei esperando demais por causa de A Menina que Roubava Livros e ai me senti vazia ao ler esse, sem nada acontecendo, mas creio que era para ser isso mesmo a história, mas é que sou o tipo de pessoa que gosto de me sentir envolvida pelos personagens e nesse livro não senti nada por ninguém, só queria que acabasse logo.

Eu li algumas resenhas positivas em relação a esse livro, então como digo sempre não deixem de ler, afinal nossos gostos literários também são muito particulares, eu posso não ter gostado desse livro, mas vocês podem adorar, todos temos que passar pela experiência que é ler um livro, seja ele bom ou não a nosso gosto, mas de qualquer forma sempre vejo que eles nos acrescentam algo.

Mas adoraria saber a opinião de vocês, então quem já leu ou vai ler A Garota Que Eu Quero, e quiser comentar, vou adorar saber a opinião de vocês.

Um Super Beijo Fê!

Sinopse:
O Rube nunca amou nenhuma delas. Nunca se importou com elas. Nem é preciso dizer que Rube e eu não somos muito parecidos em matéria de mulher. Cameron Wolfe é o caçula de três irmãos, e o mais quieto da família. Não é nada parecido com Steve, o irmão mais velho e astro do futebol, nem com Rube, o do meio, cheio de charme e coragem e que a cada semana está com uma garota nova. Cameron daria tudo para se aproximar de uma garota daquelas, para amá-la e tratá-la bem, e gosta especialmente da mais recente namorada de Rube, Octavia, com suas ideias brilhantes e olhos verde-mar. Cameron e Rube sempre foram leais um com o outro, mas isso é colocado à prova quando Cam se apaixona por Octavia. Mas por que alguém como ela se interessaria por um perdedor como ele? Octavia, porém, sabe que Cameron é mais interessante do que pensa. Talvez ele tenha algo a dizer, e talvez suas palavras mudem tudo: as vitórias, os amores, as derrotas, a família Wolfe e até ele mesmo. 

Tradução:Vera Ribeiro
ISBN:978-85-8057-373-2
Editora: Intrínseca

4 comentários:

  1. Eu ainda não li nenhum livro da série, mas tenho curiosidade.
    Uma pena que você tenha achado a leitura cansativa.

    Você pode responder a tag que comentou lá no meu blog.
    ;)
    http://livrosyviagens.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Aline. Obrigada pelo retorno. Fiquei muito feliz.

      É então infelizmente foi bem cansativo mesmo o que me surpreendeu porque amei A Menina que Roubava Livros. Mas acho que não leio mais da mesmo série pelo menos não, rs.

      Obrigada, eu ainda não fiz nenhum vídeo, mas já quero começar e logo que fizer a sua te aviso assim você vê como ficou, rs.

      Beijos.

      Fer.

      Excluir
  2. Oi flor, eu ainda não li não e não vi quase nenhuma resenha.... mas é tão chato quando se arrasta, eu já não estava mesmo pensando em ler, sabe... aí agora ficou mais para "não ler" mesmo
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Re.

      Nossa nem me fale, demorei demais para terminar, porque nada acontecia sabe? ai você fica na expectativa que na próxima página vai mudar e nada, rs. Mas A Menina Que Roubava livros foi ótimo, então me surpreendeu esse ser tão cansativo, rs.

      Mas se conseguir leia sim, vai que você gosta né? As vezes os gostos mudam.

      Um super beijo e obrigada.

      Fer.

      Excluir