Resenha do Livro - Profundamente Sua de Sylvia Day


Profundamente Sua - Sylvia Day

Poderá conter spoiler para quem ainda não leu Toda Sua 

confira a resenha AQUI

 

Na continuação de Toda Sua, temos Eva e Gideon assumidos como um casal, ela entregou todos os seus temores e segredos a ele, e agora esta disposta a fazer com que ele confie nela para fazer o mesmo, entregar todos seus temores, segredos e medos além de seu coração.

Eles percebem que mais do que a louca atração e desejo que existe entre eles o amor também esta presente, mas mais do que o amor, um sentimento que envolve os dois em uma teia complicada e perigosa é a necessidade. Eles percebem que um necessita do outro para trazer alivio e paz para seus corações tão marcados por traumas passados. Mas o limite entre o amor e a necessidade pode levar a obsessão, trazendo a esse relacionamento já conturbado mais duvidas e receios de que algo de bom não vai sair de um relacionamento entre duas pessoas tão problemáticas e marcadas. Mesmo assim o amor é tão intenso, tão pleno e cheio de ternura que quando estão juntos, entregues aos braços um do outro, eles conseguem, nem que apenas por instantes, esquecer de todos os seus medos.

O crescimento deles, seja individual, ou como casal, apesar ainda de todas as inseguranças, é mais visível nesse segundo livro, eles conseguem enfrentar com mais coragem muitos de seus problemas. O relacionamento deles também está muito mais maduro, com mais confiança entre eles. Mas mesmo assim os problemas permanecem e faz com que em alguns momentos eles sintam todas as fraquezas de novo, em suas vidas. Mas é isso o que os torna, a cada momento mais reais a nossos olhos, é essa montanha - russa de emoções, sentimentos que oscilam, medos e coragem andando lado a lado.

Nesse segundo livro já podemos esquecer as semelhanças entre essa série e 50 tons, aqui eles lutam dia a dia para deixar seu passado para trás, lutar contra seus maiores medos e tentar encontrar a felicidade, enquanto em 50 tons, a maior luta do casal é ter que lhe dar e superar a forma como Christian precisa da dor para seguir em frente com seu relacionamento. Em Crossfire, os problemas vão muito mais além do que chicotes e quarto vermelho da dor. Não me entendam mal, eu gosto muito das duas séries, mas em Crossfire a existência de sentimentos e obstáculos a superarem, são muito maiores, o que faz nos sentirmos mais próximos dos personagens.

Aqui temos uma Eva mais determinada a fazer as coisas caminharem um pouco mais do seu jeito, mas que sabe usar muito bem de seu jeitinho de garota indefesa que precisa ser salva, quando quer, e sinceramente adoro isso, afinal Gideon é bem possessivo em vários momentos, então é preciso de um chega para lá de vez em quando da parte de Eva. Apesar de que em alguns momentos ela também se torna bem irritante e infantil. Já a única coisa de que não gosto em Gideon é que em alguns momentos ele se torna meio violento, não que ele saia por ai esmurrando as pessoas, ou batendo em Eva, não é bem isso, é mais em suas atitudes, seu comportamento que denotam isso dele. Isso sem falar do fim do livro, confesso que foi surpreendente, mas me assustou um pouco.

Os acontecimentos nesse livro nos surpreendem e tiram o fôlego a todo instante, quando pensamos que as coisas podem dar uma acalmada, acontece algo de novo e estamos presos em uma trama de tirar o fôlego. O final então mesmo me assustando é realmente um efeito surpresa, não esperava por algo desse tipo, não acreditei quando li e confesso que pensava que iria tomar outro rumo a história.

Estou ansiosíssima pelo próximo livro. 

Sinopse:
Gideon Cross. Ele é tão bonito e perfeito do lado de fora quanto é danificado e atormentado no interior. Ele era uma chama brilhante e ardente que me chamuscou com o mais escuro dos prazeres. Eu não poderia ficar longe. Eu não queria. Ele era o meu vício... meu desejo... todo meu. Meu passado foi tão violento quanto o dele, e eu estava tão machucada. Nós nunca iríamos ser normais. Era muito difícil, muito doloroso... exceto quando era perfeito. Aqueles momentos em que a voragem do amor desesperado eram a loucura mais requintada. Fomos completamente subjugados pela nossa necessidade. E a nossa paixão nos levaria além dos nossos limites para a mais doce borda da mais nítida obsessão.
 

Tradução: Alexandre Boide

ISBN:978-85-65530-19-4

Editora: Paralela


 

 

0 comentários:

Deixe seu comentário