Autores Nacionais - Parte II


Sejam bem vindos à segunda parte do nosso especial Autores Nacionais! São muitos que já estão na minha listinha, e mais virão.
Se alguém, por algum motivo, quiser divulgar ou sugerir algum autor ou livro nacional, sinta-se à vontade. Estamos à disposição.
Então, vamos ao que interessa: os autores!


Escritor brasileiro nascido em São Paulo. É autor dos romances "O Mago de Camelot: A saga de Merlin para coroar um dragão" (Novo Século, 2013), "Osíris: Deus do Egito" (Marco Zero, 2009) e "Lúcifer: o primeiro anjo" (Marco Zero, 2006).
Hipólito participa das antologias "Fiat Voluntas Tua" (Multifoco, 2009) e "Metamorfose: a fúria dos lobisomens" (All Print, 2009). Além disso, é autor do e-book "Dullahan: Os cavaleiros sem cabeça" (Navras Digital, 2013) e coautor de diversos contos publicados em língua inglesa, nos Estados Unidos, Reino Unido e Espanha, dentre os quais se destaca "Eternal Grief", indicado para melhor conto de horror nos Estados Unidos, em 2003, pelo Preditors & Editors Readers Poll.
Hipólito é também diretor de três filmes de curta-metragem de ficção, roteirista de cinema e produtor de teatro.
Li Lúcifer: o Primeiro Anjo e amei!


Escritor, jornalista, blogueiro e participante do NerdCast, o podcast do site Jovem Nerd. É autor do romance best-seller “A Batalha do Apocalipse” e atualmente ajuda a gerenciar o selo editorial NerdBooks, voltado à literatura fantástica. É, ainda, professor da faculdade Hélio Alonso, no Rio de Janeiro, onde ministra o curso “Estrutura Literária – A Jornada do Herói no Cinema e na Literatura”.


Nascida no Dia Mundial do Livro, Samanta Holtz parecia destinada a trilhar o caminho da literatura. Aprendeu a ler sozinha aos cinco anos, tamanha era a vontade de entender as histórias que sua mãe lia para ela. Aos nove, ganhou um prêmio de redação em sua cidade, Porto Feliz, interior de São Paulo. Em 2012, publicou pela editora Novo Século o romance “O Pássaro”, vencedor do “Destaques Literários 2012” na categoria Romance Nacional por votação do público e do júri técnico. Em 2013, publicou "Quero ser Beth Levitt". Com histórias românticas e cheias de surpresas, Samanta guia seus leitores por uma deliciosa viagem, levando-os das lágrimas ao riso em questão de capítulos.


Fernanda é jornalista por formação e escritora por paixão. Nascida em Niterói, no Rio de Janeiro, sempre amou os livros e as histórias. Com apenas oito anos, teve o seu primeiro conto – Uma Bruxinha chamada Capim Calabim - interpretado pela atriz e cantora Bia Bedran em um de seus shows.
Antes da faculdade de jornalismo, Fernanda quase se tornou uma atriz profissional, mas descobriu que gostava mais das coxias e da produção cultural. Foi quando desistiu dos palcos e foi para os bastidores. 
Cursando Comunicação Social, continuou trabalhando com teatro e também com esporte. A paixão pelo futebol deu à Fernanda a idéia de um site escrito apenas por jornalistas mulheres – o Bela da Bola
Na literatura, Louca Por Você é o primeiro de muitos romances que Fernanda pretende colocar nas estantes de livrarias e casas por todo o mundo.


É uma leitora voraz, sempre lê a última página de um livro antes de comprá-lo e tem um fascínio inexplicável pelo tema “amores impossíveis”. Vê nas obras de Jane Austen uma fonte de inspiração.
Quando se desgruda dos livros – tanto dos que lê quanto dos que escreve –, Carina se diverte assistindo a comédias românticas ao lado da família e planejando viagens a lugares exóticos que não conhecerá tão cedo, devido ao seu pavor de avião. 
Ela nasceu em Ariranha, interior de São Paulo, onde mora atualmente com o marido e a filha, após ter vivido uma curta temporada na capital paulista.
Seu primeiro livro, Perdida: um amor que ultrapassa as barreiras do tempo, foi publicado na Alemanha, onde entrou para as listas de mais vendidos.
Procura-se um marido é seu segundo livro.


Nasceu em Ponte Nova, Minas Gerais, conhecida como a terra da goiabada. Adora queijo, rock progressivo, pudim de leite condensado, café com pouco açúcar e filmes com finais felizes. Ama ler, seja um bom livro policial, um chick-lit despretensioso ou o jornal do dia. Quando criança lia as revistinhas da Turma da Mônica, incentivada pela mãe, e ficava esperando ansiosamente pela chegada delas todos os meses. Formou-se em Jornalismo pela PUC-Minas e exerceu o cargo de assessora de comunicação de uma empresa por sete anos. Hoje é professora de língua portuguesa e literatura na Escola Nossa Senhora Auxiliadora. Mora em sua cidade natal com o marido e os dois filhos.


Nasceu em Belo Horizonte/MG e desde criança apresentou aptidão para a escrita e por esse motivo prestou vestibular para Jornalismo, embora tenha transferido para Publicidade, curso no qual se formou na PUC Minas. Estudou também Música na UEMG, deu aulas de violão e técnica vocal por vários anos, e é compositora.
Sua carreira de escritora começou em 2001, com o lançamento do livro de poemas “Confissão”, que foi relançado em 2013. Ficou realmente conhecida do grande público em 2008, quando lançou “Fazendo meu filme 1” pela editora Gutenberg. Publicou “Fazendo meu filme 2”, em 2009, “Fazendo meu filme 3”, em 2010, e “Fazendo meu filme 4”, em 2013, que - assim como o primeiro - são grandes sucessos juvenis. Em 2011 lançou uma nova série, “Minha vida fora de série”, que já conta com dois volumes. Em 2012 publicou também o livro "Apaixonada por palavras", uma coletânea de crônicas.


Formada em Pedagogia e Mestre em Educação, escreve desde 2007, deixou de lecionar para se dedicar à escrita de ficção e fantasia. Tem vários livros e contos publicados, como Agridoce.


Inspirada nas relações familiares na contemporaneidade, a jovem escritora piauiense Aldenora Cavalcante lançou o romance “Ventura” aos 17 anos, tratando de bullying e drogas que, segundo ela, refletem os problemas da juventude nos dias atuais. Levou dois meses para escrever as 152 páginas da obra, que só foi possível ser publicada por conta da ajuda dos pais.


Larissa começou a mostrar sua criatividade desde criança. Escreveu seu livro de estreia, "Érica", entre os 15 e os 17 anos de idade.

Por enquanto é isso, pessoal. Mas volto em breve com mais autores! 
Lembrem-se: o nome de cada autor direciona à sua página no Facebook.


6 comentários:

  1. Meu Deus, não conheço ninguém só a Paula Pimenta..que tá na crista da onda né? muito na mídia..
    Mas que no geral o próprio público não dá tanta importância para os autores nacionais. Eu confesso que tenho mesmo que ler mais, esse ano mesmo de nacional, só reli alguns clássicos.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tinha muito preconceito com nacional... Mas agora em abril descobri um mundo novo, e amei! Comecei com os livros da FML Pepper.
      A cada dia que passa, mais gosto da nossa literatura.

      Excluir
    2. Oi Rê

      Eu concordo com a Ka, em gênero, número e grau. Cada dia descubro autores mais fofos, e livros mais maravilhosos. Estou apaixonada pela Fer Belém, já li dois dela, um melhor que o outro. O último (terminei ontem) ainda estou digerindo ele, porque meu coração ainda dói de saudades. A Carina Rissi e a Marina Carvalho também amando. E a Samanta Holtz preciso ler o livro dela, mas parece ótimo, e ela é uma fofa. Mas a Pepper é nosso xodó né Ka? todas são ótimas, mas foi a Pepper que abriu a porta para esse mundo nacional.

      Beijos meninas.
      Fer

      Excluir
    3. Sem dúvida, Fer! Um xodó que abriu meus olhos...

      Excluir
  2. Oie,
    parabéns pela iniciativa em divulgar nossos autores!
    Já li muitos livros dos autores indicados, mas alguns eu ainda não conhecia

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Vanessa!
      Acho que merecem todo o nosso carinho; então não custa nada dar uma forcinha. =)

      Beijo.

      Excluir