Resenha do Livro - Eu, Meu Pai e Meus Outros Amores de Lilian Reis / Resenha Maratona Literária #EuSouDoideira


Eu, Meu Pai e Meus Outros Amores - Lilian Reis




Sua vida estava desmoronando.

Parece que o sofrimento de uma vida toda viria a tona de uma só vez.

Quando tudo isso iria acabar?

Quando Jade poderia voltar a sorrir?



Jade tinha a vida perfeita, ou quase perfeita.

Morava com sua mãe, que além de mãe era uma ótima amiga e com seu padrasto, com o qual se dava muito bem. Adorava sua vida no Rio de Janeiro, e gostava muito de seus amigos, principalmente de sua melhor amiga, Melissa. Mas o que faltava para completar sua vida era o amor de seu pai. Jade sentia muita falta dele, e desde que havia se separado de sua mãe, ela o havia visitado poucas vezes, não gostava do lugar que ele morava, e não achava que ele ainda a amasse como antes. Apesar dessa grande dor, Jade tinha uma vida quase plena.



Até que um trágico acidente porá um fio em tudo o que Jade amava e tudo o que fazia parte de sua vida.

A vida de sua mãe e seu padrasto se foi naquele terrível acidente e apesar dela ainda estar viva, não se sentia assim, sua vida se foi junto com eles naquele dia.



Sem ter para quem ou para onde voltar, Jade se vê obrigada a se mudar com seu pai para a fazenda onde ele vive, e conviver com sua nova família.

Toda sua vida ficou para trás, junto com sua felicidade...



Jade precisa aceitar que tudo mudou, e de que sua vida precisa de uma nova chance, mas como se adaptar aquele novo mundo?



Para sua sorte seu novo “irmão”, Duke, filho da sua madrasta, a esposa de seu pai, é um encanto, e se mostra um grande amigo, logo eles estão muito próximos, e essa amizade cresce a cada dia, fazendo com que assim, Jade se recupere um pouco de seus dramas.

O que ela não contava era que teria tantos problemas com Fred, irmão de Duke, porque ele não pode ser como o irmão, porque insiste em atormentá-la? E fazer da sua vida um inferno?



Jade faz de tudo para mudar a convivência entre eles. Fred também não entende porque se comporta como um canalha. Mas ambos, entre erros e acertos, podem vir a conhecer algo maravilhoso. Pena que os sofrimentos de Jade parecem não ter mais fim...





Eu gostei muito da história. Jade e Duke são meus personagens preferidos. Apesar de entender um pouco do comportamento de Fred, minha nossa, acho abominável algumas de suas atitudes e fico meio chateada com ele. Mesmo assim torço para que as coisas deem certo. Mas mesmo assim prefiro Duke a ele, rs.



A história é bem construída, e adoro o tema familiar envolvido com o restante da história. Ver o amadurecimento de Jade junto com suas mudanças de humor, nos faz ver o quanto somos mesmo suscetíveis a tudo o que acontece em nossa volta, e por mais que sejamos fortes, em alguns momentos e inevitável deixar que a dor nos derrube.



Acompanho os sorrisos e as lágrimas, de Jade junto com ela. E torço para que tanto sofrimento acabe logo.



Leila Reis construiu uma ótima história, mas em alguns momentos me sinto meio perdida, alguns pontos da narrativa são meio confusos, e acontecem alguns erros. A narrativa acontece sob o ponto de vista de cada personagem, em sua maioria de Jade e Fred, mas parecem que esses papéis se confundem as vezes. Em alguns momentos também a história dá alguns saltos, tudo acontece meio que rápido demais.

Mas mesmo assim a história flui muito bem, e ficamos presos aos acontecimentos na vida desses personagens. Estou louca para ler a continuação, mas confesso que pelo que li na sinopse estou com um pouco de medo. Mas isso é ótimo afinal o bom da história é nos surpreendermos. 

Sinopse:
Há coisas na vida que acontecem e a pessoa se revolta, fica com raiva de tudo e de todos, contudo, Jade teve que aprender da maneira mais dura, que o mundinho no qual ela vivia era fútil, uma imensa bola cheia de nada. Para Jade, tudo que importava era sua mãe, padrasto e amiga. O pai era um sonho inalcançável, uma figura por quem Jade nutria “sentimentos incompreensíveis”. Ela acreditava que aquela vida de badalações, academia de dança, luais, e festas eram tudo de bom, e para o qual valia a pena viver. O resto era descartável. Entretanto, Jade fora inserida “contra sua vontade”, em outro mundo. Um lugar completamente sem valor para ela. As pessoas pouco lhe interessavam e tampouco ela acreditava que eles se interessassem por ela. Para ela, uma garota da cidade grande, o que importava eram as coisas que ela podia fazer e a maneira como se divertia, e amava apenas essas pessoas que eram seu ”tudo”... Uma história cheia de emoções, conflitos, dúvidas e descobertas, que tem um enredo gostoso, uma linguagem jovem e engraçada. Prepare-se para conhecer o outro lado do mundo de Jade. Uma adolescente quase adulta, que se mostrou rebelde e marrenta. Será que Jade aprenderá com seus erros a ser uma pessoa melhor? O livro aborda vários temas importantes, dentre eles a primeira transa, a amizade, e os sentimentos de um modo geral. Contudo, a abordagem principal é o amor de Jade por seu pai. Um homem do interior, que conviveu com sua filha apenas nos primeiros anos de vida, mas que a marcou muito. Para ela, o pai foi seu herói, aquele que a acudia dos pesadelos e dos seus medos. Todavia, a imagem deixada por ele apagou-se pelo fato de ele não ser um pai presente. A vida de Jade deu outra guinada após uma tragédia, que a obrigou a viver outra realidade...  

ISBN: 978-85-7679-850-7
Editora: Novo Século



Essa foi minha quinta e última resenha para a maratona, e como em todas as outras confiram aqui a música por mim escolhida:

 Extreme - More Than Words



Bem pessoal espero que vocês tenham gostado da maratona tanto quanto eu. Eu adoro desafios, e como nesse eu estava de férias foi muito fácil cumprir com os objetivos.

Beijos







5 comentários:

  1. Nossa, esse livro parece ser muito bom! Deixa eu adivinhar.. Ela se apaixonada pelo Fred ? jkfoispdjkfgiosd
    e-nquantoisso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Aléxia rsrsrs.

      Como vai?
      Eu gostei bastante, estou curiosa pela continuação, mas tenho medo do que pode acontecer pelo que li na sinopse rs.

      Obrigada pela visita, irei retribuir seu carinho.

      Abraços Fer

      Excluir
  2. Fernanda foi ótimo saber sua opinião sobre esse livro, tenho ele e pretendo ler ainda esse ano. Preciso ter minha opinião sobre ele. Adoro essa capa!!!

    Bjos

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ni.

      Gostei muito, como disse em alguns momentos achei um pouco confuso, mas mesmo assim a história é muito boa. Mas triste também, mas eu gosto de um pouco de drama, rs.

      Quando ler e resenhar, me avise, caso eu não veja, quero ver sua opinião.

      A capa é linda mesmo, eu adorei ela. rs.

      Beijos Fer

      Excluir
  3. Odiei o Fred, nossa ele foi um asno, teve aquela reviravolta rápida, mas não me cativou, achei algumas coisas meio corridas, não deu para realmente sentir junto com a Jadi e os outros personagens, e em algumas partes ela era bem irritante também, mas o que gostei bastante foi da construção familiar, e a personalidade volátil da Jadi

    ResponderExcluir