Poemas de Livros


O Amor pelos livros é tão grande, que poetas acabam expressando seu amor por eles através de suas palavras. E hoje eu vim compartilhar com vocês, dois dos que eu mais gosto.




Súplica do livro
Não me manusei com mãos sujas;
Não escreva em minhas páginas;
Não rasgue nem arranque minhas folhas;
Não apóie o cotovelo sobre minhas páginas durante a leitura;
Não me deixe sobre cadeiras ou lugares que não sejam meus;
Não me deixe com a lombada para cima;
Não coloque entre minhas folhas objeto algum mais espesso que uma folha de papel;
Não dobre os cantos de minhas folhas para marcar o ponto em que parou a leitura;
Use para isso uma tira de papel ou marcador apropriado;
Terminada a leitura, devolva-me ao lugar certo ou a quem deva guardar-me:
E ajude-me a conservar-me limpo e perfeito e eu o ajudarei a ser feliz.


(Divulgado em folheto, com indicação de todos os sebos do Rio,
pelo livreiro Jorge Teixeira, da livraria Império, nos anos 60 e 70)





UMA ORELHA QUE FALA por Fernando Rios
Dos cinco sentidos, o livro escolheu a orelha. Não porque ela ouve o livro falante, porque ela é fala. E sendo paradoxo em si mesma trabalha silenciosamente abre-se de vida jamais como mortalha Orelha é metalinguagem. Mais meta que linguagem.

E mesmo quando se diz de alguém grotescamente que freqüenta orelhas de livro sente-se ela, a orelha, elogiada. Foi tocada por mãos, olhos e dedos na sua fala amaciada sempre um convite a uma leitura que mesmo adiada ficará no tato, olhos, nariz e garganta do leitor. Uma boa orelha que se degusta com os olhos faz salivar a alma antecipa o sabor.


 
Algumas curiosidades sobre os livros:



O Dia Nacional do Livro é comemorado em 29 de outubro. O Dia do Livro Infantil é lembrado em 18 de abril (aniversário de Monteiro Lobato).

Os países que mais consomem livros no mundo são, pela ordem: China, Estados Unidos, Japão, Rússia e Alemanha.

O país com o maior número de livrarias são os Estados Unidos, com uma para cada 15 mil pessoas. No Brasil, existe uma para cada 70 mil pessoas.

 O brasileiro lê, em média 4, 7 livros por ano contra 10 nos EUA ou na França e 15 nos países nórdicos. Dos 4,7 livros lidos pelos brasileiros, apenas 0,9 não são livros didáticos.




Espero que gostem tanto quanto eu.
Beijos Fê!

4 comentários:

  1. Ótimas informações!!!! O livro realmente é algo fantástico, pena que muitos brasileiros ainda não aproveitam tudo que ele pode oferecer!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Ni, fico triste com isso também. Mas já fico feliz com as mudanças que são visiveis já no decorrer do tempo rs.

      beijos Fer

      Excluir
  2. Amei! Identifiquei-me com o primeiro poema hehe. Só faltou o "não abra muito o livro para não deixar marcas na capa" HAUSHAUSHA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jéssica.

      kkk tem razão, faltou esse item kkkk.

      Beijossss Fer

      Excluir