{Fique por dentro} Entrevista com o youtuber Marko Köell

Entrevista bate e volta

Nome: Marco Aurélio Marcondes.
Apelido: Marko Koell (nome social)
Idade: 28 anos.
Cor : Vermelho
Comida: Massas.
Lugar: Eu sou apaixonado por praças.
Uma palavra: Felicidade.
Sonho: Orgulha-se pelas metas 
Música: Tempo – Sandy Leah.
Medo: Solidão.
Qualidade: Sinceridade
Defeito: Sinceridade.
Um momento: Quando fui à praia e vi golfinhos saltando livremente.
Família: A melhor que existe no mundo.
Amigos: Essencial.
O que mais gosta: Filmes.
O que não gosta: Falsidade.
Um filme: Existe um motivo, eu juro: A origem dos Guardiões.
Mania: Roer unhas. (urgh)
Um herói: Heroína: minha mãe.
Uma frase: Toda ação uma reação, toda causa uma conseqüência, então cuidado com suas escolhas, elas definirão o seu futuro!

Marko Köell por Marko Köell

MpL: Conte um pouco sobre você.
Marko: Bem, eu tenho 28 anos, sou natural de São Paulo, mas vim para o interior muito cedo, com apenas dois anos de idade. Desde muito cedo, pelo o que eu consigo me lembrar e obviamente, quando comecei a ser alfabetizado, eu tinha um livreto que criava poesias, mas eram tão ridículas que eu acabava arrancando as paginas e jogando fora, fazia deste livreto um diário, o que até hoje eu não entendo o motivo, porque uma criança de seis para sete anos não tem muita coisa para ser comentada, não é mesmo? Enfim, acabei durante muito tempo não me preocupando em escrever absolutamente nada, e foi com dezesseis anos que comecei a escrever meu primeiro livro. Eu sempre fui, desde pequeno, muito quieto e introspectivo, não me recordo de nenhuma amizade que tenha durado desde o jardim de infância, justamente por ser sempre muito na minha, e sempre vivi em um mundo aleatório, onde nestas minhas fantasias, eu me imaginava apenas sendo feliz em um mundo encantado. Mas, infelizmente não vivemos num conto de fadas, não é mesmo? A realidade é dura, e comigo ainda mais. Aconteceu que desde pequeno, eu sempre soube que era um tanto diferente das pessoas que, normalmente, eu convivia, no entanto eu ainda não tinha conhecimento do que era, foi próximo aos meus quinze anos que de fato, eu percebi que gostava de meninos, e percebi também, que para toda a sociedade isso era além de pecado, um total desrespeito. Aprendi a lidar com o silêncio, e fui ficando cada vez mais quieto, sem sair ou fazer muitas amizades, pois tinha medo de que alguém percebesse essa minha diferença. Como eu mencionei acima, foi por volta dos meus dezesseis anos que comecei a escrever um livro, chamado O Anjo Negro, até então, hoje em dia ele já está seguindo para o quarto livro, e fico feliz em dizer que ainda não me sinto preparado para publicá-lo, eu não tenho pressa para que isso aconteça, já que ainda não sinto que ele esteja pronto. Mas escrever me ajudou e muito, a conviver com os meus medos e a me desligar desse mundo que ás vezes é tão cruel. Foi com dezenove anos que eu me aceitei realmente como era, e assumi à mim, não a minha família, que tenho muito o que agradecer, já que nunca me puniram ou me humilharam pela minha condição sexual. Fiz algumas amizades, algumas se consolidaram, outras não, e outras durante um bom tempo, em que eu achava que seriam eternas, desapareceram, sofro com uma angustia continua de medo da solidão, e por conta disso, procuro criar coisas aleatórias para fazer e passar o tempo. Continuo sempre na minha, ora escrevendo, ora em trabalhos em redes sociais, como o trabalho em uma web rádio, com o canal no youtube, que criei recentemente e agora aqui, no blog Mato por Livros, onde espero, realmente, conhecer pessoas interessantes, para trocar idéias, e quem sabe fazer novas amizades. 

MpL: Como você descreveria sua própria história?
Marko: Não a classificaria como apropriada, pois sempre me pego pensando nisso. O que posso levar da minha vida, a fazer com que as pessoas, de fato, se interessem por ela, e possam levar como aprendizado? Realmente eu não sei. Procuro ser certo, não julgar, não ofender, procuro ser amigo e fiel a quem está do meu lado, e eu realmente acho que isso já basta. Então se fosse para descrever minha vida eu diria que ela seria no mínimo mutável. Adoro aprender coisas e partilhar momentos com as pessoas, sou um ótimo ouvinte e conselheiro, mas um péssimo seguidor delas. 

MpL: Quais são seus projetos?
Marko: Eu comecei a faculdade de Pedagogia, e percebi que realmente não era para mim, até hoje, não sei o porque comecei, é estranho você querer realizar coisas apenas por que querem que você tenha um diploma. Peço desculpas pelo o que vou dizer agora, mas não acredito que um diploma defina uma pessoa; embora ajude a criar um intelecto muito satisfatório, e isso me ajudou muito, hoje vejo o mundo de uma maneira diferente e agradeço por isso. Faculdade? Um dia. Se eu tenho pressa para isso? Não. Para mim, tudo tem há sua hora e momento certo, então eu deixo as coisas apenas fluírem. Porém pretendo um dia, ter a oportunidade de ser reconhecido como escritor, já que estou escrevendo minha nona história, desejo em breve também ser bem reconhecido no meu canal no youtube, obviamente, e também na web rádio, que ao poucos está crescendo até mundialmente, e obviamente, aqui no blog, que eu sei que ainda poderei usufruir muito disso, já que além de interessante, estou do lado de pessoas maravilhosas. O que tiver que acontecer, vai acontecer, a vida é curta, mas apressar as coisas faz com que a gente não viva, apenas faça. E eu quero viver cada momento, sem medo de ser feliz. 

MpL: Como lida com as críticas?
Marko: Pessimamente mal. E isso é muito sério. Eu tenho um problema homérico com a palavra NÃO, mas aos poucos estou revertendo isso e tentando colocar em minha cabeça, que isso nem sempre é algo ruim. Ás vezes é dito para nossa melhoria, então eu absorvo a critica e tento melhorar, porém, que seja uma critica muito bem criada, e com conteúdo, por que senão eu debato e a pessoa tem que provar que eu estou errado.

E, então? O que acharam? Ele é um amor! Tenho muita sorte de ser sua amiga; pois além de trabalharmos juntos no ramo securitário e aqui no blog, podemos sair e nos divertir! Quem quiser conhecer mais sobre o Marko, segue os links de seus livros, blog, Twitter e fan page. Não esquecem de se inscrever no canal do YouTube! Isso ajuda muito!
Lembrem-se que toda semana teremos posts dele aqui, ok?

Karol Zepon

0 comentários:

Deixe seu comentário