{Resenha especial} Renascer de um Outono, de Samanta Holtz

Renascer de um Outono
Samanta Holtz
ISBN: 978-85-428-0360-0
Ano: 2014 / Páginas: 368
Idioma: português
Editora: Novo Século
Capa: Marina Avila
Sinopse: A vida aos dezoito anos está muito diferente do que Anna Hills havia sonhado. Sozinha em uma cidade estranha, reprovada no vestibular e demitida do emprego, ela enfrenta a difícil batalha para superar o desânimo e ir em busca de um lugar no mundo que possa chamar de seu.
Determinada a deixar os fracassos para trás, Anna descobre nos classificados a vaga para baby sitter de uma garotinha que vive com o tio. No entanto, ela não imagina que aquele pequeno anúncio de jornal se tornará o passaporte para as maiores emoções da sua vida, colocando-a face a face com mudanças, escolhas e com John, o rapaz que amava em segredo desde a infância, em um encontro que os levará a desvendar o verdadeiro sentido do amor, da vida e da importância de fazer cada instante vivido valer a pena.
Em uma tortuosa e apaixonante jornada, Anna descobrirá a força de uma grande amizade, a dificuldade de se conquistar o coração de uma criança e, acima de tudo, o poder transformador do amor, naquele que será o melhor e o pior outono da sua vida.

Anna Hills é uma adolescente comum que tenta iniciar sua graduação. Em seu íntimo, guarda um segredo: aquela gostosa paixonite de adolescência por um colega de escola. Quem nunca passou por isso, que atire o primeiro livro. Por causa desse sentimento, lê e ouve quase tudo que seja autoria de algum John. Aos poucos, parece que tudo está dando errado. E é buscando um novo começo que Anna conhece Ricardo e vira babá de Lauren.
Deixei que aquele amor habitasse em mim, como um companheiro, mesmo sabendo que nenhum dos meus sonhos com ele jamais aconteceria...
Tudo parece ser um mar de rosas nessa nova vida, pois há muitos espinhos em tamanha beleza. Lauren é extremamente fechada e faz o que pode para chatear Anna. Os dias vão passando, a convivência aumentando, e uma amizade com Ricardo vai florescendo. De repente, os sonhos de Anna parecem estar há apenas um passo de distância.
Mas não escolhemos o rumo que nossa vida irá tomar. Só o que podemos fazer é entender, aceitar e mudar o ritmo da dança quando o destino muda a música...
Chorei com a Anna e vi que sonhos podem escapar por entre nossas mãos em um piscar de olhos, pois a vida é muito curta para fazer planos e, principalmente, ter medo. Pessoas vêm e vão, é inevitável; nem todos acompanharam nossa jornada. Para ser feliz, é preciso saber o que é a dor; para andar, é preciso cair. Tudo faz parte de um ciclo que precisamos passar. Aceitar e entender deixa tudo mais fácil. E, algumas escolhas, mesmo que difíceis, são o melhor.
E, ao final, eu entendi:
O que você faz, no final das contas, é entre você e Deus.
Como diz a dedicatória:
Aos que ainda esperam pelo renascer, que ele possa acontecer no dia mais lindo da estação mais bela do ano. Que os tons de cinza do inverno tinjam-se do colorido da primavera, e que as lágrimas que caem dos seus olhos, tais quais as folhas de outono, tornem-se cada instante mais secas, até que você sinta a alma novamente inundada pela luz de um sol de verão.
Com Renascer, escolhi passar pelos tons do inverno e não tive medo das lágrimas de outono. Estou sendo abraçada pelas cores da primavera e esperando a luz do sol de verão.

Karol Zepon

2 comentários:

  1. Oi Karol, eu ainda não li nada da autora, e fiquei tocada com a sua resenha, deu pra sentir o quanto o livro despertou sentimentos em você.
    Vai pra lista de desejos,
    Beijos
    http://www.aculpaedosleitores.com/

    ResponderExcluir