{Especial Romance} Dia 10 - Casais Diferente do Cinema Por Amanda Ághata Costa



Se as "diferenças" servissem de inspiração e aprendizado, com certeza todo mundo saberia amar.
Quantos casais do cinema, da literatura e até mesmo da vida real, são grandes exemplos para o amor?
Muitos deles com certeza nos inspiram a ser feliz!

E hoje a autora Amanda que com certeza nos presenteia com um casal que sabe o que é ser diferente, vai nos falar um pouco, sobre alguns casais "diferentes" do cinema.

Amanda Ághata Costa

Quando falamos de amor, toda e qualquer forma é válida. Alguns gostam de pessoas que se assemelham em boa parte dos aspectos, tornando assim o relacionamento menos turbulento. Alguns gostam de pessoas mais complicadas e que acabam não sendo previsíveis, vivendo em uma eterna aventura. Como também existem as pessoas que desafiam o parceiro a mudar, e mesmo diante das diferenças se amam porque são melhores (ou às vezes piores) perto um do outro, saindo assim da mesmice. Tanto na literatura quanto no cinema, os apaixonados de todos os tipos e personalidades aparecem, mas os que se destacam são os mais diferentes. Aqueles que não são semelhantes um ao outro, mas que se completam do seu próprio jeito. 


Jack e Rose, do filme Titanic, são os protagonistas da mais linda história de amor de todos os tempos. Ele, um jovem artista que não pertence à elite da sociedade, e ela, uma dama de alta classe que vive rodeada pelo luxo, pode exemplificar perfeitamente a ideia de como um romance turbulento funciona. Em que mundo os dois poderiam se encontrar se não fosse pelo amor? Como eles poderiam vivenciar qualquer história, se a atração não fosse maior do que as regras explícitas? Mesmo diante da morte, os dois se entregaram de corpo e alma ao que estavam sentindo. As diferenças assustam, da mesma forma que unem duas pessoas. Por que nós queremos alguém que não se cale pela mesma insegurança, que não se irrite com a mesma facilidade, nem se preocupe com tudo da mesma forma que nós próprios fazemos. Se apaixonar por alguém totalmente oposto é desafiar os limites da consciência pessoal e se adaptar diante das divergências, sem perder o brilho no olhar.

Tris e Quatro, do filme (adaptação literária) Divergente, também provam que é possível amar alguém que nos desafia. A história retrata um drama da sociedade política, onde os que não seguem a linha de pensamento de pertencer a só um lugar (sem serem controlados), são erradicados pelo governo. Tris é uma garota aparentemente frágil e que se assusta quando se depara com as consequências das escolhas que faz, e é Quatro que mostra o quanto ela pode conquistar o universo, se quiser. Independente das diferenças, de ele derrotar seus medos com maior facilidade ou de encarar tudo sem pensar duas vezes, ainda assim oferece a mão para ajudar a garota e a ama ao ponto de se arriscar em qualquer circunstância. Os dois se complementam em suas divergências. 

Edward e Kim, do filme Edward Mãos de Tesoura, dão um encerramento digno à lista de três de casais diferentes no cinema. Quem não vibrou por este casal, mesmo que Edward fosse considerado uma aberração pela vizinhança? Tudo nele causava estranheza e receio, até que Kim se vê encantada por ele, pelo seu bom coração. Esta é uma história que não tem um final clichê e feliz, mas que nos mostra perfeitamente o quanto as diferenças não são determinantes em um relacionamento, se aprendermos a lidar com elas. O amor é um desafio constante, sendo necessário doar-se diariamente para que a chama deste sentimento permaneça acesa. O importante é saber enxergar as necessidades de ambos, reavaliando as prioridades e entendendo que no final tudo vale a pena, se os dois estiverem juntos.




E creio eu que foi pensando em tantas diferenças, mas que trazem a superação a tantos casais que Amanda criou essa linda obra:

Em uma cidade repleta de pessoas desconhecidas, Ari poderia ser apenas mais uma garota dispersa na multidão, como tantas outras que foram abandonadas pelos pais desde a infância. Devido à sua aparente doçura e beleza, ninguém seria capaz de supor que, além de um anjo, ela também é um demônio com sede de poder. Os espertos deveriam manter-se distantes, mas há olhares que não deixam de admirá-la. Egran não desperdiçaria a chance de apoderar-se de habilidades tão interessantes: ela é a escolha perfeita. Entretanto, nem todos se sentem realizados. O círculo seria um refúgio ideal para os demais feiticeiros, se o próprio líder não os tratasse como marionetes descartáveis. Movidos pelo medo e controlados pelo mestre, os componentes do grupo obedecem, sem pestanejar, às ordens recebidas. Ao se ver arrastada para lá, Ari se encontra diante de situações improváveis, arriscando-se a expor mais do que gostaria. Para ela, sentir é algo que sempre esteve fora de seus limites. Não poderia vivenciar qualquer forma de emoção, esta era a promessa. Até que Luke surge em seu caminho e abala as estruturas congeladas, derretendo-as e modelando novos conceitos. O amor realmente fará brotar a alegria? Ou irá arrastá-la diretamente para a morte? O passado obscuro de Ari será o suficiente para fazê-la estilhaçar de uma vez por todas, não restando oportunidades para uma nova tentativa de se isolar do mundo.

SKOOB


Não tem como não se apaixonar por essa história e por esse casal. Uma ótima dica para quem gosta de romance com muita dose de fantasia e magia. 


Beijosss



3 comentários:

  1. Os casais diferentes foram muito bem escolhidos, realmente eles são muito diferentes, mas também são queridos, me conquistou de verdade. Quem não se encantou com a doçura de Edward? Sou apaixonada por esse filme!
    Bjos
    Lú Santana

    ResponderExcluir
  2. ai nossa eu amo a Rose e o Jack e choro até não aguentar mais hahahaha então boas as escolhas da dona amanda, inclusive, já li o livro dela *-*
    também gosto muito da tris e do quatro, apesar de querer matar a autora lalalalalallaa

    e AMO EDWARD E KIM! Gente, Johnny e Winona é vida <3
    http://eraumavezlivrosecia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Já vi todos os filmes! Uhuuuuul! \o/
    Adoro titanic e mãos de tesoura, mas o romance do Quatro e da Tris me faz suspirar de uma forma louca, então acho que da lista eles são os meus queridinhos. hahaha

    Beijoos!!

    Laury

    ResponderExcluir