{Especial} Semana Violetas ao Vento - Conheça a Obra, violência doméstica


Jéssica escreve profundamente. E dessa vez ela resolveu abordar um tema, infelizmente é muito real: A violência doméstica. Então com certeza temos um drama muito profundo, uma escrita que irá mexer com nosso emocional. Uma obra com certeza imperdível.

Então vejamos o que a Jéssica tem a falar para nós leitores.

Jéssica


Violetas ao Vento é um drama por mais que seja um romance adolescente. Todos os problemas da nossa protagonista giram em torno de algo muito sério: a violência doméstica. 

Desde criança, Violeta presencia a agressão sofrida pela mãe dentro de casa. Seu pai não mede forças com ela. Ver a mãe apanhar diariamente sem fazer nada, algumas vezes até sobrando para a própria Violeta, a afeta de diversas formas. 

Violeta se sente inútil, incapaz de salvar a mãe, uma mulher que foi apagando com o tempo; não é mais a mesma de antes. Toda essa vivência de agressão se reflete nela, que passa a ser uma menina introspectiva, tímida e com medo das coisas. Ela também não se acha boa para determinadas situações ou pessoas. 

Além da violência física, Violeta vive em uma família totalmente machista em que o homem sempre manda em tudo, e cabe às mulheres obedecer e servir. Violeta se vê condicionada a servir o pai e o irmão e, por mais que não ache certo aquilo, não tem forças para lutar contra. 

Escolhi escrever sobre isso porque, infelizmente, ainda é algo que acontece com frequência. Já presenciei e fiquei sabendo de casos na minha própria família. Dessa forma, decidi discutir esse assunto, que ainda precisa ser tratado para que possamos evitá-lo. 

Algo que me deixou surpresa ao escrever sobre isso, foi que 3 em cada 5 betas disse que sabia o que era aquilo, que entendia as dores da Violeta porque já passara por isso ou conhecia alguém bem próximo que ainda presenciava esse tipo de violência. Eu realmente fiquei chocada. Sabia que ainda era comum, só não imaginei que tanto.

Quotes:

“Minha surpresa logo se transformou em desespero quando o vi partindo para cima dela. O tapa que a acertou no rosto a fez cair de joelhos no chão sobre os cacos do vaso."


“Quando ele levantou, não me mexi, mas Olívia sim, e entrou na frente, segurando-o pelo braço.
— Não bata nela — choramingou um pedido.
No entanto, quem levou um tapa foi ela, que caiu no chão. Olga gritou, e fui levantada pelo braço, ficando cara a cara com aquele homem por quem nutri nojo, repugnância, pavor...”


Com certeza uma obra, que como eu disse, promete mexer muito com nosso emocional. Ainda mais porque a escrita de Jéssica é muito envolvente e profunda. E com um tema desses então, com certeza promete muitas lágrimas.


Sinopse: Só quando a brisa que traz o cheiro do mar a toca, é que Violeta sorri. As amizades de Thamires e Ricardo também a deixam alegre, como se tudo não passasse de uma brincadeira de mau gosto.Em uma trajetória de dores e aprendizado, a adolescência nunca foi tão difícil, trazendo dúvidas e paixões, nem sempre correspondidas.“Quem realmente sou?”.Para que o vento não seque mais as lágrimas em seu rosto e traga só as coisas boas, um longo caminho será traçado de forma que no final o amor seja reencontrado. O amor por si própria e pelos outros, que chegou a considerar com desprezo.Violeta encontra, nas poesias que lê, um esboço de sua dor, de sua transformação, de seu novo eu. Percebe que, ao se ver refletida em versos, pode enxergar também uma esperança de um futuro melhor. Mas este só chegará a cada passo dado em direção ao eu que quer construir.“Quem realmente sou?”.Essa pergunta rodeia a todos nós, e Violeta não conseguirá passar pela vida indiferente a ela.





Então não percam a oportunidade de ler essa obra.
Ela está sendo postada no WattPad, serão dois capítulos por semana. E no dia 22 já teremos o E-book pelo Amazon.
Então corram!


Beijosss


0 comentários:

Deixe seu comentário