{Especial} Vamos falar sobre Shakespeare?



"Ser ou não ser, eis a questão..."

Quem nunca disse essa frase de em um momento de conflito ou até mesmo por brincadeira?!
Mas de onde "saiu" tal frase, que muitos falam, sem ao menos saber sua origem?
Essa é a fala mais filosófica do personagem principal da grande obra Hamlet de Shakespeare.

Hamlet em seu momento de maior dúvida.
 "Ser ou não ser eis a questão"

Hamlet, faz parte de três grandes tragédias , que levam o nome de homens de caráter a desejar e conflitantes (essa última, característica principal das personagens do Bardo). São eles: Hamlet, nosso mais ingênuo e relutante; Othelo, nosso ciumento e inseguro e Macbeth, nosso supersticioso e influenciável.
Eles também tiveram sua vez nos cinemas, em adaptações e releituras. Vamos conhecê-las?




Hamlet - 1948
Príncipe dinamarquês (Laurence Olivier) procura vingar a morte do pai, pois o fantasma do rei narra que foi assassinado pelo irmão (Basil Sydney), que assumiu o trono e casou-se com a mãe de Hamlet (Eileen Herlie).









Hamlet - 1990
Hamlet (Mel Gibson), Príncipe da Dinamarca, retorna ao seu país-natal quando seu pai, o rei, morre. Ao chegar, já encontra sua mãe (Glenn Close) casada com seu tio (Alan Bates), que se tornara rei. Mas logo o fantasma do pai de Hamlet surge e conta ao filho que seu tio e sua mãe o tinham assassinado. Hamlet passa então a ser atormentado pela decisão de vingar a morte do pai ou ter uma atitude passiva em relação ao fato.







Hamlet - 1996

Após terminar seus estudos Hamlet (Kenneth Branagh), Príncipe da Dinamarca, retorna para o Palácio de Elsinore e encontra seu tio Claudius (Derek Jacobi) casado com Gertrude (Julie Christie), sua mãe. Bernardo (Ian McElhinney), Horatio (Nicholas Farrell) e Marcellus (Jack Lemmon), três amigos de Hamlet, falam a ele sobre um fantasma que parece ser seu falecido pai, que morreu há poucos meses. Hamlet acaba vendo aparição e a segue através do bosque. Ao encontrá-la, ela diz que precisa ser vingado, pois, apesar de se ter tido que o falecido monarca morreu devido uma picada de cobra, a aparição afirma que a serpente que picou seu pai usa agora sua coroa e que, de uma única vez, tudo lhe foi tirado: a vida, a coroa e a rainha. Hamlet jura vingança e quando o rei e a rainha mandam vir amigos de Hamlet, para ver o que está com ele, o jovem príncipe assume um ar de louco e faz alguns atores representarem "A Morte de Gonzaga" que, com algumas modificações, fica bastante similar ao assassinato de seu pai. A reação de Claudius comprova que ele matou realmente o ex-soberano e a vingança agora uma questão de tempo. Mas várias tragédias estão reservadas para Elsinore.






Hamlet - 2000

Estamos em plena Nova York do ano 2000, quando uma nova geração de jovens cineastas está despontando para a fama. Hamlet (Ethan Hawke) um deles, possuído por uma alienação e ânsia pouco comuns para os jovens espectadores de seus filmes. A Dinamarca não um reino, mas sim uma corporação gigantesca e o fantasma de seu pai desta vez aparece para Hamlet no terraço do hotel em que ele está hospedado. O clássico "ser ou não ser, eis a questão" desta vez declamado sob as luzes fluorescentes de uma grande locadora de vídeo. Entretanto, assim como na versão original, a saga de Hamlet mantém seu verdadeiro significado: o idealismo de um jovem destruído pela corrupção existente no mundo.






Hamlet - 2014 (nacional)
O príncipe Hamlet (Henrique Zanoni) é visitado pelo fantasma de seu pai, que revela ter sido assassinado pelo próprio irmão. Atormentado pela verdade e com sede de vingança, Hamlet mergulha na eterna questão do sentido da existência. A cidade de São Paulo, nos dias atuais, torna-se o palco desta versão da clássica obra de William Shakespeare.










E até "O Rei Leão" teve inspirações de Hamlet (avisei que esse filme apareceria por aqui rs)





O Rei Leão - 1994

Mufasa , o Rei Leão, e a rainha Sarabi apresentam ao reino o herdeiro do trono, Simba. O recém-nascido recebe a bênção do sábio babuíno Rafiki, mas ao crescer é envolvido nas artimanhas de seu tio Scar, o invejoso e maquiavélico irmão de Mufasa, que planeja livrar-se do sobrinho e herdar o trono.


Semelhanças?! Sim... após a morte de Mufasa, quem fica com seu trono? O horroroso Scar, seu próprio irmão e Simba, filho de Mufasa, saí em exílio e só quando adulto volta para ter sua vingança. Lógico que isso só acontece após uma "visitinha do além" de seu pai (reparem que é a famosa cena "Ser ou não ser...").




Apresentando Othello 
(exemplo para que um homem confie mais em si mesmo e em sua esposa) 








Othello - 1965

Othello (Laurence Olivier) , um valente general Mouro, se apaixona por Desdemona (Maggie Smith), que desafia seu pai para poder casar com seu grande amor. O tenente, Iago (Frank Finlay), secretamente nutre um ódio por ele porque Othello promoveu o jovem soldado florentino, Cassio (Derek Jacobi), ao posto de tenente. A trama se complica quando Iago inventa uma mentira que levará os personagens a uma estória trágica e sem volta.






Othello - 1995

Outra pessoa será promovida ao cargo de tenente? Só sobre o cadáver de Iago. E mais ainda, sobre os cadáveres de todos os envolvidos na trama de vingança de Iago. Ciúmes, paixão, confiança traída: temas da monumental tragédia de Shakespeare que permeiam esta recente adaptação do escritor/diretor Olivier Parker. Kenneth Branagh (Iago), Irene Jacob (Desdemona) e Laurence Fishburne como o guerreiro Othello, que comandou exércitos, mas não o seu próprio coração, encabeçam o elenco neste conto ambientado na Veneza Renascentista. O Mouro que "não amou sabiamente, mas intensamente" centraliza as atenções hoje e o fará por gerações.




"Jogo de Intrigas" é , coloque tudo sobre Othello, troque os nomes e mude o cenário para um escola... aí está:




Jogo de Intrigas -  2001

Odin James (Mekhi Phifer) é o único estudante negro em sua escola e faz parte da equipe de basquete dela. Além de desfrutar de popularidade entre os demais estudantes, Odin ainda namora Desi Brable (Julia Stiles), filha do reitor da Palmetto Grove Academy. Seu melhor amigo é Hugo Goulding (Josh Hartnett), que está entrando neste instante na equipe de basquete e é também o filho do técnico da equipe, Duke Goulding (Martin Sheen), que lhe pediu para ajudar Odin a lidar com as pressões que vem enfrentando ultimamente. Hugo é extremamente invejoso em relação a Odin, devido à atenção que ele recebe de seu pai e do restante da escola, e busca manipular todos que estão ao seu redor a fim de atingir suas vontades pessoais. Confidente de Odin, Hugo faz de tudo para destruí-lo sem que ele perceba suas reais intenções e vê a chance ideal de pôr seu plano em prática quando se aproxima a final da temporada de basquete.




E enfim conheceremos o Macbeth, o mais ambicioso de todos 
(esse é o contrário de Othello, na parte que deveria confiar mais em si e NÃO escutar a esposa)






Homens de Respeito - 1991

Inspirado em Macbeth de Shakespeare, aqui gângster ganha o respeito do chefão da máfia novaiorquina após matar os líderes de família rival. Sua ambiciosa esposa tenta convencê-lo a matar o chefe para tomar seu lugar.










Macbeth - 2015
Macbeth (Michael Fassbender) é um general do exército escocês que trai seu rei após ouvir um presságio de três bruxas que dizem que ele será o novo monarca. Ele é altamente influenciado pela esposa Lady Macbeth (Marion Cotillard), uma figura manipuladora que sofre por não poder lhe dar filhos.










O Domínio do Mal - 2006
Macbeth (Sam Worthington) é o braço direito do líder de uma gangue. Após uma batalha sangrenta, ele é convencido por três bruxas de que um dia terá um grande poder. Possuído pela ambição, ele conta à esposa (Victoria Hill) o ocorrido e, juntos, armam um plano para tomar o poder da gangue.







Dos atores que mais fizeram adaptações, Kenneth Branagh estava na frente com quatro atuações e depois empatados com duas cada: Keanu Reeves, Julia Stiles e Michelle Pfeiffer. Mas de loooonge o ator Laurence Olivier foio que mais interpretou grandes obras de Shakespeare (além de produzi-las, dirigi-las e se pintar de negro para fazer o Othello em 1965... Sim!!! Reparem é ele! Não tem como vencer dele rs). Simplesmente:

"ele pisou no palco pela primeira vez numa montagem amadora de "Júlio César", aos 10 anos de idade, e foram justamente as peças de Shakespeare que lhe proporcionaram as maiores glórias da carreira, tanto no cinema como no teatro. Representou, produziu e dirigiu as obras "Henrique V" em 1944, "Hamlet" em 1948, "Ricardo III" em 1955."

"No teatro ele conheceu a atriz com quem formaria um dos mais respeitados pares: Vivien Leigh com quem ficaria casado de 1940 até a década de 1960. Eles se conheceram em 1937 em uma montagem de "Hamlet".

Sua primeira premiação com o Oscar foi em 1946, por sua atuação e direção em "Henrique V". Dois anos depois sua produção "Hamlet" levou quatro Oscars: filme, ator principal (para Olivier), direção de arte e figurino. Em 1978 recebeu um Oscar especial pelo conjunto de sua obra e por sua contribuição à arte cinematográfica."



Laurence Oliver
 22 de maio de 1907 - 11 de julho de 1989
 





Fonte: Wikipédia e Adoro Cinema

2 comentários:

  1. Shakespeare é sempre Shakespeare, mesmo que vc não tenha lido, não conheça as suas obras, em algum momento vc conheceu alguma coisa baseado ou que tenha referencia em suas obras. Eu mesma já falei: "Ser ou não ser, eis a questão...". kkkk filosofando. Não vou cansar de dizer parabéns pelo lindo especial!!!!
    Bjos
    Lú Santana

    ResponderExcluir
  2. Esse sorilóquio do Hamlet, minha professora diz que na verdade não era para ser "Ser ou não ser, eis a questão" e sim outra coisa, que agora esqueci, nossa... como eu estava atenta aff kkkkkk

    a adaptação que eu mais gostei foi a de 1990 e de Othelo, tem várias, mas "O" é muito legal.

    Ah e claro, rei leão, como esquecer? eu chorava toda vez que assistia hahaha tinha a fita cassete... gente como o tempo passa!

    http://eraumavezlivrosecia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir