{Resenha} Bom Dia, Sr. Mandela de Zelda la Grange








Bom dia, Sr. Mandela - Bom Dia, Sr. Mandela conta a extraordinária história de uma jovem que teve suas crenças, preconceitos e tudo em que sempre acreditou transformados pelo maior homem de seu tempo. A incrível trajetória de uma datilógrafa que, escolhida para se tornar a mais leal e devotada assessora de Nelson Mandela, passou a maior parte de sua vida trabalhando ao lado do homem que ela passaria a chamar de Khulu , ou avô.


Novo Conceito* 2015* 432 páginas *Classificação 4/5


Há tempos não lia uma biografia e essa palavra cria um certo preconceito, muitas pessoas pensam que será um livro chato. Confesso que pensava assim, até que um dia fui atrás de uma biografia que me interessou. E gostei!

Aconteceu o mesmo com essa, então deixe o preconceito de lado e leia, pois em "Bom Dia, Sr. Mandela" , Zelda La Grange nos mostra a vida do grande líder político sob sua visão.
Zelda entrelaça sua vida com a de Nelson Mandela de um modo emocionante. Ela uma mulher branca, nascida e criada na África do Sul na época do Apartheid. Sobre a "regra" de que brancos eram superiores, que não podia ao menos encostar em alguém negro, pois eles eram perigosos.

Acham isso um absurdo? Sim! Também acho, mas nem sempre foi tão absurdo assim. Era algo normal, por isso Zelda nunca questionou a forma como foi educada. Até que ela, de uma simples datilógrafa tornou-se a secretária particular e de confiança do maior líder mundial.
Ele, Nelson Mandela, grande Ser Humano, presidente da República da África do Sul, negro e crente num mundo igual para todos.

Aquela pessoa que Zelda era, passou por uma transformação incrível, ela aprendeu a admirar e amar incondicionalmente Mandiba ou Khulu (a forma carinhosa que se referia à ele). Aprendeu a igualdade, a luta diária, os defeitos de cada um. Seu preconceito se transformou em união, em devoção à causas que eram de sua Nação.
A narrativa é perfeita, faz com que você pense e repense em tudo que as pessoas viveram e vivem por causa do preconceito.


Esse livro me emocionou, pois não é um relato "frio" sobre a vida de alguém, é algo feito com muito carinho e respeito para nos presentear com uma linda história de amizade inspiradora.





2 comentários:

  1. Nossa, esse livro deve ser maravilhoso. O preconceito é uma das coisas que me tira do serio, mas me interessei por ele, já entrou na minha lista de livros q quero.
    Bjos
    Lú Santana

    ResponderExcluir
  2. Esse livro tem cara de ser perfeito. Quando tiver oportunidade, pois a coisa está meio tensa por aqui kkkk eu quero ler.
    Preconceito e discriminação, como diz meu médico, é uma coisa desumana e desinteligente! Simples assim.

    eraumavezlivrosecia.blogspot.com.br

    ResponderExcluir