{Resenha} O Descompasso Infinito Do Coração, de Bianca Briones

Clara acaba de descobrir a traição do marido. Com dois filhos pequenos e a baixa autoestima que a consome, ela vê sua vida mudar drasticamente, apesar do desejo de permanecer na zona de conforto.
Bernardo é apaixonado por Clara desde a adolescência. Agora ele tem a chance de conquistá-la e mostrar que os dois devem finalmente ficar juntos. Mas o que parece tão simples, para ele, é complexo demais para ela.
Enquanto Bernardo é preenchido por certezas, o coração de Clara é inundado de receios, traumas e dúvidas.
Como viver o presente quando o passado não deixa você olhar para frente? Será que um coração despedaçado pode recuperar a capacidade de amar?
E o mais importante: como se entregar de corpo e alma quando não se consegue amar nem a si mesma?
Em O descompasso infinito do coração, Bianca Briones mostra que o verdadeiro amor pode resistir ao tempo e a cada obstáculo que a vida lhe impõe. Esta é uma história intensa e comovente de segredos, paixão e amizade. É a última chance de dois corações que cansaram de viver separados.
 
Verus Editora * 2015 * 399 páginas * Classificação: 5/5
 
 
 
Olá, galera!!!
Aqui estamos mais uma vez, eu (Ana Paula Toledo) e a minha amiga Vanessa Bonancini, para trazer pra vocês mais uma resenha dupla.
E dessa vez vai ser sobre um livro que consegue mexer com o ritmo dos corações...
É claro que estamos falando de "O descompasso infinito do coração", da querida Bianca Briones.
 
Então, vamos lá...
 
 
CUIDADO: CONTÉM SPOILERS DE “AS BATIDAS PERDIDAS DO CORAÇÃO”  
 
 
 
RESENHA POR VANESSA BONANCINI:
 
 
O que escrever sobre um livro que mexeu totalmente com meu emocional? É praticamente impossível escrever uma resenha básica, primeiro porque “As Batidas Perdidas do Coração” já acabou comigo, me fez pensar em todos os problemas inimagináveis que é uma dependência química. No primeiro eu fui a vida do Rafa e da Vivi... e também era a pessoa que acompanhava eles, resumo: sofri e aprendi com eles.
Aprendi amar cada personagem (desculpa, mas foi o Rodrigo que roubou meu coração) com todos os seus defeitos, principalmente esses tais defeitos. Só não gosto de um, mas esse não revelarei. (quem sabe mais para frente, em outra resenha rs)
O que a Bianca escreve é a vida, ela te destrói, para depois te reconstruir, de uma forma melhor e mais segura.  Se é assim conosco, imaginem com a personagem Clara. Uma mulher recém-divorciada, que descobriu a traição do marido depois de sete anos de um casamento morno. Uma pessoa que exala amor, sempre diz sim, sempre está pronta para ajudar, porém acha que o amor não foi feito para ela. (autoestima jogada num precipício sem fim). Isso porque tem Bernardo (suspiros infinitos, por favor), um homem lindo, gentil, compreensivo, charmoso e que ama essa mulher desde a infância. E ela ficou com ele e viveram felizes para sempre?! Não, não e não... isso seria clichê e tudo que a Bianca Briones escreve não é clichê, demora para chegar ao happy end. Antes você precisa SE amar, ser independente, ser sua própria salvação. Como ela diz “Não sou a metade da laranja de ninguém, tenho que ser a laranja inteira, para depois merecer o amor”.
Nada simples, ela não facilita em nada a vida de Clara. E pra que facilitar enquanto a nossa realidade é super difícil? Mas juro, teve uma hora que eu queria pegar o Bernardo e dar uns tapas para ele deixar de ser o “príncipe encantado”, e também horas que eu queria mesmo agarrar (Ai Meu Deus, não seja perfeito!!!!), mas era de tempo que ela precisava e como nos confunde, como nos une com Clara a narrativa. Eu sou um pouco a Clara, você é um pouco a Clara, acabei (nesse instante, antes de terminar esse texto) de conversar com uma colega que é a Clara, tudo que ela contou, sofreu, reagiu, lutou e recomendei o livro, pois achei a cara dela. É super envolvente, com uma playlist que vai de Coldplay à O Teatro Mágico (fascinante, pois precisa ser assim: gostar de música boa).
 
Esse livro também é mais fofinho na parte do “amor casal”, Bernardo e Clara. Só que seria totalmente inaceitável comparar com o Rafa e a Vivi, aliás não tem jeito de comparar nenhuma das personagens. Cada um é único e tem sua personalidade super bem construída e ponto final. Isso que é especial, não é padronizado, a personagem pode mudar suas ideias, não ser convicto, são seres humanos tirados da imaginação de Bianca Briones e revelados para nós. E pode se preparar, pois ela não cansa de surpreender nós meros leitores.

 
P.S: Cuidado Ibirapuera! Esse parque será invadido pelos fãs da Briones haha. Fiquei louca para conhecer melhor a Mahamudra, mas acho que só de longe por enquanto (a sedentária).
P.S²: Conhecemos a Bianca e conversamos durante um tempo razoável (até sermos convidadas a nos retirarmos, por um segurança SUPER GENTIL. Sqn), e deu para reconhecer a pessoa que se revela nos agradecimentos, ela é uma linda, uma pessoa cheia de amor e planos, que com certeza vai lutar para realizar cada um deles. E estaremos sempre na torcida!
 

RESENHA POR ANA PAULA TOLEDO:


Depois de ter "AS BATIDAS PERDIDAS DO CORAÇÃO" lendo a história de Rafael e Viviane, agora foi a vez de o meu coração mudar um pouco o compasso ao ler a história de Bernardo e Clara.
 
No livro "As batidas perdidas do coração", já temos uma pequena prévia da história da Clara e Bernardo.
Eu lia esse livro já pensando no próximo livro e torcendo pra um final feliz pra esses dois (sou ansiosa, leio um livro já pensando na continuação... Que ainda nem havia sido lançada na época rsrs)
 
Bernardo é apaixonado por Clara há anos. Ele viu o gostar de uma amizade se transformar num amor puro e sincero... Mas o amor não é simples, e no caso dele foi uma complicação enorme!
Clara sempre viu Bernardo como um amigo. E depois de um encontro que foi um pouco mais além com um rapaz, o Maurício, Clara acaba ficando grávida. Ela vê a vida mudar de mulher solteira para esposa e mãe de gêmeos.
Com esses acontecimentos, Bernardo vai morar um tempo fora do Brasil, para distanciar de um amor não correspondido e tentar afastar o seu próprio sofrimento.
 
Alguns anos e muitos acontecimentos depois, Bernardo volta a morar no Brasil, mais especificamente em São Paulo (moro em Jundiaí, que é relativamente perto dessa cidade rsrs...Adoro saber que eu conheço a cidade onde os personagens circulam rs).
E Clara vive uma rotina que chegou ao nível da mesmice de sempre. Até o dia em que ela descobre uma traição de seu marido. E aquele mundo sem emoções, porém seguro desmorona na sua frente.

E nesse momento difícil, Clara irá contar com a ajuda dos amigos que irão estar ao seu lado sempre que ela precisar.
E é claro que um desse amigos será o Bernardo... O que tenho a dizer sobre ele?:

 "Porque as paixões podem ser levadas pela água da chuva, mas o amor... O amor não vai embora nem com a pior das tempestades."


Como não se encantar por um personagem desses?! (palmas para Bernardo!!!)
 
Agora que as palmas silenciaram, vamos voltar ao foco (rs)
 
Enquanto Clara tenta seguir com sua vida, buscando aumentar a autoestima que perdeu durante os anos, Bernardo estará ao seu lado como um amigo e querendo ser algo mais...
Será que ele vai conseguir mostrar pra Clara que o amor verdadeiro pode sobreviver durante anos?
 
Eu adorei a Clara! Ela não é aquela protagonista perfeita e certinha... A Clara é humana. Ela tem defeitos, traumas e neuras como todas as pessoas e acaba sendo "uma personagem literária real" ao olhos de quem lê.
 
O Bernardo é aquela pessoa que você pode contar sempre! Aquele amigo fiel, amigo presente e que quer mostrar pra Clara que "O DESCOMPASSO INFINITO DO CORAÇÃO" dele sempre será dela.
 
E o que dizer sobre a parte "maluca" da história? É claro que estou me referindo ao Rodrigo e a Branca... Eles são os responsáveis das risadas espontâneas (e altas) que eu dei durante a leitura. (O Rafael também me fez rir demais!)
 
Amei rever o casal do primeiro livro, Viviane e Rafael...
Foi lindo ver como eles estão agora, depois de tudo o que passaram... 
 
A Bianca conseguiu com maestria fazer uma história diferente, com uma essência diferente se encaixar em outra história intensa... Porque é isso que ela escreve: histórias intensas que fazem pensar a cada página que é virada.
 
A diagramação está perfeita e a capa é bem convidativa para ingressar em páginas de batidas e descompassos de corações.
Os capítulos são alternados na narração da Clara e do Bernardo, trazendo uma realidade das sensações do que os dois estão vivendo.
Cada início de capítulo, tem um trecho de uma música que serve como uma pequena introdução do que o capítulo reserva... Música, amor e sentimentos se juntam nesse livro.
Super recomendo!

Já tive a oportunidade de encontrar a Bianca algumas vezes, sabe aquela definição de "um doce de pessoa" e " um amor de pessoa"? Assim é a Bianca Briones, que merece sempre mais e mais sucessos pela escritora talentosa e pessoa especial que é.
 
 
 
Há algumas semanas atrás, foi divulgado o clipe da nova música da Kelly Clarkson.
E qual não foi minha surpresa ao ouvir a música, depois procurar a tradução e perceber que ela se encaixa nessa história, que como o título da música, é INVENCÍVEL!
Vamos ouvir?

"Agora sou invencível..."






Adicione o livro no SKOOB


Esperamos que vocês tenham curtida a resenha e que adorem o livro na mesma proporção que a gente.


Boa leitura!


Ana Toledo e Van Bonancini

1 comentários:

  1. Van e Ana parabéns pela linda resenha, estou amando essas resenhas de vcs juntas, uma complementa a outra e ficou divertida! Continuem assim, pois essa dupla vai longe ( não preciso dizer q quero mais resenhas assim).
    Bjos
    Lú Santana

    ResponderExcluir