{Resenha} Tocando as Estrelas de Rebecca Serle

Quando Paige Townsen deixa de ser uma simples aluna do ensino médio para se tornar uma celebridade, sua vida muda do dia para a noite. Em menos de um mês, ela troca as ruas da sua cidade natal por um set de filmagem no Havaí e agora está conhecendo melhor um dos homens mais sexies do planeta segundo a revista People. Tudo estaria perfeito se o problemático astro Jordan Wilder não fincasse o pé em uma das pontas desse triângulo cinematográfico. E Paige começa a acreditar que a vida, pelo menos para ela, imita a arte.

Novo conceito * 2015 * 223 páginas * Classificação 3/5






Paige sonha em ser uma estrela de Hollywood desde praticamente que começou a caminhar. Um sonho esse que ela sempre lutou para conquistar. Pequenos testes, pequenas participações nunca a satisfizeram, ela deseja de verdade um grande papel.

É através de sua melhor amiga que seu sonho promete começar.
Por incrível que pareça sua cidade irá sediar a escolha do papel de protagonista da adaptação cinematográfica de Locked, a série que está enlouquecendo fãs em todo o mundo.
De repente sua vida é transformada como nunca imaginou. Em um dia ela esta frequentando a escola. Em outro ela está no Havaí nas gravações de uma mega produção.

O que ela não esperava era que tantas mudanças acontecessem tão rapidamente.
Ela parece estar ainda mais distante de sua família. Seus melhores amigos, já não parecem mais tão melhores amigos assim, principalmente depois dela se sentir traída por eles. E ela não sabe como lidar com sentimentos e sensações tão conflitantes assim.
Para piorar ela se sente ainda muito insegura de seu talento como atriz.

"Engraçado, passei a vida toda querendo que as coisas fossem diferentes,e, agora que são, sinto falta de como eram antes."

Uma das poucas coisas boas no meio disso tudo é seu amigo e companheiro de gravações Rainer.
Rainer é como o sol depois da tempestade. Ele traz paz e calmaria a vida nova tão tumultuada de Paige, e ele sempre ameniza as cobranças de Wyatt em cima de Paige, que fazem com que ela sempre desanime.
A amizade entre os dois é verdadeira e o companheirismo aumenta a cada dia. Paige se sente confusa em relação a seus sentimentos ás vezes. Mas as coisas fluem sem maiores problemas. E tudo até que ia bem, até o novo colega de elenco chegar.

Jordan é tudo o que Rainer não é. Ele não é a paz e calmaria depois da tempestade, ao contrário ele é a tempestade em pessoa. E para piorar ele e Rainer parecem inimigos mortais. Paige não compreende direito, mas algo em seus passados fez com que se tornassem inimigos e um não tolera a presença do outro, e Paige sabe que foi uma garota a culpada por esses acontecimentos.

Ela em nome de sua amizade a Rainer tenta manter-se afastada ao máximo de Jordan, e promete a si mesma não confiar nem se aproximar demais dele. Bem, pelo menos o máximo que as gravações permitirem.

Mas a aproximação é inevitável. E a algo mágico e grande que exala deles em cena, é como se fossem uma única pessoa, um talento exclusivo, como se um não fosse nada sem o outro.
Paige tenta fugir dessas sensações, mas a atração por Jordan é magnética e ela não consegue fugir. Justo agora que uma relação se iniciou com Rainer. E novamente todo o seu mundo promete entrar em novo descompasso e confusão.

"Eu me transformo em August, e subitamente o espaço que nos separa, aquelas rugas que não se resolviam, desaparecem. Eu, na verdade, sou ela. A garota dividida entre a vida anterior e a nova. Estou presa em uma ilha deserta com um homem por quem estou me apaixonando, e amo alguém lá de fora. Não consigo mais ver com clareza. Não sei qual é a escolha certa."

A história é leve, uma leitura lazer que preenche nosso tempo de uma forma gostosa. O tempo todos torcemos por Paige e para que ela realize seus sonhos.
Rainer é um ótimo rapaz, animado, simpático e com jeito de um ótimo amigo.
Mas não sei, infelizmente a “química” entre eles não me convenceu. Não consegui sentir muita coisa por eles. Era como se tudo fosse muito forçado.
Quando Jordan chegou á história eu fiquei muito mais animada. Ele tem a intensidade que gostamos, aquela energia que exala e nos deixa sempre esperando por momentos mais intensos. A “química” entre ele e Paige funciona bem melhor, e a história fluiu mais depois de sua chegada. Mesmo assim infelizmente não consegui me sentir ligada aos personagens. Eu gostei da história, mas eles não conseguiram me cativar tanto assim.

Mas de repente Paige se vê vivendo o mesmo que sua personagem: um triangulo amoroso sem saber quem escolher?


"Isso não importa mais. É como um guarda-chuva no meio de uma tempestade depois de estar completamente molhado. Exatamente o que você precisava, o que você queria, mas já é tarde."


O final me deixou um pouco chateada. Segredos foram revelados. Verdades vieram á tona, desentendimentos foram desfeitos, ou pelo menos entendemos que isso iria acontecer.
Mas não entendi o porquê do final. Não entendi porque Paige precisou fazer aquela escolha.
Fiquei aqui pensando que realmente deve ser algo do “mundo dos famosos”. Mas mesmo não aceitando a escolha dela, e o final que teve os personagens, eu entendi, bem depois de terminada a leitura e muito refletir, eu entendi. E resumo a obra em uma palavra: sacrifício.

Depois da leitura terminada e de muito refletir sobre o seu final, compreendi a mensagem passada aos leitores, mesmo que essa não fosse a intenção da autora, ou era, nunca terei certeza.  Mas mesmo assim o gesto de sacrifício, de nobreza e de amizade feita por aqueles personagens é algo em que se pensar. O que me faz esperar ansiosamente pela continuação. Eu gostaria de ver os personagens traçando novos rumos, amadurecendo, perdoando e novamente seguindo em frente. Acho que esse final, deve-se por conta do que nos espera na continuação da história e o livro dois promete mais emoção.

Tocando as Estrelas, é um romance leve, sem sentimentos arrebatadores, mas que em toda sua simplicidade pode nos fazer aprender algo novo.


"Assim é. As coisas acontecem, e com muitas delas não se pode voltar atrás. Mas a melhor parte é que, frequentemente, as coisas que o desafiam, que exigem de você plenamente, são exatamente aquelas que valem a pena."

Como sempre digo leiam e se permitam sentir. Li muitas resenhas lindas por aí. A história não me tocou como eu esperava, mas eu gostei, então você pode sentir-se diferente!


1 comentários:

  1. Ai, meu Deus, não sei se quero viver essas emoções, já vi q o final não é o que queremos, claro, com a sua narrativa já tomei partido nesse triangulo. Fer, parabéns sua resenha como sempre maravilhosa!!!
    Bjos
    Lú Santana

    ResponderExcluir