{Resenha} Beleza Perdida de Amy Harmon

Ambrose Young é lindo — alto e musculoso, com cabelos que chegam aos ombros e olhos penetrantes. O tipo de beleza que poderia figurar na capa de um romance, e Fern Taylor saberia, pois devora esse tipo de livro desde os treze anos. Mas, por ele ser tão bonito, Fern nunca imaginou que poderia ter Ambrose… até tudo na vida dele mudar.
Beleza perdida é a história de uma cidadezinha onde cinco jovens vão para a guerra e apenas um retorna. É uma história sobre perdas — perda coletiva, perda individual, perda da beleza, perda de vidas, perda de identidade, mas também ganhos incalculáveis. É um conto sobre o amor inabalável de uma garota por um guerreiro ferido.
Este é um livro profundo e emocionante sobre a amizade que supera a tristeza, sobre o heroísmo que desafia as definições comuns, além de uma releitura moderna de A Bela e a Fera, que nos faz descobrir que há tanto beleza quanto ferocidade em todos nós.

Verus * 2015 * 330 Páginas * Classificação 5/5 


Sinto aquele “vazio”. Uma vontade louca de não fazer nada, de deixar somente a mente vagar e só sentir. Deixar que essa história possa permanecer clara na minha mente por mais um tempo. Entender e compreender tudo o que ela nos faz passar, aprender e sentir.
Mas ao mesmo tempo ficar parada só pensando se torna angustiante. Você quer escrever, quer falar com alguém que sabe que entendera o que está sentindo. Precisa por para fora tudo o que essa história significou, tudo o que ela lhe ensinou.

Comecei a ler o livro, sem nenhuma expectativa. Sem nenhuma mesmo. Pensei que seria apenas mais uma releitura moderna de um conto de fadas. E eu adoro esse tipo de história. Adoro releituras de clássicos. Geralmente são histórias “gostosinhas”, clichês que não exigem muito, ou seja, uma leitura de entretenimento muito boa.
Quando comecei então, logo nos primeiros capítulos, achei que estava certa. A história fluía, os personagens eram “legais”, mas não via muita coisa alem disso. Não precisaram cinco capítulos para que eu percebesse como estava totalmente errada.

Beleza Perdida foge de qualquer clichê. Beleza Perdida foge de qualquer estereótipo de “apenas uma releitura de contos de fadas”. Beleza Perdida é mais que uma simples história literária. Ela é uma história de vida. De amor. De amizades. De perdas, mas principalmente uma história de como se viver apesar de todos os sofrimentos que existem no mundo e nas nossas vidas. E como ver a beleza através de todas as tragédias, de todo o mal. E de como encontrar a verdadeira beleza em nós mesmos e nos outros.

A sinopse dessa história, não faz jus ao que encontramos em suas páginas.
“É um conto sobre o amor inabalável de uma garota por um guerreiro ferido.”
Acho que foi aqui que me enganei. Penso que foi esse trecho que me fez pensar que leria “apenas mais um romance”. Um casal com seus problemas, com suas dores, com suas lutas, e com seus finais, quem embora nem muitas vezes felizes, era como tinha que ser.

Beleza Perdida não conta somente com o amor de uma garota por um rapaz perdido em sua dor.
Essa história nos apresenta personagens que marcaram mais que isso. Mesmo com o fim de suas participações nas paginas do livro. Suas histórias permanecem.
Seus nomes estão tatuados em nosso peito.

Não sei se foi porque fui envolvida pela história de uma forma tão sem explicação, que achei a história curta. Nunca 330 páginas tiveram tantos significados.

Acho que sempre podemos aprender com os livros. Basta permitir-nos isso.  Com essa história aprendemos tanto. São tantos significados, tantas lições. Tantos exemplos, que ficamos preenchidos de amor, de fé e de esperança. E mais ainda, ficamos com uma vontade enorme de lutar, de reerguer-nos de todas as dores que nos afligem, de superar todos os obstáculos que aparecem em nosso caminho. E de continuar a viver. Porque viver é sempre um presente especial.


Bailey é o personagem que mais me conquistou na história. Todos são especiais. MUITO especiais. Mas é como se Bailey fosse a maré que conduz os navios a seus destinos. Se não fosse por ele parece que nada existiria. Nem beleza, nem cor, nem amor, as amizades não seriam as mesmas, o primeiro amor, o primeiro beijo. Uma careta não seria engraçada, olhar para as nuvens não teria significado, as músicas não teriam som.

Como eu disse, todos os personagens nessa história nos marcam a ferro e fogo. Todos eles acalentam nosso coração. Mas Bailey é como se fosse o ele entre nós e todos eles. É como se ele fosse a luz que guia todos em seus caminhos. Bailey faz jus aquela tão famosa frase clichê:
 - Uma luz que não se apagará.
Ele é assim, uma luz eterna na vida de todos aqueles que tiveram a honra e felicidade de conviver ao seu lado, de ama-lo e serem amados por ele.

Ás vezes me pergunto se lemos os livros como deveríamos ler? Se entendemos tudo o que eles tem para nos ensinar?

Fern, Ambrose, Bailey e todos os outros personagens, vieram para tornar nossa vida mais suave. Vieram para nos fazer aprender a agradecer um pouco mais, pelo menos, por nossa vida, pela vida daqueles que amamos. Para nos ensinar que sacrifícios quando feitos por amor, não são sacrifícios e que no final ganhamos mais do que doamos ao outro. Nos fizeram compreender que nem toda beleza está ao alcance dos olhos, mas sim do coração. E que por mais árduo que seja o caminho, lutar pela felicidade e viver a felicidade é a melhor forma de agradecer pela dádiva de se estar vivo.

Como realmente me faltam palavras para expressar tudo o que sinto com essa leitura, tudo o que vivi e tudo o que aprendi. Deixarei aqui alguns trechos dessa história que nos preenche completamente.














Uma das coisas que eu amei no livro foram os títulos de cada capitulo. Mas foi somente no capitulo oito que entendi os seus significados. A cada titulo eu conhecia mais daquele personagem, mais dos seus sonhos e podia sonhar junto com ele. E no final percebi que estava certa. Os títulos realmente tem um significado maior. 

Me desculpem pela resenha. Ela fugiu um pouco do padrão, penso eu. Mas ficaria difícil citar acontecimentos da história, dizer o que achei de seu final, como os personagens caminharam por essa história, como se deu a narrativa sem “entregar” um pouco de tudo o que vocês podem encontrar e viver nessa incrível história, então preferi tentar demonstrar pelo menos o mínimo do que senti.

Recomendo esse livro para quem acredita no poder da amizade. No poder do amor, mas também no poder da dor. E para aqueles que sabem que tudo na nossa vida tem um significado e um motivo. Por mais que muitas vezes não compreendemos ou não aceitemos. 

Confiram algumas músicas citadas na história. Elas não são como em alguns livros que complementam o enredo, mas fazem sim parte dessa história. 




Beijos e espero que essa história possa tocar vocês da mesma forma com que me tocou.









5 comentários:

  1. ai Fer....muito drama....não é para mim kkkkkkkkk
    eu tinha achado essa capa tão feia e nem imaginava que era uma história assim
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Fê querida eu simplesmente amei sua resenha, adoro quando o blogueiro expressa suas impressões no texto. Além disso concordo que em alguns livros se formos fazer uma resenha mais técnica acabaremos liberado informações que atrapalharão o leitor de ter suas próprias descobertas. Parabéns por essa percepção.
    Esse livro está sendo tão elogiado que estou curiosa para ler o mesmo, então assim que possível entrarei de cabeça nesse drama cheio de mensagens de superação!!! Valeu pela dica!!!

    Leituras, vida e paixões!!!!

    ResponderExcluir
  3. Esse é o melhor livro de todos os tempos!
    E sim, o Bailey é a melhor pessoa.
    Eu também não esperava muito do livro mas ele me surpreendeu e percebi que tudo o que já li nem se compara a essa preciosidade. Nunca li nada tão profundo, tocante e emocionante.
    Eu sempre vou amar e guardar essa estória no meu coração, mente e alma.

    ResponderExcluir
  4. Ai Fer, tem que preparar o coração para esse livro! Mesmo com tanto drama (não sou fã de drama), me deu vontade de fazer essa leitura, continua na minha lista de livro que quero. E parabéns pela cara nova do blog, ficou muito lindo!!!!
    Bjos
    Lú Santana

    ResponderExcluir
  5. Ain Fer, nossa eu comprei esse livro a alguns meses e ele ainda esta do mesmo modo que veio, não tive tempo e nem conseguir ler ele ainda....mas depois dessa linda e humana resenha, sinto que vou ter que passar ele na frente dos outros da longa fila de espera..rsrsrs

    Parabéns pela linda resenha.

    Beijos

    ResponderExcluir