{Resenha Especial} Dezesseis - A Estrada da Morte de Simone Pesci

João Roberto, conhecido por todos como Johnny — O Rei dos Pegas — acabara de completar “Dezesseis”. Estereotipado como “rebelde sem causa”, levava uma vida desregrada, ao lado dos amigos, mostrando-se o cara legal e o maioral. Desejado por muitas garotas, sempre vencia os rachas que participava. Porém, ele não contava com um sobressalto do destino... Assim, apaixonou-se por Ana Cláudia, uma linda e doce garota que se tornaria sua salvação, bem como sua perdição. Dentre tantos conflitos e percalços para ficar ao lado de seu grande amor, Johnny entra de cabeça em uma disputa com destino à estrada da morte.
Inspirado na canção “Dezesseis” — da banda brasileira Legião Urbana — este é um enredo de amor recheado com muitas aventuras.
Apaixone-se, retorne no tempo, relembre seus “Dezesseis”... e seja, você também, um “rebelde sem causa”...

Tribo das Letras * 2015 * 317 Páginas * Classificação: Sem limite para uma estrada sem fim! 



Uma vez eu disse a uma amiga que a Si escreve com tanta alma, que mesmo quando é para sorrir me pego chorando. Eu fico me perguntando como Deus reage ao saber que criou pessoas tão especiais e deu um dom tão incrível para elas?

Costumo dizer que ler é muito bom, adoro pegar um livro, passar meu tempo com ele, me divertir, dar risadas. Mas viver a história, sentir ela na sua pele, chorar, sofrer é algo que não tem explicação, é algo mágico, como se existissem mesmo as fadas com suas varinhas de condão sabem? E ai no momento, quando você abre aquele determinado livro e começa a sua história a fadinha dos sonhos literários vem naquele momento, joga aquele pozinho mágico e diz: - Sinta! Viva! Sonhe! Chore! Sorria! Você está recebendo um presente. Uma linda história e com ela a oportunidade de sentir sensações inexplicáveis, de aprender lições únicas, e tudo isso através de outras vidas, vidas muito importantes essas.

É difícil achar um jeito de explicar a forma plena com que histórias assim chegam e tocam nossos corações. Queria eu sim ser uma escritora nesse momento para achar as palavras certas, palavras bonitas, com uma linguagem toda rebuscada, e encher essa página de adjetivos lindos que fizesse vocês compreenderem o poder que algumas histórias tem.

Então só posso esperar que sintam um pouco através dessas simples palavras e que possam se permitir conhecerem histórias assim.

Uma história intensa, com sentimentos intensos e arrebatadores e personagens mais intensos ainda e com personalidades marcantes.

A história de Simone já começa nos causando um turbilhão de emoções e sensações.


“Ana, às vezes sinto como se minha vida fosse acabar a qualquer instante, e por isso, não me privo de certos prazeres. É como se eu já soubesse que meus minutos estão contados.”

Johnny é um cara legal, Johnny era o maioral, conhecido como o “rei dos pegas”, ele só curte mesmo é estar com seus amigos, dar um tapa em seu cigarro, beber muitas e tirar os maiores rachas que já existiram.
E então conhece Ana Cláudia. Ana era um anjo, como o próprio Johnny gostava de descrever, uma menina doce, linda, com uma história que poderia tê-la tornado uma pessoa dura, mas ao contrário, tinha um coração puro, uma força sem igual e uma compreensão que a tornava por vezes mais madura do que sua idade exigia.

“Johnny era o inverso de tudo o que um dia sonhei, porém, ele era o inverso que eu mais ansiava.”

Eles vivem aquele amor desmedido, o tipo de amor arrebatador que nada quer saber a não ser do ser amado.
Eles agem sem pensar, o medo que eles tem não os impede de viver esse sentimento, não se preocupam com as consequências de seus atos, eles vivem cada momento de forma única e o futuro parece algo muito distante e por isso não podem esperar, eles querem o hoje.


“De duas, uma... Ou nos renderemos ou lutaremos. Minha ideia é lutar. Sempre! Agora basta saber o que você pretende fazer, anjo.”

Ao contrário de EOCEOI que fomos acompanhando a história aos poucos, conhecendo o enredo e os personagens de forma leve mesmo com todas suas dores, em dezesseis Simone volta diferente, ela traz tudo a tona de forma única e irreversível, fazendo com que não tenhamos tempo nem ao menos de respirar.
Eu sabia que devia ter me preparado melhor antes de começar a ler a história.
Não temos tempo para nada, não podemos nos preparar para a paixão enlouquecida que toma conta do coração e da vida de Johnny e Ana Claudia, não temos tempo para nos preparar para esse sentimento que os arrebatou e que nos arrebatou, não temos tempo para nos preparar para as consequências desses sentimentos, para o ódio que ele desperta, para os segredos que ele traz a tona, e menos ainda para os perigos que os cercam por viverem esse amor.

Johnny e Ana são jovens e como jovens sentem e vivem tudo de forma intensa e única. Em um determinado trecho uma personagem fala que ele vive a vida como se ela logo fosse se acabar, e é essa sensação que tudo na história nos traz. Esse viver de forma desenfreada como se não existisse o amanhã, e isso nos deixa sem fôlego e despreparados sempre para as próximas páginas.
A Simone sabe como mexer com o leitor de mil maneiras diferentes, ela nos faz rir, chorar, amar, odiar, ter medo, esperança, fé. É uma verdadeira montanha russa de emoções.

Outro fator mais que positivo no livro é que são poucas narrativas que encontramos pelo lado “masculino” em histórias, e eu adoro, mas nesse caso pode acabar conosco.
Johnny é tão intenso, tão real e tão impulsivo que fica difícil acompanhar todos os seus sentimentos, sensações e loucuras. O seu modo “adrenálico compulsivo objetivo” por vezes nos deixa enlouquecidas e com o coração na mão. Outras tantas tudo o que desejamos é ser a própria Ana e poder toca-lo, conforta-lo e entrar na loucura junto com ele. Em todas as suas loucuras...

“Anjo, tranque a porta do medo e jogue a chave fora. Deixe o mundo lá fora. Agora somos só eu e você.”

Dezesseis não é apenas mais uma história de dois amores que se encontram, vivem um amor intenso, mas não podem permanecer juntos. Dezesseis vai além de qualquer tipo de amor racional, ele mexe com algo além do palpável, além do que podemos sentir, e além até do que muitas vezes acreditamos ou não.
Simone sabe sair do mundo real, e nos fazer aceitar aquilo que muitas vezes pode não ser possível ou que simplesmente não queremos aceitar.

A história não trata apenas de um amor louco, intenso, verdadeiro e imortal. Ela trata de amizade, de laços de família ou dos laços que nunca existiram, fala de amizade, de superação, de dor, e infelizmente também fala do lado podre do coração de um humano.
Nos sentimos envolvidos, emocionados e inebriados com essa história.


“Anjo, eis um coração enlouquecido, palpitando a mil, dentro do peito. Este coração é o meu! Você o tocou apenas com o olhar, naquela noite, quando avistei-a pela primeira vez na colina. Desde então, não tive mais paz. Vivo enlouquecido.”

Venha para essa estrada, pegue todas as curvas possíveis e se deixe enlouquecer, viver e amar.



Como a história é especial e mais especial ainda é essa autora maravilhosa, temos uma convidada também muito especial. Ela é fã, amiga e admiradora de Simone Pesci, se conheceram através de sua obra, e hoje Junye é uma grande fã e está sempre ao lado da Si, e como não poderia ser diferente ela devorou o livro e foi a primeira a terminar essa leitura. 
Então ela aceitou nosso convite e deixou aqui sua linda opinião sobre essa história maravilhosa:

Junye - fã, amiga e admiradora de Simone Pesci
"Em Dezesseis - A estrada da morte, a autora Simone Pesci, nos convida a entrar na música 'Dezesseis' da banda Legião Urbana. A música nos diz que Johnny era o maioral, um cara legal o rei dos rachas e tals... e que teve seu coração partido... Mas quem partiu o coração do Johnny? Como? E por quê? Em sua imaginação Simone foi nos dando respostas, criando um enredo cativante e eletrizante. O Johnny que a Simone criou é exatamente como eu o imaginava - quando o Renato Russo soltava sua voz - impulsivo, irresponsável e um rebelde completamente apaixonado.
Johnny não tem medo de viver no limite, se diverte dando um 'oi' para a morte e assim mantém seu status de rei dos rachas, essa era sua maior diversão, o que me causou uma adrenalina, já que a autora parece nos colocar dentro do opala azul de Johnny .

E já que vive intensamente, não seria diferente ao se apaixonar... Ana Cláudia surge em sua vida como um anjo, uma promessa de esperança, acalmando seu coração, lhe dando uma paz que não sabia existir, ele fica obcecado por ela, tenho que dizer que foi imensamente divertido os encontros e desencontros do casal e todas as enrascadas que ele se mete só para ter a oportunidade de estar ao lado dela!

Ana Cláudia por sua vez é tímida, doce e romântica e não gosta do estilo de vida dele. Reluta em aceitar a paixão, mas ele é o Johnny o cara legal que de uma hora pra outra se mostra irresistível! Juntos eles vivem um grande amor, mas irão descobrir que não era apenas o estilo de vida de Johnny que os separava. Entre segredos e mentiras terão que lutar muito para conseguirem ficarem juntos!

Preciso falar sobre a arte desse livro, no qual a autora acompanhou de perto e escolheu cada detalhe, tudo ficou tão lindo e de bom gosto que dá pra sentir o carinho assim que se toca no livro, me emocionei de verdade quando abri o meu! Desde a capa, diagramação, revisão, tudo perfeito!! Lindo mesmo!!
Outra coisa linda no livro são as músicas e frases de Renato Russo, que para mim foi perfeito, pois ela conseguiu encaixar as frases e músicas exatas com o contexto de cada capítulo, isso só enriqueceu o enredo, nos mostrando que além de romântico, Johnny era muito culto...

Enfim, só tenho a agradecer e me orgulhar dessa autora/amiga maravilhosa, que me levou junto nessa estrada e me trouxe turbilhões de emoções!
Ameiiiiii Simone! Parabéns !
Beijos Junye

A pessoa que vos fala quando terminou a leitura ficou com aquelas sensações "malucas" que somente quem lê sabe entender. 
Nosso coração fica apertado, as sensações são intensas e as vezes algumas palavras ficam martelando em nossa mente.

Peguei um pedaço de papel e comecei a tentar escrever a resenha. Quando percebi não era bem uma resenha, também não posso chamar de poema, então como não sei que nome dar a isso, vou dizer que é apenas mais uma forma que tentei expressar um pouco o que a história me transmitiu!
O que mais ficou gravado dela em mim. 
Então assistam o vídeo, é bem curtinho.



Esperamos que vocês amem essa história tanto quanto nós.


Beijos da Junye e da Fer.

12 comentários:

  1. Linda resenha. Simone Pesci é realmente uma grande escritora. Já provara isso com Entre o Céu e o Inferno e está ratificando seu grande talento com Dezesseis.

    Grande abraço.
    JM Alvarez

    ResponderExcluir
  2. Linda resenha. Simone Pesci é realmente uma grande escritora. Já provara isso com Entre o Céu e o Inferno e está ratificando seu grande talento com Dezesseis.

    Grande abraço.
    JM Alvarez

    ResponderExcluir
  3. Olá

    A resenha ficou muito bacana, gostei da premissa o fato de ser inspirada numa música foi o que mais me agradou, espero conseguir ler o livro.

    Bjss

    ResponderExcluir
  4. Eu perdi o fôlego!

    Isso não foi só uma resenha, mas sim uma declaração de amor... Vindo de duas pessoas que amo com todo meu coração: Fernanda Braga e Junye Moura (e o blog parceiro Mato por Livros). Meninas, vocês não fazem ideia de como estou neste exato momento... O meu coração está envolto em um turbilhão de sentimentos. Saibam que a recíproca é mais que verdadeira, o amor e carinho que sinto por vocês é igual em grandeza e proporção (estou até parecendo a Ana Cláudia dizendo isso - rs). Obrigada pela bela surpresa e a maravilhosa resenha. Estou mega feliz que consegui tocar Vossos corações, e espero conseguir este feito com todos que lerem "Dezesseis - A Estrada da Morte". Como eu já disse e repito: ele foi escrito com o coração, para tocar corações. Se não for assim, prefiro nem fazer.

    Amo vocês! Muitão!

    Obrigada!!!

    Beijosssssss max, ops, max não porque sou ciumenta e agora é a vez do Johnny. rs

    Simone Pesci

    http://simonepesci.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá, Fernanda!

    Nossa que resenha caprichada! Gostei muito do seu texto, falou bem sobre o livro e não contou muitos spoliers! A capa, devo confessar não me atraiu, porém a história parece ser bem legal. Anotado!

    Abraços,

    Tony

    ResponderExcluir
  6. Nossa que resenha mais linda!!! Como sempre você arrasa Fer, ficou maravilhosa, envolvente, suas palavras nos fazem querer muito conferir mais essa historia!!! Parabéns!!!!!!
    Beijos
    Lú Santana

    ResponderExcluir
  7. Oi, flor!
    Que resenha, caramba… Eu confesso que sempre quis ler a obra anterior da autora. Quando soube de Dezesseis, fiquei ansiosa para adquiri-la, mas esperei por resenhas como a sua. Percebo que vale muito a pena. E percebo que vou me emocionar. Adoro quando um casal me ganha, mas odeio quando algo o impede de ficar junto. Aiai, pressinto lágrimas e sorrisos, haha.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Não conhecia o livro mas agora estou super curiosa para ler
    Pela sua resenha ele parece ser perfeito.
    Gosto de livros que nos faz sentir na pele cada sentimento
    Dica anotada ;)
    http://malucaspor-romances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Ola Fe lindona o fato que tem a ver com Legião já me ganhou e vou precisar de lenços pelo visto, com essa carga de emoções que a autora nos apresenta, a começar por esse amor desmedido e sem fronteiras. Vou ler com certeza será a primeira leitura da autora espero gostar. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  10. Resenha marivilhosaaa. Impossível não querer ler agora. Já ouvi a respeito dessa obra mas nunca tinha parado com calma para saber um pouco mais a respeito, vale a pena entrar na minha lista aposto que vou apreciar a leitura assim como você, espero. Bjjus!

    ResponderExcluir
  11. Oii, tudo bem?
    Eu tenho visto muito a divulgação desse livro, e ao saber que ele foi inspirado em uma musica da Legião eu já o coloquei na lista mesmo sem ter lido uma resenha rsrs, e ao ler a sua opinião eu só tenho mais certeza de que vou adorar o livro.

    www.fonte-da-leitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Eu simplesmente amei a sua resenha. Você conseguiu transpor tudo que o livro passa. Eu já li o livro da Si e amei.
    Os personagens são maravilhosos. O enredo é perfeito e mexe com o leitor do começo ao fim.
    Como sempre a Simone arrasou escrevendo esse livro.
    Estou ansiosa para outros livros dela.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir