{Resenha} Procura-se Um Marido De Carina Rissi

Alicia sabe curtir a vida. Já viajou o mundo, é inconsequente, adora uma balada e é louca pelo avô, um rico empresário, dono de um patrimônio incalculável e sua única família. Após a morte do avô, ela vê sua vida ruir com a abertura do testamento. Vô Narciso a excluiu da herança, alegando que a neta não tem maturidade suficiente para assumir seu império – a não ser, é claro, que esteja devidamente casada.
Alicia se recusa a casar, está muito bem solteira e assim pretende permanecer. Então, decide burlar o testamento com um plano maluco e audacioso, colocando um anúncio no jornal em busca de um marido de aluguel.
Diversos candidatos respondem ao anúncio, mas apenas um deles será capaz de fazer o coração de Alicia bater mais rápido, transformando sua vida de maneiras que ela jamais imaginou.
Cheio de humor, aventura, paixão e emoções intensas, Procura-se um marido vai fisgar você até a última linha.

Verus * 2013 * 472 páginas * Classificação 5/5


Os livros da Rissi são ótimos para relaxar, se divertir, e dar muitas, muitas risadas. Ela é ótima no que se propõe, ou seja, suas histórias leves, divertidas, que com certeza tem o intuito de fazer com que nos desliguemos do mundo, de nossa rotina, de nossos problemas, e se ligar a um mundo colorido, com muitas risadas e alto astral. Com certeza ela é uma das melhores, e não falo só entre os nacionais não, falo em um geral.
Suas histórias são muito leves e envolventes de uma forma única e realmente muito divertida. Se lermos algo muito pesado, que nos choca, que nos emociona e mexe demais com nosso coração, ler logo após um livro da Rissi seria como uma cura. Afinal rir sempre é o melhor remédio.

Seus personagens são sempre meio “loucos” kkkk, adoram uma confusão e são únicos em suas excentricidades.
Alicia me conquistou. No começo estava mesmo um pouco irritada com ela e seu mundo cor de rosa, “nada me atinge, eu quero mesmo é que o mundo acabe em festa”. Mas afinal ela podia, pois querendo ou não esse foi sempre o mundo que a rodeou. Mas acho que mesmo assim, quando se atinge uma certa idade, mesmo que tudo ao nosso redor seja um pouco mais fácil de se conseguir, a maturidade precisa chegar, o que não foi o caso dela, até que ela realmente se viu obrigada e precisando enfrentar a realidade e o que de verdade é ser uma pessoa “adulta”. 
Ou seja, apesar do vilão ser um louco, psicopata, neurótico e muito F... (deixa para lá), ele acabou fazendo um grande favor para ela. Afinal se ela continuasse em seu mundo de festas, baladas e “eu vou zoar até cansar”, logo todo seu castelo iria ruir, e lhe restaria mesmo só ser a gata borralheira, ai nem dinheiro para um fusca ela teria. Ai se bem que eu queria um fusca, tem carro mais lindo? Rs

Como podem ver Alicia sempre foi a queridinha do vovô. A típica garota rica e mimada, mas isso não quer dizer que ela não é uma boa pessoa, ao contrário ela é incrível. Seu único defeito era estar completamente alienada do mundo e claro só viver em farra e se metendo confusão.
Mas seu mundo vem abaixo no dia que seu avô Narciso (aiii eu sempre quis ter um avô como ele) falece. Achando ser a única herdeira de todo o império, ela se vê em uma condição mais que complicada quando tudo o que seu avô lhe deixa é um emprego (se é que pode se chamar a vaga de emprego, na concepção de Alicia, claro), um tutor que tomará conta de todos os seus bens e uma condição que fará com que ela possa novamente usufruir de todo o dinheiro e benefícios: Casar-se e permanecer casada por pelo menos um ano.
Cumprindo essa regra, ela poderá ter sua herança de volta.
Claro, ela se vê totalmente perdida, afinal casar nunca esteve em seus planos. Então ela começa a seguir sua vida da forma que seu avô propôs, trabalhando. E isso inclui andar de ônibus, momentos que nos rendem boas risadas rs.

Nada é como ela esperava, e parece que ninguém gosta dela na empresa em que ela deveria ser a diretora, inclusive Max um funcionário exemplar e que parece sempre cruzar o caminho de Alicia, mas só para ofendê-la e provoca-la.

Finalmente Alicia parece ter uma grande ideia para por fim a esse seu martírio: Alugar um marido. Com anúncio no jornal, ela começa seus encontros em busca de um marido ideal para permanecer ao lado dela por um ano, só até que ela possa ter sua herança de volta.
Mais momentos de gargalhadas com os encontros de Alicia e seus possíveis candidatos a maridos.

O que ela não esperava era que o melhor candidato seria o Max. Ai Max. Bem eu só sei de uma coisa. EU que não ia querer alugar o Max só por um ano. Com certeza faria um contrato sem data para acabar... rs.

Bem daí em diante é confusão na certa. Eles realmente não se bicam, mas irão descobrir no outro coisas que não esperavam e mais que isso, irão descobrir coisas sobre si mesmos.

Em meio a confusões, descobertas, muitas risadas, muitas lágrimas, saudades e amores não correspondidos, ou talvez sim, a vida desses personagens irá traçar caminhos não esperados.

O final achei surpreendente, não tanto pelo vilão, como eu disse já desconfiava desde o inicio de quem se tratava. Mas foi surpreendente descobrir as reais intenções do testamente e de Max.
Se eu já estava apaixonada por ele, no final então cai de amores.
Amei também a melhor amiga de Alicia, Mari, com certeza uma amiga de verdade e bem mais madura que Alicia, sempre tentando colocar algo de bom na cabecinha dela rs.
Quem me irritou demais também foi Breno, ai que personagem mais chato e petulante, depois ele melhorou um pouquinho, mas ele não me conquistou e não gostei nada do final da história dele. Mas tudo bem, todo mundo merece uma segunda chance.


E claro só me resta dizer que eu quero muito, muito mais de Carina Rissi.



Beijossss

2 comentários:

  1. Amiga como sempre você estava inspirada quando escreveu a resenha. Adorei!!!!
    Quando leio suas impressões parece que você está ao meu lado conversando comigo, demais!!!!!
    Também li esse livro e adorei cada detalhe. Também me apaixonei pelo Max.
    A Carina tem esse dom de criar personagens apaixonantes.
    Hoje em dia compro tudo que ela lança e torço para que ela faça cada dia mais sucesso!!!
    Beijos e parabéns pela leitura e pela ótima resenha!!!

    Leituras, vida e paixões!!!!

    ResponderExcluir
  2. Ai, Fe, os livros da Carina são perfeitos e seus personagens são apaixonantes! Já li e adoro esse livro, alias tudo da Carina eu sempre compro e sempre vou querer ler. Como sempre sua resenha é maravilhosa que nos dar uma vontade de conhecer a historia e quando você já conhece, ficamos com vontade de reler.
    Beijos
    Lú Santana

    ResponderExcluir