{Resenha Dupla} O Jeito que me Olha & Quando um Homem Ama Uma Mulher de Bella Andre

Depois de construir uma sólida carreira como detetive particular - especializado em casos de infidelidade -, Rafe Sullivan perdeu a fé nas relações humanas. As únicas histórias de amor verdadeiro que conhece são a dos seus pais e as dos seus primos, que Vivem na Califórnia.
Quando Rafe precisa sair de Seattle para descansar e esfriar a cabeça, sua irmã, Mia, sugere uma temporada na cidadezinha onde a família costumava passar as férias de verão. No cenário de sua infância, Rafe reencontra Brooke Jansen, que, de garotinha doce e inocente, transformou-se em uma mulher de beleza incomum.
Nenhum dos dois consegue ignorar o clima de sedução, e é Brooke quem toma a iniciativa: ela propõe a Rafe um caso de verão, sem amarras nem cobranças. Rafe luta para convencê-la de que eles devem continuar sendo apenas amigos... embora ele mesmo não esteja 100% convencido disso.

Novo Conceito * 2014 * 270 Páginas * Classificação 4/5


Quem ama a família Sullivan com certeza enquanto acompanhava a serie que contava a história dos oito irmãos ficava triste ao pensar que um dia ela chegaria ao final.

Pois assim foi com todos os leitores, e então Bella Andre resolveu que existem muitos Sullivan’s esperando para terem suas histórias contadas.

Então quando todos os irmãos do clã da Califórnia tiveram suas histórias contadas, eis que chegou a vez do clã de Seattle.

E a primeira história nos apresenta Rafe Sullivan. Um detetive particular, especializado principalmente em casos de infidelidade.
Casos esses que levaram Rafe a perder a fé no ser humano e principalmente no amor.
Depois de ver tantas e tantas mulheres passarem por sua sala e se depararem com o fim do que elas achavam ser o felizes para sempre, ele aprendeu de forma mais dura e real que o amor, na maioria das vezes, não existe e que as relações são algo que duram pouco tempo.

Rafe está tão cansado de tudo e de todos, principalmente de ser quem ele é ultimamente que o brilho que existia em seus olhos já se apagou faz tempo.
Mia, sua doce e teimosa irmã caçula resolve então intervir e convencer seu irmão de que ele precisa de um bom descanso. Então quando ela mostra a ele que a casa que um dia já pertenceu a família deles e que infelizmente eles perderam, está novamente a venda, Rafe compreende que ali está uma oportunidade. A oportunidade de reaver uma propriedade que muito significa para sua família e a oportunidade de se afastar de toda aquela loucura um pouco.

O que ele não esperava era reencontrar uma pessoa do passado, que promete abalar mais ainda sua estrutura.

Brooke Jansen vive uma vida feliz na casa do lago. Ali ela viveu o melhor de sua infância com as melhores pessoas que ela poderia imaginar. Seus avós, com certeza foram os melhores que alguém poderia ter, e ter os Sullivan’s como vizinhos em algumas partes do ano, sempre encheu aquela região de sorrisos e muitos momentos felizes.
Hoje Brooke vive ali sua vida de forma tranquila e imagina quem seriam os novos moradores da casa ao lado. Infelizmente aquela casa nunca mais teve o mesmo brilho, desde que a família Sullivan precisou vendê-la e nunca mais voltou.

O que ela não esperava era que o selvagem menino que abalou seu coração desde criança seria o seu mais novo vizinho.

A atração é imediata, chamar de faísca seria pouco. Ambos sentem aquela química inevitável.
Brooke não é mais a menina inocente de sua infância, ela quer ser selvagem, ela quer ser selvagem com Rafe.
Mas ele sabe que não pode fazer uma garota doce e inocente como ela se perder em meio as suas loucuras, Brooke é o tipo de garota que precisa conservar a inocência para sempre.
Mas ela está disposta a provar para Rafe que ela pode ser selvagem somente com ele e por ele, e mesmo assim continuar sendo a pessoa que sempre foi.

Mas será que Rafe conseguira confiar em seu coração, em seus instintos. E mais ainda, será que ele pode confiar realmente em Brooke? Tudo o que ele viu e viveu sobre o amor, principalmente a partir da perspectiva e dores de outras pessoas não foi o suficiente para que ele queira manter aquilo tudo muito longe dele?

Bem só quem acompanhar a história vai poder saber rs.

Como sempre Bella Andre escreve uma história de forma leve, doce e envolvente. Eu nunca classificaria seus livros como hot, mas sim podemos dizer que todas suas histórias são muito sensuais e com esse casal não poderia ser diferente.

Com os livros dela nós sempre sabemos como começa e como termina, mas mesmo assim continuamos a gostar de conhecer toda essa família e de como o amor chega e se enraíza em seus corações.

A história de Rafe e Brooke foi uma das que menos me envolveu, não que eu não tenha gostado, mas dessa vez achei superficial demais. Mas mesmo assim a leitura foi super rápida e fluida e é impossível não querer acompanhar e saber como vai se desenvolver.

Super indicado para quem já ama suas histórias e claro para quem adora romances leves e que nos fazem esquecer do mundo comum por algum tempo.





"Os olhos de Jack estavam mais negros, até mesmo mais intensos, do que ela se lembrava conforme ele caminhava em sua direção. Ela se esforçou para suas pernas não tremerem, e para não sair correndo direto para os braços dele."
Para Mary Sullivan, reunir-se com os oito filhos, genros, noras e netos no chalé do Lago Tahoe é sempre um motivo de alegria. Cada um dos objetos que decoram a casa traz consigo um turbilhão de lembranças, todas elas guardadas com muito carinho em seu coração.
Ao acender a lareira em mais uma noite de inverno, Mary imediatamente volta aos dias do início do seu tórrido romance com Jack, vivenciando novamente o amor que mudaria a sua vida para sempre.

Novo Conceito * 2015 * 298 Páginas * Classificação 4/5

Quem acompanhou a história dos oito irmãos Sullivan’s que vivem na Califórnia e conheceu um pouco de Mary a mãe desse clã tão intenso, acho que sempre a admirou e sentiu um carinho especial. Foi pensando nesse carinho dos fãs que Bella Andre resolveu que seria justo e lindo, que pudéssemos conhecer a história dos pais desses irmãos e eis que surge Quando um homem ama uma mulher.
Então vamos conhecer a origem do amor desse casal que trouxe ao mundo oito maravilhosos filhos e filhas.

Com certeza entre todos os livros da Bella esse foi um dos que mais me emocionou. Acho que pelo fato de já conhecermos um pouco de Mary e sempre imaginar um pouco mais de Jack. E porque realmente Bella nos emocionou ao contar a história de como eles viveram um amor puro e intenso, cheio de momentos marcantes.

Jack Sullivan é um engenheiro lindo, educado e muito, muito inteligente. Com seus amigos criou um novo produto que promete ser muito útil a seus usuários, mas o que eles não contavam era que precisariam mais do que um bom produto para vendê-lo no mercado. Agora eles precisam encontrar uma forma de convencer as pessoas a comprarem seu produto.

Jack não desanima diante do fato, e o destino parece estar a seu favor quando em meio a movimentos e burburinhos ele parece ter encontrado a solução perfeita para seu dilema.

Ele nunca viu tamanha beleza e doçura em toda sua vida. Jack nunca foi nenhum tipo de mulherengo e nunca teve medo de se apaixonar, só que isso ainda não havia acontecido. Mas quando ele olha para Mary parece que todo o seu mundo finalmente fez sentido.
Parado ali, a admirando ele percebeu que a desejava não mais para ser o rosto que faria o marketing de seu produto, mas ele queria ter aquele rosto perto do dele todos os dias antes de dormir e ao acordar.

Enquanto posava para mais uma sessão de fotos em meio a tantos rostos, Mary não pode deixar de apreciar aquele belo homem e de sentir uma magnitude intensa. Algo que fazia com que ela não conseguisse desviar o olhar daquele belo rosto e a fizesse desejar estar mais próxima a ele.

Quando no final de sua sessão de fotos, o belo homem se aproxima e a convida para uma torna, Mary sente-se como jamais antes de sentiu.

A ligação é imediata, a atração e o sentimento confuso também. Ambos se sentem próximos como se já se conhecessem a anos e tudo o que desejam é estar ainda mais próximos. Mas quando Jack conta que um dos motivos de ter se aproximado dela, era para pedir sua ajuda em uma campanha para seu produto, Mary parece retornar no tempo e todos os medos de seu passado parecem estar acontecendo mais uma vez.

Jack vai precisar provar que antes da importância de Mary para que seu produto possa ser finalmente conhecido e vendido, a importância de Mary vai além, ela significa muito mais para seu coração.

Em um relacionamento que começa devagar, mas não menos intenso, esses dois seres que se encontraram por um “acaso” do destino, vão descobrir que o amor pode acontecer da forma mais pura e completa possível.


Como eu disse foi uma das histórias da Bella que mais me emocionou. Ela usou de uma sensibilidade tocante. Mas confesso que esperava um pouco mais. Não que eu quisesse todos os momentos tristes, principalmente em torno da morte de Jack (se acalmem isso não é spoiler) quem conhece a história, sabe que infelizmente desde o primeiro livro Jack já não é um personagem existente rs.
Mas eu queria saber um pouco mais, como foi superar sua morte, como foi seguir em frente sendo uma mãe maravilhosa de oito filhos. Mas Bella preferiu somente mostrar realmente como foi a linda história desse casal e toda a parte feliz de seu amor.

E realmente foi muito lindo. Mas fiquei com aquela sensação de que faltou um pedaço da história deles. De qualquer forma, nosso envolvimento com a história não diminui em nada.
Eu achei linda a forma com que Bella contou alguns detalhes sobre a época natalina dessa família e nesse momento foi impossível não chorar um pouco, coisa que até então ainda não tinha me acontecido com nenhum de seus livros.
Quem já ama a história dessa família, irá se encantar em conhecer a história de Mary e Jack.

Beijosss


1 comentários:

  1. Bella Andre sempre Bella Andre, mas confesso que o livro de Rafe me deixou com a sensação de que faltava alguma coisa, não sei explica o que, só sei que não me empolgou tanto quanto os outros, porém também afirmo que vale a pena a leitura.
    Já o da Mari e Jack, eu sabia que ia ser voltado para a historia de amor deles (segundo a autora era o que os leitores mais pediam), só que me deu um toque triste, pois sabemos que o Jack não estava mais na historia, mas sem dúvida alguma é um lindo romance.
    Beijos
    Lú Santana

    ResponderExcluir