{Resenha} Romeu e Julieta e Vampiros de Claudia Gabel




Romeu e Julieta e Vampiros - Os Capuleto e os Montéquio têm diferenças profundas e significativas. Diferenças de sangue. É claro que os Capuleto podem escapar de sua sina de vampiros, assim como os Montéquio podem tentar não matar seus inimigos mortos-vivos. Mas no fim das contas, não há como deter a rivalidade mortal que existe entre eles. Problemas sérios surgem quando Julieta, prestes a tornar-se vampira, e Romeu, o humano que deveria caçá-la, apaixonam-se desesperadamente. Não fazem idéia do perigo que esse amor representa ― ou do que acabará acontecendo com suas vidas... Essa guinada turbulenta na maior história de amor proibido de todos os tempos é de matar de emoção.
Pandorga * 2011 * 230 páginas *2/5



Eu amo a história de Romeu e Julieta. Sempre que tem algum livro ou filme que menciona ou se baseia nessa obra, estou pronta para encarar o desafio.
Mas nesse fiquei com receio. Apesar de gostar muito de histórias com vampiros.

Existe um governante na província de Valáquia, na Transilvânia e esse homem é Vlad, conhecido como o empalador. Que matou mais de 40 mil pessoas com a ajuda da família Capuleto, que são vampiros.
Os Capuletos vivem no castelo, usufruindo das regalias.

Até que Vlad vai preso e quem assume seu lugar é seu meio-irmão Radu, que logo cria um decreto onde os vampiros não podem mais se alimentar com sangue humano e os humanos não caçam mais os vampiros.

Aí começa a mistura Shakespeariana com vampiros.

Vampiros: Capuletos
Humanos: Montéquios

E entre essas duas famílias dois jovens em conflito. Julieta Capuleto, que está prestes à se tornar uma vampira e Romeu Montéquio, que se diz apaixonado por Rosalina Capuleto.

No baile anual dos Capuletos, Romeu e seus amigos, Mercuccio e Benvólio, se infiltram para falar com Rosalina.
Enquanto o Senhor Capuleto trata do futuro casamento de sua filha com Paris, no outro lado do salão, Romeu segue uma jovem, que acha ser sua amada Rosalina. Porém, quando se olham logo sentem algo indescritível (o amor verdadeiro), mas a jovem é Julieta e não sua prima Rosalina.

Nessa noite, entre declarações de amor eterno e impossível, eles planejam uma fuga. Pois não conseguem escapar desse amor repentino e arrebatador.



Mas como? Ela será uma vampira e ele um humano. Suas famílias são inimigas mortais.
O livro segue (quase) à risca o enredo dos amantes mais conhecidos do Bardo (#SQN).



Esse gênero não me encantou. O Mash Up Classic, que você confere mais sobre ele AQUI.
E essa foi a resenha mais resumo que eu já escrevi, por não achar as palavras certas. Mesmo assim convido vocês à deixarem “PRÉ conceitos” de lado e viverem uma nova experiência literária. Cada um tem um gosto, um estilo, um gênero ou vários, então antes de falar mal, conheçam. (Ninguém sabe né?!)

Beijos



2 comentários:

  1. Não conhecia esse livro, me interessei!
    Beijinhos :*

    Sankas Books

    ResponderExcluir
  2. Achei interessante a ideia, mas não me despertou a vontade para conhecer e olha que gosto de vampiros. Deve ser por me do final.
    Beijos
    Lú Santana

    ResponderExcluir