{Resenha} Zac e Mia de A. J. Betts

A última pessoa que Zac esperava encontrar em seu quarto de hospital era uma garota como Mia - bonita, irritante, mal-humorada e com um gosto musical duvidoso.
No mundo real, ele nunca poderia ser amigo de uma pessoa como ela.
Mas no hospital as regras são diferentes. Uma batida na parede do seu quarto se transforma em uma amizade surpreendente.
Será que Mia precisa de Zac? Será que Zac precisa de Mia? Será que eles precisam tanto um do outro?
Contada sob a perspectiva de ambos, Zac e Mia é a história tocante de dois adolescentes comuns em circunstâncias extraordinárias.

 Novo Conceito * 2015 * 288 páginas * Classificação 4/5



Zac e Mia é um livro onde encontramos dois adolescentes em tratamento de câncer. E aí você pensa: “Vou ler de novo sobre isso? Mas já li tanta coisa assim.” E por isso resolve não ler. Pois bem, fique sabendo que está perdendo uma grande leitura.
Zac e Mia não é só mais um livro que trata do tema, é um livro que nos ensina muito sobre nós mesmos, que nos faz ver a vida com outros olhos, que nos coloca diante dos problemas a fim de enfrentá-los e resolvê-los sem medo do que pode acontecer. Zac é assim, ele é corajoso, ele tem leucemia, já foi transplantado e quando o conhecemos ele está em quarenta no hospital pós transplante de medula, com 17 anos de idade, nos mostra que apesar de ter uma doença grave, ter passado por inúmeras sessões de quimioterapia e não ter certeza do amanhã, é possível viver e aproveitar cada minuto de sua vida. Ele tem lá seus momentos, ele fica entediado de não poder sair, ele se irrita com a mãe, mas ele tem força e coragem para enfrentar a sua doença. Diferente de Mia que não aceita e esconde do maior numero de pessoas possíveis o seu osteossarcoma na parte inferior da perna. O que tudo começou com uma dorzinha do tornozelo pode se tornar o seu pior pesadelo, acabar com a sua vida, destruir seus relacionamentos? Na verdade não é bem a doença que faz tudo isso, e sim a própria Mia por não ter a destreza que o Zac tem em lidar com a situação. Mas quem irá imaginar que a convivência com ele, ainda que de forma limitada pode fazê-la entender melhor o que acontece e os propósitos de tudo isso?

Pois é exatamente o que a gente vai descobrir com essa leitura. Como às vezes não damos valor ao que está na nossa frente. Que às vezes é preciso alguém de fora nos mostrar o que temos e o que estamos perdendo por não dar valor as coisas incríveis e as chances que a vida nos oferece.

Esse não é um romance do tipo mais do mesmo, é um romance onde dois adolescentes se conhecem em circunstancias não favoráveis, se apaixonam mesmo quando parece errado. É um romance pelo qual torcemos, e do qual percebemos o amadurecimento dos protagonistas diante de problemas tão sérios e com tão poucos anos de experiência para saberem lidar com eles.

Uma leitura não tanto prazerosa, mas que me envolveu rápido e me agradou muito pelo seu diferencial dos outros livros com o mesmo tema. E a vocês leitores, acho que vale muito a pena a chance de se entregar a este livro.
Beijos =***

1 comentários:

  1. Quando, li a sinopse, logo pensei, mas um com esse tema, será que encaro? Mas, quando li a resenha me despertou o interesse para conhecer essa historia, pois acredito que aprendemos muito com atitudes das pessoas perante as dificuldades e quando tem comportamentos diferentes e ainda surge uma relação no meio de tudo. Fiquei curiosa e já vai para a minha listinha de livros que quero.
    Beijos
    Lú Santana

    ResponderExcluir