{Resenha} Amor Imortal de Ana Carolina K J

Após a morte de seu pai, Anna Bonnier tenta recuperar um pouco de sua felicidade ao viajar para uma estação de esqui com sua melhor amiga, Loreta. Entretanto, o que era para ser um simples passeio, acaba por se tornar um desafio sobrenatural.
Anna conhece o enigmático Raziel e percebe uma forte conexão que vai além da realidade, sobretudo quando descobre que o sentimento que tem por ele atravessa os séculos.
Aos poucos, a proximidade que constroem juntos traz novos riscos. O relacionamento amoroso que ela sempre desejou pode desaparecer de forma trágica, assim como o homem que abriu seu coração.
Passado, presente e futuro caminham juntos nessa emocionante história de amor e sedução, em que a realidade é capaz de alterar, a qualquer momento, o destino de cada um deles.

Novo Conceito * 2015 * 254 páginas * Classificação 4/5


Anna está em busca de sua felicidade. Após a morte de seu pai, a tristeza e a descrença se apossaram de seu coração. Ela precisa de um novo motivo para ser feliz, ela sabe que falta algo em sua vida, mas não sabe bem o que seria.

Para espairecer um pouco sua mente, ela resolve viajar com sua amiga Loreta a Aspen, o lugar trás ótimas recordações que passou ao lado do seu pai.

O que ela não esperava era que dessa vez a viagem traria sensações diferentes.
Ela sente o perigo a espreita, como se o tempo todo alguém a estivesse vigiando, mas ela não sabe identificar de onde vêm essas sensações. Como se não bastasse sua amiga maluquinha e totalmente sem noção de perigo kkk (adorei a Loreta, mas menina essa daí nunca ouviu da mãe: - Cuidado com os estranhos kkk) acaba de conhecer dois rapazes e insiste com Anna para que saiam juntos.

Anna não gostou da ideia nenhum pouco. Ela sente que existe algo de errado com eles, mas não sabe explicar. É quando sua vida realmente fica em perigo que aparece um homem misterioso que abala todas as estruturas dela.
Anna não sabe explicar, mas o que ela sente por ele é algo intenso, forte, como se já o conhecesse, então ela não tem medo de viver esse momento.

Mas o destino vai mostrar para Anna que existem mais coisas no mundo, do que acreditamos ou do que nossos olhos são capazes de enxergar, e quando ela pensa que terá a chance de viver algo lindo, descobre que esse amor pode acabar com sua vida e de todos aqueles que ama. E para viver esse amor, eles terão que enfrentar uma força obscura.

Paro por aqui, por que histórias assim exigem que leiamos sem prever muitos detalhes, afinal as surpresas devem vir aos poucos e durante a leitura.


A história foi boa, fluiu muito bem. Mas algumas coisas não me cativaram tanto. Por exemplo,  o romance. Não sei se foi mais no primeiro livro, mas eles estavam com tantos problemas “sobrenaturais” que o romance acabou ficando em segundo plano. Não temos tantas cenas de amor assim, e não digo sexo, digo cenas deles juntos, vivendo um pouco o relacionamento.
Ou estão separados, ou estão lutando para sobreviver, achei isso um pouco complicado. Mas essa sou eu que sempre espera mais do romance. Mas vamos lembrar que esse é um livro de fantasia, ou seja, o foco principal realmente é mais o sobrenatural ok?
Achei também que algumas pontas ficaram soltas, mas creio que essas serão amarradas nos próximos livros.

O que senti é que realmente as próximas obras prometem muita ação e muito teor sobrenatural, uma guerra entre os mundos, um prato cheio para os fãs de sagas sobrenaturais.
Só quero poder ver um pouco mais de romance rs, afinal o casal tem tudo para arrancar vários suspiros nossos.

Costumo dizer que acho o gênero fantasia e policial são os mais difíceis de se escrever. Gente além da criatividade os autores precisam ter um controle formidável para a coisa toda não desandar e eles mesmos se perderem em meio a tantas linhas na escrita.
Ana Carolina está de parabéns nesse quesito. Apesar, desculpem os fãs, mas é a minha opinião, de sentir uma inspiração em algumas sagas já existentes, como Crepúsculo, Hush Hush e Fallen (mas o mundo da escrita é feito de inspiração) Ana Carolina conseguiu criar um tema obscuro só dela. E estou esperando para ver como será o desafio com os outros “seres” podemos dizer assim.

Entretanto o que mais me agradou na obra foi a mensagem embutida nela. Não sei se muitas vezes viajo, e vejo coisas onde não tem, ou se realmente os autores tentam sempre nos passar ensinamentos. Prefiro acreditar que seja isso, e sei que muitas vezes é. Então mesmo no gênero do sobrenatural a mensagem do que estamos fazendo com o mundo fica clara. E para bom entendedor um pingo é um i, então ou tomamos uma atitude ou realmente quer acreditemos numa força do mal mais poderosa ou não, o mundo realmente tende a acabar em maldades. Fato. E cada um acredita naquilo que quer. Eu acredito que realmente com tudo o que tem acontecido debaixo de nossos narizes, sim, o mal parece estar vencendo o bem. E refletir sobre isso, foi um dos pontos altos da leitura.

Com certeza quero ler os próximos livros. Espero encontrar como disse um pouco mais de romance. Porque não tem jeito, sou uma eterna apaixonada rs.
Mas deixo aqui minha admiração pela autora, afinal em sua primeira obra ela nos demonstra total controle sobre a técnica da escrita, não encontrei praticamente nenhum erro, e fora os detalhes que citei a obra promete agradar a muitos leitores.

Beijosss



4 comentários:

  1. E pela capa parece que o romance acontece, sou igual a você quero muito romance em um livro!
    Beijos
    Lú Santana

    ResponderExcluir
  2. Sobrenatural???? pre-ci-so.
    AMO quando achamos esses livros nacionais que são tão bons, fico tão contente!

    Adorei,
    bjssss!

    ResponderExcluir
  3. parece um otimo livro sobrenatural....nao gosto muito de livros desse genero qu deixam o romance um pouco de lado...mas vamos dar uma chance....adorei a capa...obg pela dica....bbeijjocasssd...

    ResponderExcluir