{Resenha} Amores Complicados de Lilian Reis

E, se você se visse cercado de interrogações sobre “Essa coisa de amor”?Um dia Jade desejou ardentemente um amor que a consumisse. E, após tantos eventos trágicos, seu desejo se realizou, e, ela, finalmente, se rendeu à paixão e viveu dias inesquecíveis, junto de seus amores. Entretanto, logo nos primeiros dias do ano novo, sentada à varanda com seu diário na mão – entediada -, pensa em sua vida... Em como tudo mudou em tão pouco tempo... Já não tem mais, tanta alegria dentro de si, porque Duke, o motivo de suas risadas, fora para o Rio de Janeiro, em busca de seu “possível amor que viria de longe”, embora nutrisse um amor desenfreado - platônico por ela... E, para piorar, Fred, começa a pisar na bola. Jade sente que seu relacionamento está vulnerável por “N” motivos e conclui que sua vida não é aquele “mar de rosas” que idealizou. Por fim, teme que ela e Fred não se entendam... No Rio, Melissa não se importa com Duke e o despreza, apesar de estar apaixonada por ele. Enquanto Duke tenta se adaptar, ELA – irresponsável -, é incapaz de aceitar a vida como ela é e assumir seus erros, por isso, mete os pés pelas mãos e se vê em encrencas - muitas encrencas...Nessa sequência eletrizante e hilária, de “Eu, meu pai e meus outros amores”, nossos personagens descobrem que a vida pode ser difícil. Que o amor é complicado, mas não dá para fugir dele...

Independente * 2015 * 264 Páginas * Classificação 4/5



Jade teve sua vida mudada drasticamente em Eu, Meu Pai e Meus Outros Amores.
Ela sofreu, aprendeu e amadureceu.

Agora em Amores Complicados Jade e todos os seus amores voltam, mostrando que a vida vai muito além do que imaginamos e que amar pode ser mais complicado do que se imagina.

Jade. Fred, Mel e Duke vivem sua juventude da forma mais normal que um jovem pode viver.
Cheios de dúvidas, incertezas, medos, perigos, aprendizados, amadurecimentos.

Jade depois de tudo o que viveu em seu último ano só quer a chance de viver uma vida tranquila e feliz ao lado do seu grande amor, o Fred, mas parece que se Jade amadureceu e está pronta para viver um relacionamento sério, com Fred não acontece o mesmo.
Enquanto Jade tenta lidar com os problemas do seu relacionamento de uma forma mais madura, Fred parece retroceder no tempo. Atitudes de insegurança, machismo e ciúmes extremos rodeiam esse relacionamento. E a Jade madura de antes pode se quebrar aos poucos quando não conseguir lidar com tantos problemas em seu relacionamento.
O que fazer? Seguir seus sonhos, ou lutar por um relacionamento que parece se quebrar mais a cada dia?

Fred não sabe mais o que fazer para controlar seus ciúmes. Ele está apaixonado, mas o medo de perder a garota que ama, faz com que suas atitudes demonstrem totalmente o oposto. E ele se torna um rapaz desprezível, se afundando cada dia mais em problemas e erros.
Enquanto isso Duke enfrenta suas próprias dúvidas. Ele se apaixonou por Melissa, melhor amiga de Mel, e quando tudo parecia que ia bem, Mel resolveu ir embora, deixando o rapaz de coração partido para trás.
Ele resolve tomar uma atitude e vai atrás dela no Rio de janeiro, mas parece que não é bem vindo.
Duke se vê novamente preso as confusões que seu coração resolveu armar para ele. Afinal que garota realmente faz seu coração balançar? Mel, ou aquela que é proibida para ele?

E Mel tem seus próprios problemas para enfrentar, a começar pelos seus medos e inseguranças.
Ela se apaixonou por Duke, até demais, e foi o medo dessa paixão que a fez fugir, mas agora que todo o seu mundo parece estar em perigo e desmoronando ela se pergunta por que foi tão covarde.

Com certeza Amores Complicados trata de... Amores Complicados.
Relacionamento nunca é fácil. Não existe uma regrinha mágica que faz com que aqueles primeiros dias cheio de flores, cores e palavras lindas permaneça intacto ao longo do tempo. O que vai fazer um relacionamento durar é amor verdadeiro, respeito, confiança e muito dialogo. O que parece difícil de acontecer na vida desses personagens.

Em váriossss momentos eu quis dar uns bons “supapos” em todos eles.
Em Jade por ser tão fraca em relação a Fred, está certo que quando amamos as dúvidas e os medos são constantes, mas acho que você se submeter sempre a vontade do outro com certeza não trará coisas boas no futuro, nós somos feitos de amor e sonhos e eles devem andar juntos e não separados, acho que abrir mão de um pelo outro nunca pode ser o melhor caminho. Encontrar o equilíbrio com certeza não é o caminho mais fácil, mas com certeza é possível.
Eu sempre achei que o amor não pode prender o coração em uma gaiola e deixa-lo lá, o amor deve ser livre, se você deixa-lo ir e ele não voltar, é porque não tinha que ser.
Por esse motivo eu não gostava da posição que Jade assumia, e gostava menos ainda das imposições de Fred, não achava justo Jade abrir mãos de seus sonhos, até porque suas escolhas não a levariam longe para sempre, então eu não achava nenhum pouco justo.
Mas também entendia o lado dele. Acho que os homens apesar de negar são sim inseguros, e com certeza alguns mais, e acho que Fred por saber um pouco como seria a vida de Jade no rio tinha sim muito medo de que ela o esquecesse. O que claro seria um medo super normal, mas acho que os dois tinham que encontrar uma forma de levar aquilo de forma saudável.
Relacionamentos a distancia nunca são o melhor, mas conheço muitos casais que deram certo e conheço mesmo.
Conheço casais que estão separados por um oceano de distancia e vão muito bem obrigada. Acho que quando se ama você apoia o sonho do outro e não o poda como se só o seu sentimento importasse. Acho que um amor assim não é amor, é um sentimento de posse e egoísmo. Por isso Fred foi um dos personagens que mais me irritou.

Mas sempre parando para refletir vemos o quão frágil pode ser o ser humano. O quanto estamos destinados a errar, cair, levantar e aprender com nossos erros. E é essa humanidade que mais adoro nos livros da Lilian.
Nossa eu realmente odiei Fred, desejei do fundo do meu coração que Jade superasse esse relacionamento e seguisse em frente. Mas ai parei me perguntando e onde está o dom do perdão, e a segunda chance?
Sim Fred merecia uma e você só vai saber se ele foi digno dela, se ler a história.

Já Mel e Duke, são um caso a parte. Eu nunca sabia o que esperar desses dois?
Mel com todos os seus medos e problemas ficava difícil torcer por ela, se nem ela mesma ás vezes sabia compreender o próprio coração.
Duke com seu coração dividido me fez temer um pouco. Sei que essa fase de: - Nossa não sei quem eu gosto, é super normal. Mas meu medo era que ele seguisse pelo caminho do mais cômodo, do “aceitável” e fiquei com o coração na mão. Mas ufa, isso não aconteceu, Lilian como sempre, soube entrar na mente jovem fazendo com que Duke finalmente achasse a resposta que tanto procurava.

Entre idas e vindas. Erros e acertos. Perigos e muitos momentos de emoção, vamos juntos com esses personagens descobrir que o amor não é fácil, nunca foi e nem nunca será, mas mesmo com todas as suas dificuldades é esse sentimento que conduz a nossa vida e faz com que ela se torne plena. Afinal existem muitos tipos de amores.

A linguagem de Lilian é sempre jovem, e acho que dessa vez ela resolveu mesclar um pouco, tentando mostrar exatamente essa “oscilação” dos personagens entre a juventude e o amadurecimento. Por muitas vezes acompanhamos pensamentos deles meio ingênuos, imaturos, mas em outros momentos podemos ver como esses mesmos momentos traz a experiência para o amadurecimento.

No começo da história por poucos capítulos senti a leitura menos fluida. Mas isso não durou muito, logo a ação voltou e eu já estava envolvida pela trama que viviam esses quatro e torcendo por eles. Somente por isso hoje minha nota é 4. Por isso e porque sinceramente eu torci para que duas coisas acontecessem na história e infelizmente não foi dessa vez. Uma tem a ver com a mãe da Melissa e a outra com uma ação mais para o final do livro. Não que tenha ficado pontas soltas na história, não ficaram, mas leitor é leitor e acaba sempre querendo mais, mas aqui é o meu lado emocional falando. Mas nem tudo podem ser flores né?
Outros ingredientes são adicionados á trama de forma leve, fazendo com que tenhamos outros temores.

A diagramação como sempre é linda e delicada. Fazendo com que a leitura se torne ainda mais prazerosa. Encontramos alguns erros de digitação e ortografia, mas nada que atrapalhe a leitura. Somente um trecho da história, bem pequeno que não sei se foi cortado, ou o que aconteceu, mas eu realmente fiquei um pouco perdida.

Então eu super indico essa história para quem gosta de romance jovem e está disposto a viver o personagem, se colocar no lugar dele e lembrar-se quem nós aprendemos é exatamente com nossos erros.
A mensagem que mais ficou da história?
O quanto devemos estar prontos para reconhecer nossos erros, querer mudar pelo outro, mas acima de tudo por nós mesmos e estar prontos para encarar as mudanças que a vida nos oferece.


Beijoss

Post Válido para o TOP comentarista Novembro



3 comentários:

  1. Fiquei curiosa para saber o que aconteceu com Jade no primeiro livro. Gostei do tema da história, parece bem jovem mesmo.
    Realmente o amor é e sempre será difícil!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Fer.
    Nossa, amores complicados e confusos, gostei muito das suas colocações sobre amor, relacionamento, também penso igual a você, não tem formula correta para funcionar, para dar certo o relacionamento, é amor, mas um verdadeiro, não ilusões, com confiança, respeito e dialogo, muito dialogo mesmo, alguns casais funcionam muito bem assim, o segredo é os dois juntos encontrarem o seu caminho para viver bem.
    Ciumes em minha opinião é insegurança pura, em si, no outro, no sentimento, enfim se cuida pessoa ciumenta.
    O bom de livros assim é que levam as pessoas a pensarem e até mesmo se enxergarem em situações a qual estão passando e conseguem encontrar os erros que estão cometendo.
    Nossa me empolguei com essa resenha, como sempre maravilhosa parabéns!!
    Beijos
    Lú Santana

    ResponderExcluir
  3. Amores complicados fala das confusões e divergências do amor. Dúvidas, amizades, erros, acertos, segundas chances e acima de tudo escolhas. Fê. Quero agradecer pela resenha carinhosa. Beijos;
    LIlian

    ResponderExcluir