{Resenha} Encontrando-me de Cora Carmack

A maioria das garotas mataria para passar meses viajando pela Europa após a formatura da faculdade, sem responsabilidade, sem os pais e sem limite nos cartões de crédito. Kelsey Summers não é exceção. Ela está tendo o momento de sua vida... ou isso é o que ela continua dizendo a si mesma.
É um negócio solitário, pois está tentando descobrir quem ela é, especialmente porque está com medo de não gostar do que pode encontrar. Nenhuma quantidade de bebida ou dança pode afugentar a solidão de Kelsey, mas talvez Jackson Hunt possa. Depois de alguns encontros casuais, ele a convence a fazer uma viagem de aventura ao invés de ficar bebendo. A cada nova cidade e experiencia, a mente de Kelsey se torna um pouco mais clara, e seu coração menos. Hunt ajuda a desvendar seus próprios sonhos e desejos, mas quanto mais ela conhece sobre si mesma, mais percebe o quão pouco ela sabe sobre ele.

Novo Conceito * 2015 * 288 páginas * Classificação 4/5


Kelsey Summer é uma mulher solitária que sai em uma viagem pela Europa em busca de se descobrir.
Ela terminou a faculdade, seu relacionamento com os pais não é o melhor e ela não sabe o que quer da vida. Seus sentimentos e sensações são uma grande confusão.

Então ela crê que essa viagem pode ajuda-la a se encontrar.  Mas muitas dúvidas surgem no caminho. Afinal homens bonitos, muita bebedeira, noites de aventura e muita festa não são os melhores ingredientes provavelmente para alguém que quer descobrir que caminho seguir.

Em uma dessas noites ela acaba encontrando e sendo “salva” por Hunt, um homem muito misterioso, de pouco diálogo, mas muita ação. Mas não tanta ação quanto Kelsey gostaria.
Depois de uma noite em que ela não se lembra de quase nada. Eles se desencontram, ela acha que não o verá novamente, mas o destino trata de fazer com que um novo encontro aconteça, e diante de todas as circunstancias eles embarcam juntos para mais viagens e aventuras.

“Uma aventura é uma janela aberta, e um aventureiro é a pessoa disposta a rastejar pelo peitoril e saltar.”

Kelsey começa a despertar. Com a ajuda de Hunt ela começa a enxergar a si mesma e descobrir coisas que nem ela mesma sabia sobre si própria. Ela adora estar com Hunt, adora os momentos de aventura que passam juntos, mas não entende por que não podem ser mais que companheiros de aventura.
Por que Hunt se mantém afastado quando tudo o que Kelsey mais quer é se entregar? Ela sabe que ele também a deseja, mas qualquer outra coisa sobre Hunt é um mistério e parece que cada vez está mais longe para que ela consiga desvenda-lo.

“Aquele lugar sangrava história e tragédia e, em comparação a ele, minhas feridas pareciam apenas arranhões.”

Quando parece que as coisas podem mudar entre eles. Que juntos podem descobrir outros tipos de aventuras, Kelsey finalmente descobre algo sobre Hunt que fará com que todas as certezas que ela construiu em torno de si mesma caiam por terra.

Um romance totalmente clichê, mas como sempre digo romances assim são ótimos, porque sabemos exatamente o que vamos encontrar, mas nunca como ele vai se desenvolver.
Kelsey é mais ou menos a “pobre menina rica”. Em alguns momentos ela chega a ser irritante e muito imatura, mas em outros conseguimos entender um pouco sobre as feridas em sua pele.

“Sabia que tinha sorte. Que era até mesmo abençoada. Mas aquilo era muita pressão... tentar não desperdiçar o que se recebeu. Queria realizar alguma coisa. Amar alguma coisa. Ser alguma coisa. Mas não sabia como. Não sabia o quê.”

Apesar de Hunt ser um mistério do começo a praticamente o fim do livro. Eu já sabia com quase cem por cento de certeza qual era o segredo “obscuro” dele, e acertei. Não é nada assim tão terrível, mas claro que é algo que coloca sim o possível relacionamento deles em risco.

Eu gostei de ver o amadurecimento de Kelsey, ela se descobrindo, ela se encontrando.
Gostei de ver o caráter de Hunt posto á prova e das escolhas que ele fez. Por mais que suas atitudes possam ser interpretadas de forma errônea quando precisou fazer uma escolha, ele com certeza fez a escolha certa para o seu coração.

Não é nenhuma história que nos leve ao topo da emoção e nos arranque lágrimas nem nada disso. Mas com certeza é uma história muito fofa que nos faz embarcar junto com eles nessa viagem pelo mundo, mas também na viagem para descobrir o amor entre duas pessoas que são muito diferentes e que nunca se encontrariam se não fosse o destino pregando suas peças.

“O melhor da vida é aquilo que não podemos planejar. E é muito mais difícil encontrar felicidade quando se procura num só lugar. Às vezes, você simplesmente tem de se livrar do mapa. Admitir que você nãos abe para onde está indo e deixar de se pressionar para descobrir. Além disso... um mapa é uma vida que outra pessoa já viveu. É mais divertido criar seu próprio mapa.”

História super indicada para quem gosta dos romances leves, envolventes e que são ótimos para curtir aquele momento de preguiça em um dia de chuva quando não queremos fazer esforço algum, inclusive com a mente kkkkk.


Aproveitem a leitura e se deliciem com Hunt e Kelsey. 

Beijoss



6 comentários:

  1. Ai Fer, parece tão chato para mim kkkkkkkkk, acho que eu não leria kkkkkk
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Estou querendo muito esse livro e depois dessa resenha a vontade ficou mais forte, como já disse por aqui sou louca por um clichê.
    Beijos
    Lú Santana

    ResponderExcluir
  3. Concordo com a Renata, parece chato para mim heiuheueheu também não leria! Provavelmente eu abandonaria... :(

    ResponderExcluir
  4. Acredito que se eu fosse ler esse livro, ficaria com raiva da Kelsey, kkkk. Porém, isso não me impediria de ler o livro.

    ResponderExcluir
  5. Eu quero muito ler esse livro mas ele ta esgotado em todo site :( mas ele já esta na minha meta 2016 :D
    Bjss

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Li o primeiro livro dessa serie e já deu para conhecer um pouco da Kelsey e assim que soube que iria ter um livro dela já fui procurar saber gosto muito de livros leves e gostei de saber que a Kelsey amadurece ao longa da historia é legal quando vemos que a personagem do final do livro não é a mesma do começo!!

    ResponderExcluir