{Resenha} Mudanças de L.L. Alves

O que esperar das férias: apenas sorrisos e felicidade? Não é bem isso que acontece na vida de Verônica. Em meio a corações despedaçados e crises de aborrecência, Verônica encontra Carlos, um rapaz misterioso e disposto a defendê-la. Mas será que é o acaso que os une? Decisões do passado podem trazer mudanças para o futuro? Ela precisará lidar com suas próprias ações e deverá aprender o verdadeiro valor da amizade, do amor e da confiança. Verônica não será mais a mesma, mas será ela capaz de compreender que mudanças fazem parte da vida?

Genérico modo editora * 2014 * 188 páginas * Classificação 4/5




Mudanças retrata bem o que acontece no interior de Verônica. Ela é uma adolescente no meio daquela fase complicada, onde parece que o mundo todo está contra você, inclusive as pessoas que mais te amam. Verônica não consegue ver nada de bom na sua vida, e tudo parece estar desmoronando. O que deveriam ser umas férias curtindo o tempo e a vida se transforma em amargura quando além de terminar com o namorado, ela é humilhada por ele em público. Mas ela não está sozinha, do nada surge Carlos, um rapaz que ela não conhece, para defendê-la. Mas Verônica está tão de mal com a vida que apesar de ser surpreendida, mesmo assim ela não consegue compreender um gesto tão bonito. Seu coração está tão quebrado, que agora ela não consegue acreditar nas pessoas nem achar que alguém possa gostar verdadeiramente dela.

Mas Carlos não parece disposto a desistir assim tão fácil, reencontros acabam acontecendo e Verônica se surpreende começando a aceitar a presença dele na sua vida. Ela tem a sensação de que em algum momento conheceu aquele rapaz, mas não consegue entender essas sensações.

Carlos ao contrário de Verônica é um rapaz maduro, diria maduro até demais, mas acontece mesmo muitos casos de adolescentes com essa maturidade, só achei que em alguns momentos ele forçava um pouco essa “maturidade”, mas ele é um encanto de rapaz, e conseguia falar umas verdades para Verônica e fazê-la ouvir, mesmo que não quisesse.

Carlos começa a se fazer mais presente na vida de Verônica, e de uma amizade meio imposta pela presença dele rs, acabam nascendo outros sentimentos dentro dela, que no começo tenta ir contra isso, mas depois percebe que é mais forte que ela. Mas para viver esse sentimento ela terá que mostrar que amadureceu, afinal Carlos a conhece bem, mais do que ela imagina, e ele está disposto a mostrar que ela pode sim mudar e ser uma pessoa melhor e mais feliz, mas que precisa amadurecer e para isso, só pode contar com sua própria vontade e esforço.


Mudanças é uma história linear, mas que conseguiu prender minha atenção. Eu aguardava com ansiedade para saber que segredo envolvia Carlos e se Verônica iria conseguir mesmo mudar.

Ela em toda sua crise de “aborrecencia”, me irritou um pouco, mas mais quando caia em contradição. Em um determinado momento ela enfim pareceu compreender um pouco mais as pessoas em sua volta, principalmente sua mãe, mas foi se reencontrar com a mesma e pareceu esquecer-se de tudo o que tinha “aprendido” sem nem ao menos a mãe ter tempo de ser chata ou não. Aí eu me irritei mesmo, queria dar uns sacodes nela. Mas enfim, cada um tem o seu jeito e suas crises, não é mesmo?
O bom de Verônica é que ela conseguia perceber suas chatices, suas crises e todos os seus medos e desejava mudar, mas ela não conseguia ainda descobrir como.

O personagem mais “tudo de lindo” é o irmãozinho de Verônica, que era aparecer e trazia junto um sorriso ao nosso rosto.
Jonatas, ex de Verônica, volta a história, e minha nossa, que coisa mais maluca, entendo que na realidade coisas assim acontecem, mas foi tudo meio louco e algumas atitudes de Verônica foram insensatas, quem na realidade faria algo assim? No meio de um perigo, ninguém consegue ser tão racional e perder o medo, eu pelo menos acho que não, e tudo bem que foi lindo ela se preocupar e querer ajudar seu melhor amigo, mas gente meio difícil de aceitar essa parte da história. Achei tudo meio louco e custei a acreditar.


Acho que algumas pessoas poderão não gostar da história, principalmente se for aquelas que já se esqueceram dos seus dramas e crises adolescentes, mas é preciso lembrar que os personagens são reais, eles são humanos e com certeza tem muitas Verônicas por aí, então o que deveria ser uma “história” simples com um desenrolar fácil, se torna uma bola de neve que a cada momento só aumenta e parece que vai levar você junto. É essa sensação que a história nos passa. Achei incrível como a autora conseguiu passar com realidade cada crise, cada confusão e cada chatice de Verônica com verossimilhança, em alguns momentos eu estava cansada de suas chatices, chegando a ficar muito brava com a história, em outros torcia para que Verônica pudesse finalmente encontrar seu caminho e se aceitar um pouco mais.

Um ponto lindo do livro são os títulos dos capítulos, que mostram exatamente cada passo que Verônica precisa viver e sentir para finalmente conseguir entender que precisa mudar e conseguir realizar essas mudanças. Sensações e sentimentos tais como sofrimento, dúvida, angústia, confiança, esperança, são passos que Verônica irá viver antes de finalmente conseguir mudar.
A diagramação linda e mais que perfeita (da vontade de colocar o livro em um quadro), é caracterizada por borboletas, o que para um bom entendedor, simboliza as mudanças de Verônica, todo o processo de ser uma lagarta e se transformar em uma linda borboleta.


Mudanças é um romance juvenil, uma história curtinha, que em alguns momentos flui mais, em outros um pouco menos. Uma história que trata de insegurança, de amizade, de aprendizado, de amor e, de claro, como o próprio título já nos diz, de mudanças.


Beijossss

6 comentários:

  1. Adolescência é um momento bem complicado, são muitas mudanças, mas todos passam por isso e sobrevivem.
    Crescer é difícil, acontece de forma lenta e de dentro para fora, acho que por isso Verônica tem umas recaídas, não é fácil.
    Achei um tema muito interessante e pensei os adolescentes deveriam ler pois de alguma forma poderiam se enxergar e de alguma maneira ajudar a passar por essa fase.
    Beijos
    Lú Santana

    ResponderExcluir
  2. Adoro livros que nos transmitir emoções principalmente a dos personagens e com certeza vou ler ele e não não me importo com os números de paginas e com conteúdo porque já li livros com muitas paginas e muita enrolação no livro.
    bjss

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Uma coisa que pude notar na sua resenha foi que a autora soube fazer uma personagem principal super condizente com o que é uma adolescente. Pois, sinceramente, já estou cansada de ver histórias em que as personagens adolescentes se comportam como uma adulta - que vamos combinar, as vezes, nem adultos se comportam de tal jeito.
    Acho que isso deve ser visto no Carlos né? Acho que a autora quis fazer um contra ponto e tal. Enfim, acho que a história do livro apesar de simples soube retratar bem o que é uma mulher que está nessa fase que é cheia de mudanças.

    P.S. Fiquei curiosa pra saber que situação é essa que tu não acreditou. Kkkkk

    bju

    ResponderExcluir
  5. A história parece bem leve, até por ser curtinha. Achei o livro fofo, principalmente a capa. Adolescência é uma fase tão complicada e acho muito legal quando a autora sabe retratar isso na história.

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Ainda não conhecia a historia e pensei que não iria gostar mais gostei muito principalmente do Carlos que parece um fofo e fiquei curiosa sobre esse parece que ela já viu ele e como será que isso aconteceu !!

    ResponderExcluir