{Resenha} O Segredo do Meu Marido de Liane Moriarty

Ela virou o envelope. Estava lacrado com um pedaço de fita adesiva amarelada. Quando a carta tinha sido escrita? Parecia velha, como se tivesse sido anos antes, mas não havia como saber ao certo. Imagine que seu marido tenha lhe escrito uma carta que deve ser aberta apenas quando ele morrer. Imagine também que essa carta revela seu pior e mais profundo segredo - algo com o potencial de destruir não apenas a vida que vocês construíram juntos, mas também a de outras pessoas. Imagine, então, que você encontra essa carta enquanto seu marido ainda está bem vivo...
Cecilia Fitzpatrick tem tudo. É bem-sucedida no trabalho, um pilar da pequena comunidade em que vive, uma esposa e mãe dedicada. Sua vida é tão organizada e imaculada quanto sua casa. Mas uma carta vai mudar tudo, e não apenas para ela: Rachel e Tess mal conhecem Cecilia - ou uma à outra -, mas também estão prestes a sentir as repercussões do segredo do marido dela. Um romance emocionante, O Segredo do Meu Marido é um livro que nos convida a refletir até onde conhecemos nossos companheiros - e, em última instância, a nós mesmos.
Intrínseca * 2014 * 368 Páginas * Classificação 2/5



“Nenhum de nós conhece todos os possíveis cursos que nossas vidas poderiam ter tomado. E provavelmente é melhor assim. alguns segredos devem ficar guardados para sempre. Pergunte a Pandora.”

Geralmente eu gosto da história toda e tenho problemas com os finais. Nessa obra foi diferente, eu gostei do final, mas o decorrer da história me cansou por demais.
Não que eu não tenha gostado da história, sim eu gostei, mas o excesso de detalhes e a forma como foi conduzida me cansou um pouco. Em vários momentos a leitura não fluía.

Acho que depositei muitas expectativas nessa historia, a muito tempo que queria ler esse livro e acabava sempre lendo outros e ele ficava esperando, então quando comecei a leitura tinha muitas expectativas e a maioria não foi alcançada.
Primeiro em torno do mistério que era o segredo do marido. A forma com que a sinopse foi apresentada me fez crer em algo “maior”, não que o segredo não fosse horrível, ou muito triste, sim era, mas sei lá eu imaginei algo bem mais, digamos... cruel e terrível.

Nessa história conhecemos Cecilia, seu marido John-Paul, suas filhas. Uma família comum que vive uma vida “normal” como muitas famílias por ai. Cecília não imagina que uma carta escrita por seu marido há muitos anos pode acabar com tudo o que criaram ao longo de suas vidas.
Conhecemos também Raquel, uma senhora que tenta viver um dia após o outro. Convivendo sempre com a dor de ter perdido sua filha para um assassinato a mais de vinte anos.
Tess e Will outro casal com uma vida “normal”, ambos tem uma empresa junto com a prima de Tess, Felicity. E tudo vem abaixo quando Will e Felicity se declaram apaixonados. (e eu até agora estou tentando entender qual era o papel desse povo na história. Mas deixa para lá).
E finalmente o Sr. Connor Whitby que de certa forma possui uma ligação com John-Paul, Raquel e Tess.

Por diversos motivos a vida de todos esses personagens irá se cruzar no decorrer da história e vamos acompanhar a luta de cada um para viver um dia após o outro. Ambos convivendo com seus conflitos internos, buscando a compreensão entre o certo e o errado, e qual a melhor forma de buscar novamente a felicidade.
Mas quando o segredo de John-Paul é descoberto por sua esposa, nada mais voltará a ser como antes e o destino de muitos personagens pode ser mudado para melhor ou para pior.

É não sei, não consigo explicar ao certo como me senti com a história. Eu gostei, achei interessante a ideia da autora, mas o enredo não me “segurou” como eu esperava infelizmente. Acho que esperava mais acontecimentos, que as pessoas saíssem mais afetadas, mas ao fim parece que quase nada mudou.

Não gostei de varias sensações que senti com a história:
Não gostei da sensação de impunidade. Mesmo entendendo todos os “lados” da história  e mesmo me passando pela cabeça: - e se fosse comigo?
Não gostei da sensação transmitida pela autora de que  as vezes o destino pode pregar uma peça e podemos pagar por um pecado de outra pessoa. Como se o que aconteceu com aquela menina fosse um castigo por algo que seu pai cometeu.
Não gostei da forma como Raquel sofreu a vida inteira para no final terminar com algo do tipo: - “Estamos quites”. Eu errei, você errou, deixa por isso mesmo.

Mas uma coisa no livro eu gostei. Das incertezas da vida. Da sensação de que ás vezes podemos controlar algo mas que apenas nos enganamos quanto a isso. Sei lá, é meio louco.  Ás vezes pensamos que temos poder sobre o nosso destino, mas outras fica bem claro que não.  Ok, nossas decisões moldam muito do que somos, mas não acho que elas definem como seremos no futuro ou até mesmo como será nosso futuro.

O livro me deixou uma sensação estranha, como se mesmo eu gostando da mensagem no final, sentisse que a história não fosse finalizada. Me desculpe, realmente está complicado dizer o que achei dessa história.

O final nos deixa com aqueles velhos questionamentos: - E SE eu tivesse feito tal coisa de determinada forma? E se eu tivesse tomada outra decisão ao invés daquela que tomei?
E SE? E SE?

Algumas coisas não mudam. Outras devem ser carregadas conosco por toda nossa vida.

Bem leiam e tirem suas próprias conclusões. 

Beijosss


7 comentários:

  1. Percebi pela sua resenha que você ficou confusa com a leitura, não sabe se gostou. Eu já me senti assim com alguns livros...
    Eu já li algumas resenhas desse livro e sempre achei meio monótono, não acho que eu gostaria.

    ResponderExcluir
  2. Engraçado, é a segunda pessoa que me diz isso do livro, que esperava mais dele, as vezes criamos muita expectativa em um livro e não é aquilo tudo que esperávamos, mas leitura é individual, é uma experiencia pessoal, para mim pode ser um espetáculo de livro e para outros não toca em nada, concordo quando você diz leiam e tire as suas conclusões.
    Beijos
    Lú Santana

    ResponderExcluir
  3. Ai!
    Queria tanto ler esse livro.
    Agora fiquei na dúvida, comprei pelo nome e sinopse.
    E agora?

    beijos

    ResponderExcluir
  4. Ahn, não gostei da sinopsee estou nesse extado momento na fase julgando-pela-capa. Não sei se gostaria de ler, porém quando se trata de livros eu sempre acabo lendo algum que sempre achei que não leria. Enfim, é isso. Beijão

    ResponderExcluir
  5. A capa parece capa de livro de auto ajuda, kkk e a sinopse não me conquistou também :/

    ResponderExcluir
  6. Eu vi falando muito mal desse livro , e vi que você espero demais do livro que não foi alcançada, não vou ler ele odeio cria expetativa e me decepciona com ele , mas gostei da capa quem saber eu um dia eu tentei ler mas vai ficar difícil.
    Bjsss

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    A historia pareceu legal e com um enrendo misterioso o que nos faz se envolver com a trama mas não foi um livro que me conquistou e também me incomodou que ele e muito detalhe já que deixa a leitura arrastada para mim !!

    ResponderExcluir