{Resenha} As Filhas de Caim de Paulo Karasek



Íris é uma garota que vai da vingança até o amor, carente e lutadora acaba se envolvendo em uma trama que a leva as verdades do passado e a compreensão de seu próprio ser. Apaixonado ou louca de ódio, Íris não deixa de pensar no seu grande amor ou se tornar no seu algoz. O Sr. Grimmald nunca desistiu da suas ambições e mesmo muitos anos depois de sua nora Ana Mâncio ter fugido e abandonado sua filha e marido continua procurando compulsivamente até as últimas consequências.Para se proteger a família Mâncio acaba se escondendo não revelando a verdade de quem realmente comanda as empresas Mâncios. O que aumenta a grande compulsão do Sr. Grimmald. Como uma empresa sem comando pode crescer tanto? Uma história com mistério e emoções.







No começo da leitura pensei que se trataria de uma história de vingança, por um pequeno mal entendido, que se tornaria uma história de amor maluca, de Irís, uma mulher desequilibrada e Luis, um homem fraco. E não me prendeu, nesse comecinho, pois só ficava nessa parte. Então eu confesso que arrastei a leitura mais do que deveria.

Quando dei uma segunda chance ao livro, pois nem estava no meio, descobri que estava totalmente enganada. Aos poucos as personagens que geralmente passam despercebidas, ganham um destaque incrível. Cada um que aparece é preciso ficar bem atento, pois mais para frente será uma peça importante na história.

Foi uma leitura demorada, por causa dessa minha pausa, porém o livro é interessante e te prende na hora certa. Assim que descobrimos que se trata de duas famílias poderosas e rivais (tudo bem que isso está na sinopse, mas eu demorei para achar essa rivalidade e quando achei, o livro foi devorado), queria saber sobre tudo, todos e a razão.

Assim que o livro da uma reviravolta e as filhas de Caim se juntam, tudo pode acontecer, por isso não posso afirmar que o final é esperado e nem surpreendente. Ficou confuso?! Simples... o escritor revela aos poucos o que pode acontecer. Então se torna uma leitura agradável e não desesperadora.

É um livro que eu indico para quem gosta de tramas, mistérios e surpresas (revelações). As respostas que surgem na sua mente são todas respondidas, à cada capítulo, à cada personagem.
Eu gostei e como sempre peço sempre uma chance para conhecerem novos escritores.











6 comentários:

  1. Acho legal quando o autor da importancia para os personagens secundarios, adorei a sua resenha, mas mesmo acho não pretendo ler pois ele não me parece ser uma história que me prenderia, mesmo assim obrigado pela dica

    ResponderExcluir
  2. Oi Vanessa, não conhecia o escritor eu gostei bastante da sinopse o livro parece ser incrível com certeza vou el-lo bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será um prazer te enviar uma cópia.
      Paulo Karasek

      Excluir
  3. Oi!
    Ainda não conhecia essa historia mas achei interessante mesmo o começo sendo lento gostei que a autora vai revelando a historia aos pouquinhos e fiquei curiosa sobre essa revelações !!

    ResponderExcluir
  4. O nome me passa algo bacana por me fazer lembrar de uma banda que eu gosto muito, mas acho que não seria uma boa experiência pra mim. Costumo passar longe de qualquer livro que me parece meio cansativo. Às vezes eu arrisco, mas tem uns que não valem tanto a pena. Fora isso, eu gostei da sua resenha e do nome do livro.

    ResponderExcluir
  5. A capa ficou bem pagodeiro kkkk, mas gostei da sinopse e quem sabe eu vou ler no decorrer do ano.

    ResponderExcluir