{Resenha} O Caminho Certo de Ana Martines

Até onde a morte poderia mudar a vida de uma pessoa? Paloma sempre teve tudo o que quis na vida, até ver seu mundo se desmoronar com o suicídio de sua mãe. Em sua longa busca pela superação, ela conhece Ricardo; um rapaz intenso e pronto para virar sua vida de cabeça para baixo. Entretanto, ambos carregam cicatrizes do passado. Ricardo não quer entregar seu coração novamente, enquanto Paloma precisa se reencontrar. Qual seria o caminho certo? Um grande amor seria capaz de curar um coração partido?

Editora Angel * 2015 * 360 Páginas * Classificação 4/5


Paloma é uma garota mimada, fútil e completamente egoísta. Seu mundo se resume a baladas, shopping e fazer com que as pessoas a admirem. Ela acha que deveria estar em um pedestal, com certeza.
Acontece que seu mundo perfeito acaba quando sua mãe se suicida. No começo Paloma não parece entender como que seu mundo perfeito poderia estar ruindo dessa forma. Por que sua mãe fez o que fez? Que motivos ela tinha? E Paloma só vai encontrar as respostas quando se permitir sair de sua bolha de dor.

“Hoje, seus abraços são interesseiros, os cachorros são ignorados e os momentos... Imagino que nem se importe mais com eles.”

Não é fácil tirar a dor de seu coração. Não é fácil seguir em frente, principalmente quando ela deveria encontrar consolo e carinho nos braços de seu pai, mas o mesmo parte para uma viagem sem nem se importar com a recente morte da esposa e com a dor da filha.

Sem contar com praticamente ninguém, somente com Fernando, motorista da família e que parecia ser um grande amigo de sua mãe, Paloma terá que encontrar sozinha o caminho certo para sua vida e para encontrar a paz e a felicidade para seu coração.

No meio desse caminho ela irá encontrar Ricardo. Ele tem suas próprias dores e cicatrizes para enfrentar e cruzar o caminho de Paloma e aturar as atitudes dela, com certeza não estavam em seus planos. Mas seu irmão Miguel, com seu coração enorme, resolve que Paloma precisa de ajuda, então mesmo sem querer Ricardo se vê arrastado para o turbilhão de dores, emoções e sensações que é conviver com a presença dela em sua vida.

A convivência de ambos por vezes é pacifica, mas na maior parte do tempo claro, é cheia de explosões, xingamentos e muita, muita tensão sexual.
Ambos decidem dar uma trégua. Dar uma nova chance de se conhecerem. E as coisas pareciam que finalmente encontrariam o caminho certo para ambos. Mas quando o fantasma do passado de Ricardo bate a sua porta é que ele percebe que não pode cometer os mesmos erros e para que isso aconteça Paloma não pode fazer parte de sua vida...

“Portanto sempre tente entender o próximo. Se alguém fizer algo que não te agrade, não desconte na hora... Tente entender o motivo dessa pessoa. A sua dor pode ser grande, mas a dor dos outros pode ser três vezes maior. E você nunca saberá se não tentar entendê-la.” 

Uma história clichê, mas que conquista um espaço em nosso coração.
Como vocês sabem é impossível não gostar de uma história que seja previsível. Nós conhecemos o mocinho, a mocinha e sabemos que rumo essa história vai tomar. Mas são exatamente os caminhos que ela irá tomar para chegar a esse final que é o que nos prende a história de forma plena.
Paloma realmente é uma garota fútil. Ela com certeza consegue nos irritar muito no começo do livro. Mas é em sua busca por melhorar, sua busca para recuperar a Paloma que sua mãe diz que ela foi um dia, que encontramos nossa ligação com ela.

Ricardo é o personagem mulherengo, mas que acima de tudo tem o instinto de proteção, com todos os que ama e mesmo com aqueles que parecem não merecer.
Uma grande dor e a tragédia que rondam seu coração fazem dele um cara muitas vezes frio, mas ao mesmo tempo sensível. E é claro que fica visível como é fácil romper esse escudo que ele mesmo criou em volta dele.

A dor vivida por eles é a mesma e talvez seja essa dor que poderá os aproximar, mas também a mesma dor que poderá os afasta-lo e fazer com que possam vivenciar todo o passado novamente.

Uma história que fala de dor, de recomeços, de alegrias, da busca de encontrar o seu caminho. De lágrimas, de sorrisos, e acima de tudo de esperança. Das nossas fraquezas, mas das nossas forças e principalmente da nossa vontade e fé em encontrar a verdadeira felicidade.

O Caminho Certo não é uma história que me surpreendeu em nenhum momento. Mas com certeza é uma história que me prendeu, me fez gostar e torcer por seus personagens. E sinceramente? Eu estou mesmo encantada é por Miguel rs, e como é uma série, torço fervorosamente para que o próximo livro conte a história dele.

A diagramação é linda.  A capa é muito bonita, mas não achei a identificação com a história. Encontrei alguns poucos erros de revisão, mas nada que prejudique a história.
E com certeza a autora tem um caminho brilhante, pois essa é sua primeira obra e acho que ela soube conduzir e amarrar tudo de forma plena, e, claro que pretendo ler seus próximos lançamentos.


Então busquem vocês também O Caminho Certo.

Beijoss


5 comentários:

  1. Não me interessei pelo livro pela premissa, não curto muito esse gênero. Mas pela resenha parece uma obra incrível, até estranho ser a primeira da autora! Enfim, parece ter uma história encantadora. Abraços, adorei a postagem.

    ResponderExcluir
  2. Oi Nanda, que capa linda nunca li nada da escritora eu gostei muito da sinopse o livro parece ser lindo com certeza vou ler e você fez uma resenha maravilhosa bjs.

    ResponderExcluir
  3. Gostei, me interessei por causa da sua resenha, a sinopse eu não gostei muito. Mas você escreveu bem sobre o livro e isso em despertou interesse, parece uma história bonita, um clichê daqueles que a gente adora.

    ResponderExcluir
  4. Falou em cliche eu já fujo, estou meio que cansada de livros cliches e estou dando um tempo, estou procurando livro que consigam me surpreender, mesmo assim obrigado pela dica, talvez daqui alguns meses eu mude de ideia e o leia

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Achei o livo interessante e sempre bom quando temos uma mocinha com um longo caminho de descobertas ainda mais quando a que começa o livro não é mais a do final e gostei dos irmãos também se tiver oportunidade quero ler !!

    ResponderExcluir