{Resenha} Marcas da Vida de Natalia Moreno

Marcas da vida conta a história de Lilian, uma atriz no auge da carreira, que vê sua vida ser destruída quando sofre um acidente de carro. Com um contrato cancelado e cheia de contas a pagar, Lilian torna-se professora de teatro. Segue sua vida sem grandes aspirações até que uma aluna nova reacende nela o sonho de ter uma família.
A professora, esperançosa, mas ainda marcada pelas tragédias de sua história, embarca em relacionamento com Marcos, um publicitário bem-sucedido, cercado de prestígio e belas mulheres. Para não desistir da felicidade, Lilian terá de lidar com os seus fantasmas e se enxergar além do que vê no espelho.



Novo Século * 2015 * 118 Páginas * Classificação 4/5
 

“...Entendeu que o maior amor é aquele dado sem intenção de ser cobrado e que a maior recompensa é quando ele volta para a gente na forma simples de um abraço, de um beijo, de um buquê de flores, ou de um olhar.”



Lilian é uma mulher que conhece bem a dor e o significado de cicatrizes.
Ela perdeu seu grande amor em um acidente de carro, perdeu seu grande sonho que era sua carreira e perdeu também, segundo ela mesma, sua beleza.

Ela tenta seguir com sua vida um dia após o outro, tentando enfrentar as dores em seu coração e em sua alma e lutar para sobreviver em meio aos caos que tudo se tornou ao seu redor.
Ela não tem mais esperanças de que seu coração possa novamente se abrir. Até que uma criança doce e inocente surge em sua vida, mostrando para ela que não existe idade para ser carente de afeto e amor.

Lilian se encanta por Ana.
Ana trouxe para sua vida uma nova perspectiva e novas esperanças. E quando ela conhece Marcos, o pai da garotinha sua vida e seu coração novamente vão virar uma nova confusão.

Marcos parece ser um bom homem, mas é meio frio com sua filha e vive cercado de mulheres, mas ao conhecer melhor Lilian percebe o quanto ele pode fazer passagem para seu coração.
Ela não se sente totalmente preparada, mas o seu amor por Ana e a esperança de que possa novamente ser feliz fazem com que ela embarque nesse novo caminho.
Mas parece que nem todas as marcas foram deixadas para trás, algumas feridas podem ser reabertas e novas acrescentadas em sua vida.
Estará Lilian disposta a realmente lutar por sua felicidade?

Eu já tive a oportunidade de ler outra obra da autora e como da outra vez gostei muito. Confesso que dessa vez os personagens me cativaram bem mais.
Lilian é uma mulher que mesmo em meio a suas dores tenta se reerguer e por ter sentido mesmo que de forma mais leve um pouco do que ela passou na própria pele, sei o quanto a insegurança dosada com mais um pouco de baixa alto estima podem ser difíceis de lutar.
Seu rosto ficou marcado após o acidente. Ela tenta dizer que não liga, mas é difícil. Que mulher gostaria de ter seu rosto marcado? Que mulher iria gostar de ser observada pelos motivos errados?
Não me venha com o papo de que tudo vai além das aparências. Vamos fazer assim sinta na pele e depois conversamos.
Definitivamente não é fácil. Passei por algo bem parecido e fiquei um mês sem querer sair de casa, estava muito desanimada e olhar no espelho era uma tortura. No meu caso graças a Deus a cicatriz praticamente desapareceu, restou uma pequena marca que sim, apesar de ainda me incomodar; não vou mentir, pelo menos hoje já não me deixa triste.

E isso com certeza foi um dos fatores que pesava para que Lilian se sentisse amada de verdade, se sentisse querida por alguém, principalmente um homem como Marcos. Então era mais do que normal que ela visse coisas onde não existiam fazendo com que assim o relacionamento infelizmente ficasse muito balançado.

Eu torci por ela o tempo e para que essas sombras deixassem sua mente e ela seguisse em frente.
Marcos é um bom homem, só achei que faltou mais atitude da parte dele, mas entendo também que realmente ele percebeu que Lilian ainda precisava colocar sua cabeça e coração em ordem por ela mesma.

Ana é uma criança adorável, ela fez com que a história se tornasse ainda mais doce.

Infelizmente o único ponto negativo que tenho a apontar na história, se é que se pode chamar de ponto negativo foi na verdade a falta de mais história.

Justamente por gostar do enredo, da premissa criativa e que foge um pouco do convencional é que acho um pecado a autora não construir mais em torno disso.

Eu sei que detalhes demais realmente cansam em uma história. Mas a falta deles também nos deixa com aquela sensação que de faltou aquele algo mais.

Como eu disse a história realmente me encantou, mas acho que ela poderia ser ainda mais explorada. A Natalia tinha um enredo incrível em mãos e em vários momentos eu fiquei com vontade de ter mais detalhes para me deliciar.

De qualquer forma a história nos traz uma lição muito linda e que devemos guardar com muito carinho.
Com certeza todas as marcas que sofremos em nossas vidas, sejam elas físicas ou não, tem um motivo para acontecer. E são essas marcas que nos transformam e nos fazem lutar pelo que somos e o que queremos dia após dia.
Então devemos aceitar e amar as nossas Marcas da Vida.
 

Beijosss


4 comentários:

  1. Quero! Quero!
    Adoro esse tipo de livro de amor e superação, onde entramos no corpo do personagem e sentimos suas dores!
    Amei a resenha!
    Bjus *-*

    ResponderExcluir
  2. Nunca li nada da autora. Se eu visse esse livro nem teria dado atenção, mas a sua resenha me conquistou e agora quero muito ler, ele nos traz um aprendizado muito importante.
    E concordo, ninguem gostaria de ter seu rosto marcado.

    ResponderExcluir
  3. Oi Nanda o livro parece ser bem intenso com drama, e parece ser um livro lindo com certeza vou ler bjs.

    ResponderExcluir
  4. Já ouvi falar da autora, que parece escrever muito bem. A capa do livro ficou linda e a história parece ser bem legal com um final feliz e com muita superação.

    ResponderExcluir