{Resenha} Métrica de Colleen Hoover

O romance de estreia de Colleen Hoover, autora que viria a figurar na lista de best sellers do New York Times, apresenta uma família devastada por uma morte repentina.
Após a perda inesperada do pai, Layken, de 18 anos, é obrigada a ser o suporte tanto da mãe quanto do irmão mais novo. Por fora, ela parece resiliente e tenaz; por dentro, entretanto, está perdendo as esperanças. Um rapaz transforma tudo isso: o vizinho de 21 anos, que se identifica com a realidade de Layken e parece entendê-la como ninguém. A atração entre os dois é inevitável, mas talvez o destino não esteja pronto para aceitar esse amor.



Galera Record  * 2013 * 299 Páginas *  Classificação 4/5




“Amplie seus limites é para isso que eles existem.”



Layken - ou Lake - como é carinhosamente chamada por sua mãe, sente que perdeu o rumo de sua vida.
Seu pai faleceu à alguns meses e ela está de mudança para outra cidade, junto a sua mãe e seu irmãozinho Kel.
Ela esperava odiar sua nova cidade, afinal todas as suas boas lembranças ficaram para trás. Mas logo ela vai perceber que as mudanças podem trazer novos motivos para sorrir.

Logo em seu primeiro dia ela conhece seu novo vizinho: Will.

Will é lindo, é gentil e tem um que de mistério que faz com que qualquer garota sinta aquele imã a atraindo para ele.
É claro que a atração é mutua e em um primeiro encontro, lindo - diga-se de passagem. Afinal que garota não sonha em comer sanduiches de queijo e escutar poesias em seu primeiro encontro? Eles já estão perdidamente apaixonados.

Ok, aqui eu me decepcionei um pouco, mas juro que foi só um pouquinho. Ainda estou de “ressaca ruim” de um livro péssimo que li (péssimo para mim, claro) e tudo que é amor “miojo” (eu estou encantada por essa definição kkkk) me da um pouco de nervoso.
Por “miojo” entenda-se amor instantâneo, tradução: você olhou para mim, a “coisa” toda ferveu e eu estou morrendo de amores. PONTO.

As coisas entre Lake e Will são mais ou menos assim. Mas não exatamente dessa forma rs. Eu sei estou bem confusa. Mas é que sim, eu acho que a paixão foi rápida demais, mas sinceramente? Nessa história, com esses personagens, ela “casou”. Eu consegui sentir a intensidade, a profundidade e realmente os sentimentos que estavam ali, na superfície e explodindo por todos os lados.

Lake é uma garota determinada, Will é aquele tipo de homem que não sai ciscando em tudo que é terreiro, então fica claro que a atração entre eles não é somente isso. E sim, apesar de ser um sentimento que aconteceu muito rápido, conseguimos perceber que são verdadeiros e intensos.

Enfim, o que eles não esperavam era que três dias depois iriam descobrir da pior forma possível, afinal odeio surpresas e sustos, que o relacionamento deles não é possível. É uma relação proibida, e sim lá nos “states” muito da proibida.
Então agora eles precisam se afastar, apesar de essa ser uma tarefa das mais difíceis. Tudo o que eles querem é estar um ao lado do outro. Um toque, um abraço, qualquer coisa seria suficiente. Mas muita coisa está em risco.
Não é apenas um emprego e uma reputação. Vai muito além e apesar de ser algo extremamente doloroso, eles precisam se afastar.

Mas claro que a vida como sempre não quer saber se estamos prontos para enfrentar todos os problemas que ela insiste em jogar no nosso lindo colo tudo de uma vez e então quando Lake percebe que sua vida é ainda mais parecida do que imaginou com a de Will eles terão ainda mais motivos para manterem-se afastados.

Com certeza uma historia linda, com detalhes simples e uma escrita totalmente fluida.
É um amor jovem, com dramas reais, mas nada daqueles dramas que se desenvolvem somente aos poucos na história e ficamos o tempo todo nos perguntando que raios foi que aconteceu na vida daquele ser. (ok, me desculpem, acho que não estou na melhor das inspirações nesse mês rs).
Nós sabemos o que eles viveram, o que estão vivendo e o que ainda está por vir. Acho que esse é um dos pontos que mais gostei na historia. Não que eu não goste daqueles mega “dramões” que me deixam super ansiosa, chorando a cada página com o personagem sem nem saber o motivo de sua dor. Mas é bom também de vez em quando sair do que estamos acostumados e encontrar histórias que ao mesmo tempo são mais leves, mas mesmo assim trazem uma gama de emoções e sensações muito grande.

E assim me senti com Métrica. Ao mesmo tempo que eu achava um pouco de exagero e pensava em outras soluções para o problema enfrentado por eles, eu conseguia entender que naquele momento, realmente não existiam outras opções. Muitas vezes não queremos encarar o obstáculo como ele realmente é, e acabamos o transformando em algo ainda maior. Isso faz parte do ser “ser humano”.
Então sim, foi uma história que me conquistou por completo. Só não dei 5 estrelas, por que não acho justo quando em alguns momentos eu realmente achei as coisas um pouco exageradas.

Mas é uma história que eu super indico. Principalmente para quem gosta do romance jovem, aquele amor louco, mas verdadeiro, com personagens cativantes que ganham nosso coração desde o primeiro instante.

Personagens. Vamos falar um pouco sobre os outros personagens.
Gente se tem uma coisa que essa autora faz divinamente bem é criar o perfil dos seus personagens.
Quem não quer ser filha da Julia pelo menos por um dia?
Quem não quer uma amiga como Eddie? Eu só acho que ela tem direito a um livro dela. Eu quero um livro dela. Como eu faço? Ela me emocionou demais. Por incrível que pareça, minhas primeiras lágrimas na história vieram por conta dela.
E um irmão doidinho como Kel, ou fofo como Caulder? Quem quer?

Métrica é aquele tipo de livro que tem sim a história centrada nos personagens principais, mas com certeza, não são somente eles que ganham nosso amor e nossa atenção.
Eu estava mesmo apaixonada por todos esses personagens lindos, fortes e reais e eles só tornaram a história ainda melhor.

Em alguns momentos sofri. Em outros sorri. Em outros tanto para variar me debulhei em lágrimas. Oh droga de vida! Ela consegue ser tão injusta ás vezes.

Posso falar uma coisinha louca para vocês? Nunca mais comer lasanha, ou melhor, “basanha” será a mesma coisa para mim.

Então leiam. Não se deixem enganar pela escrita simples e sem muitas riquezas de detalhes nessa história. Aqui, a lição está exatamente ai, na simplicidade das PALAVRAS.
Vamos aprender sobre amor, gratidão, exemplos de superação, os laços que nos une a nossa família, aos nossos amigos e acima de tudo a ter fé. As coisas “ruins” podem acontecer. Mas o importante de verdade é saber que as melhores sempre estão por vir.

E correndo o risco de parecer meio boba ou brega, ainda confesso para vocês que daqui desse livro tiro muitos momentos que quero levar para meus filhos quando os tiver.

Vamos brincar?
Qual o seu chato e legal de hoje?
O meu legal foi ter conhecido essa linda história, e o meu chato, foi que ela chegou ao fim.



“Questionem tudo. Seu amor, sua religião, suas paixões. Se não questionarem, nunca vão obter respostas.”


Beijosss


5 comentários:

  1. Olá, td bem?
    concordo com você o livro é lindo!
    'O meu legal foi conhecer esse casal e me apaixonar pelo livro, e o meu chato, é as continuações hahaha sério acho que Métrica devia ter parado por aí... a autora quis continuar só que não deu certo.
    Mas eu li tudo, chorei e ri, enfim a história foi boa!
    bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mich.
      Ai a história é linda mesmo né?
      Sério? Aiii eu amei o livro dois, o três é meio desnecessário mesmo, mas mesmo assim adorei, mas tiraria só ele kkkkk.
      Os dois primeiros eu deixaria rs.
      Beijosss
      Fer

      Excluir
  2. Amo a escrita da CoHo, e pra ser sincera, quando li esse livro pela primeira vez ele acabou me decepcionando, acho que de tanta gente falar muito bem dessa trilogia, minhas expectativas acabaram ficando bem alta e acabaram prejudincando um pouco a leitura, mas ele não deixa de ser uma bom livro, e mesmo assim a Collen conseguiu me emocionar com a história desse casal. Dessa trilogia, o meu preferido é Pausa, apesar de muita gente achar que o 2 e o 3 livros são desnecessários. Beijo *-*

    ResponderExcluir
  3. Li só esse por enquanto.
    Mas estou louca para ler a trilogia.
    Amo livros quentes, Ui! hahahahhaha

    Collen é perfeita na escrita.
    Meu preferido é esse.
    E com certeza vou ler todos hahaha

    beijo

    ResponderExcluir
  4. Oiiee,
    Que bom que gostou do livro, eu estou super curiosa para ler, ouvi vários elogios, não li nada da autora, mas pretendo, que bom que por mais que tenha achado umas coisas meio que exageradas, não mudou a sua opinião sobre o livro, espero estar em breve lendo.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir