{Resenha} Descobrindo Todas As Formas de Amor de Roberta Farig

O amor pode ser encontrado em diferentes formas e situações. Algumas vezes, ele aparece nos momentos mais inesperados e nas pessoas menos improváveis. Anabella vivenciou isso desde o momento que nasceu. Ela pôde sentir o poder do amor em sua vida, descobrindo, inusitadamente, que esse sentimento salva. Após ser abandonada pela mãe biológica, Anabella passa a viver com os pais adotivos, que lhe dão todo o amor que uma criança deve receber. Com o tempo, ela conhece o mundo e aprende as artimanhas necessárias para sobreviver. O problema é que, algumas vezes, sua inocência a leva por caminhos difíceis, contudo, sempre com alguém a ampará-la, um ser enviado por Deus que muito a ilumina. O amor de um homem não poderia ficar de fora, e a vida traz a Anabella a oportunidade de experimentar uma intensa e deliciosa história. No entanto, nada é por acaso, e no momento em que ela decide se entregar a esse novo amor, uma reviravolta dolorosa surge em seu caminho, obrigando-a a rever seus planos e seus conceitos sobre o amor e a vida.



Percurso * 2015 * 281 Páginas * Classificação 5/5
  



Existem livros difíceis de serem resenhados. Eu sempre falo isso. Tem aquelas histórias que são tão profundas, verdadeiras e delicadas, que é sempre complicado encontrar palavras para descrevê-la. Aqui me encontro mais uma vez com esse dilema.

Terminei a leitura tem uns 3 dias, e mesmo assim ainda não consigo pensar em nada, mas dessa vez, preciso me forçar a conseguir. Afinal, o livro é de um book tour, e preciso coloca-lo para seguir viagem... Então estou tentando, espero que saia o melhor.

Como sempre falo também eu amo os romances, de todos os tipos. Tem aqueles com os quais nos divertimos, aqueles com os quais nos identificamos, aqueles que são um delicioso passatempo e aqueles que nos trazem emoções indescritíveis e lições maravilhosas. Mas quase todos, em poucas exceções nos apresentam somente um tipo de amor. O amor entre um homem e uma mulher. Claro, que existem histórias que nos conduzem por outros sentimentos, mas sua essência, geralmente é focada nesse tipo de amor.

Não que Descobrindo Todas as Formas de Amor, não nos mostre esse tipo de amor, mas o que me cativou e me surpreendeu de verdade, nesse primeiro livro, foi exatamente isso, poder apreciar e sentir, outras formas de amor.

Quando lemos uma história o quanto apreciamos os verdadeiros sentimentos que ela nos mostra? O quanto pensamos nos outros personagens e na importância que eles tem para o personagem principal? O quanto assimilamos isso com nossas vidas?
Não somos seres capazes de vivermos sozinhos, podemos dizer o contrário, alguns até mesmo apreciar a solidão, mas é impossível, para um ser humano viver só. Ele busca o amor, sentir e viver o amor, de várias formas possíveis.

Em Descobrindo Todas as Formas de Amor vamos conhecer Anabella, uma mulher tranquila, que mora com os pais, que tem muitos sonhos e que vive sua vida da forma mais correta possível.
Anabella é sonhadora e batalhadora. Num primeiro momento vamos acompanhar o seu grande sonho se realizando. Ela será efetivada na empresa na qual fazia estágio, e com esse sonhos, novos acontecimentos surgirão em sua vida.

Vamos acompanhar a rotina de uma mulher/menina que poderia ser qualquer uma de vocês lendo essa resenha, ou de uma amiga, de uma colega, de uma namorada...

Anabella tem uma relação linda com os pais. É emocionante de se ver a forma como ela os trata, e como é tratada, é uma cumplicidade, uma relação de amor, de carinho, de muito afeto e respeito.
O tempo todo durante a história, eu ficava me perguntando, quantos ainda apreciam hoje esse tipo de relação? Quantos sabem ver o que estão perdendo, quando muitas vezes desprezam os próprios pais ou vive versa?

Como eu disse lá em cima, fica difícil falar sobre essa história, afinal passar toda a emoção que senti com ela, mas não da spoiler, ou passar a impressão errada, é muito fácil.
Em um primeiro momento, nesse primeiro livro, temos o enfoque mesmo na vida de Anabella como um todo: seus sonhos, seus objetivos, seus pais, suas amizades, o desabrochar para ser mulher, as confusões amorosas, o despertar para o amor, e vários acontecimentos que a farão amadurecer ao longo da história.
A autora não quis mostrar somente uma Anabella apaixonada por um homem, e se questionando se essa relação pode ou não dar certo, a autor fez questão de mostrar que na vida dessa mulher também existem outros sentimentos, outros momentos e outras pessoas.

Realmente uma das coisas que mais apreciei foi a relação dela com seus pais. Eles tem uma ligação muito forte, um amor enorme e correspondido e respeitado por ambos os lados. Tudo bem, que em alguns momentos os pais dela, parecem-na  sufocar um pouco, afinal ela já é uma mulher, mas através dessa história vamos perceber a delicadeza desse sentimento e vamos pensar com calma e com o coração aberto quantas vezes nossos pais demonstraram todo o amor e cuidado do mundo, e chamamos isso de chatice?
Eu fui, e graças a Deus sou uma filha muito amada, meus pais são exemplos de pais que fizeram e ainda fazem de tudo por mim, não vou ficar aqui listando isso, mas eu sei o quanto eles se esforçaram para que eu pudesse ser o que sou hoje, e eu tentei sempre ao máximo também ser tudo o que eles precisavam. Mas foi difícil não me recordar de quantas vezes eu gritei por um pouco mais de independência, por um pouco mais de compreensão e liberdade?


“ ... A vida é assim mesmo. Quando percebemos os erros que cometemos, é tarde demais para voltar atrás. Mas não desanime, porque você pode recomeçar a dar um novo rumo ou novo final ao seu destino. Viva a sua vida.”
  

Anabella também tem seus momentos, mas a maior parte do tempo, ela nos ensina grandes lições de compreensão. Na verdade ela me fez ter ainda mais vontade de realizar um grande sonho. Não quero falar muito sobre isso, não seria um spoiler imenso, já que no começo da história descobrimos sobre isso, mas eu não gosto de quebrar nenhum tipo de encanto de você leitor. Mas a história dela é tão real que me fez novamente ver que quando existe amor sincero e verdadeiro não importa o passado, laços de sangue e a história que vem na bagagem, tudo o que importa é quanto amor você recebe e quanto você doa de volta.

É uma história delicada, que quando percebemos vai se desenvolvendo e você chega ao final sem sentir e se pergunta se já acabou? Logo então, desejando o segundo livro pois quer saber que rumos tomarão essas vidas.

Ao longo da história Anabella conhece pessoas que mudarão sua vida de várias formas, entre elas Samuel, e pode ser ele o responsável para que ela, conheça então, mais uma forma de amor.
A relação deles foi algo rápido, mas mesmo assim algo natural, não ficou algo forçado, mas nos fez desejar por mais detalhes (olha o lado romântico pedindo sempre por mais desse lado do amor rs), mas entendi que realmente a autora quis nos agraciar com uma história que irá mostrar Anabella descobrindo mesmo todas as formas de amor, e não somente uma.
Ela é uma pessoa com um bom coração, fruto da maravilhosa criação e claro algo que já esta enraizado dentro dela, então ao longo da história veremos a prova de como o amor sempre salva as pessoas.

Não pensem que em tudo isso que falo, encontrarão uma personagem somente perfeita, não Anabella também tem seus momentos de imaturidade, os momentos em que se joga sem pensar, mas quem nunca?

Enfim, não me resta muito a falar, sem que eu comece realmente a dar spoiler, o que posso dizer, mais uma vez só pare refrisar tudo o que já disse é que essa história me pegou de jeito por sua delicadeza, por ser totalmente não clichê e não focar somente em um tipo de relação. Por mostrar uma mulher com seus sonhos, inseguranças, medos, mas que vive sua vida sempre da melhor forma possível.

O final é algo bem intenso me emocionei demais, e assim como Anabella me questionei demais o porquê de tudo aquilo estar acontecendo, mas não temos e nem devemos ter respostas para todas as perguntas em nossas vidas. Então sei que posso esperar uma Anabella um pouco diferente na próxima história, talvez mais amadurecida, talvez menos, mas com certeza uma mulher que viverá todas as formas de amor de forma intensa e plena.

Então eu super indico essa história para os fãs de romance, mas que não esperam somente um tipo de amor, para aqueles que saibam apreciar os vários tipos de sentimentos e emoções que vivemos e descobrir em nossas vidas todas as formas de amor.

Beijos pessoal, e espero que curtam a leitura.

Não esqueçam que está rolando sorteio e é só correr na nossa page para conferir e tem também o TOP comentarista do mês.



3 comentários:

  1. Oi, Fer!
    Eu também amo essa trilogia. É de uma delicadeza e linda de viver. Eu sabia que você ia curtir, por isso indiquei. A Roberta manda bem pacas, além de ser uma querida. S2 Amei a resenha! S2

    Beijossssss

    Simone Pesci
    http://simonepesci.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. LINDO DE VIVER!!!
    É tão bom quando as pessoas ainda acreditam no amor e o enxergam com olhos de ternura e não de crítica. Obrigada Fer pelo carinho desta resenha. Fico muito feliz por cada palavra sua e por ter aberto a mente e deixado que a minha história invadisse você.
    Agradeço também por ter participado deste maravilhoso booktour... Estou vivendo fortes emoções com vocês rsrsrsrsrs
    Muito obrigada mesmo...
    Beijosss
    Roberta Farig

    ResponderExcluir
  3. LINDO DE VIVER!!!
    É tão bom quando as pessoas ainda acreditam no amor e o enxergam com olhos de ternura e não de crítica. Obrigada Fer pelo carinho desta resenha. Fico muito feliz por cada palavra sua e por ter aberto a mente e deixado que a minha história invadisse você.
    Agradeço também por ter participado deste maravilhoso booktour... Estou vivendo fortes emoções com vocês rsrsrsrsrs
    Muito obrigada mesmo...
    Beijosss
    Roberta Farig

    ResponderExcluir