{Resenha} Destino ou Acaso de Hévila Chavez

Destino ou Acaso vai falar da história da Maria Lúcia, mais conhecida como Malu. Ela é jogadora de vôlei e seu melhor amigo, Fred, é cantor de Sertanejo Universitário. Malu é um pouco rebelde, destemida e rancorosa. Já o Fred tem todas as virtudes que um ser humano quase perfeito teria. Por causa dos ataques das fãs, ele sempre pede que ela finja ser sua namorada em alguns shows. Só que em um deles, acontece algo que marca a vida dela para sempre, e a partir daí, a Malu vai passar por uma série de coincidências, algumas boas, outras ruins, situações engraçadas, outras complicadas, novos amigos que a farão dar valor às coisas simples... Coisas que só o destino mesmo, ou o mero acaso pode explicar. E é claro, ela vai se apaixonar, o que considerava impossível de acontecer.



Ler Editora * 2015 * 320 Páginas * Classificação 5/5
  



Nossas escolhas influenciam nosso destino? Nossas atitudes? Os atos que cometemos? Os momentos que vivemos?
O quanto de nossa vida pode ser destino ou acaso?

Malu é uma garota comum de 18 anos. Tem uma família muito unida, é jogadora de vôlei profissional em sua cidade, ama seu esporte e tem em seu melhor amigo Fred um porto seguro.
Malu se considera rebelde. É muito temperamental, não leva desaforos para casa e guarda magoa e rancor com muita facilidade.
Não é uma jovem muito obediente, mas também não passa dos limites, ela não bebe, não usa drogas, mas mente para os pais para sair escondido. Coisas que não fogem até do considerado “normal” para essa faixa etária.


“Já ouvi noticias de pessoas que morreram de todas as formas, mas se eu pensar em evitar tudo pensando que a qualquer momento minha vida pode ser comprometida, vou viver procurando formas de não morrer, e me esquecerei de aproveitar o mundo.”
  

Em uma dessas “fugas” uma grande tragédia acontece e Malu perde um pedaço do seu coração, para sempre.
Ela entra em depressão e não quer voltar a sua vida de antes. Consegue passar na universidade e se muda para a capital para morar com seu irmão.

Logo de cara ela arruma encrenca com seu novo vizinho, Rafael. Ele é grosseiro, mal educado e vive mal humorado. Na verdade não muito diferente da própria Malu, por isso que eles batem de frente.
Rafa tem uma vida que beira o perigo e o proibido, sua vida é desregrada e muito inconsequente.
E em um momento de loucura Malu acaba se metendo em confusão junto com Rafael, e a consequência desses atos será prestar serviços comunitários em um orfanato.
Isso faz com que eles briguem ainda mais e descontem sua raiva em todos no orfanato.

Mas a vida segue, conhecer as crianças será uma grande lição para esses frágeis corações.
Cada um com seu luto, cada um com sua dor, e seus medos. Rafa e Malu irão aprender o verdadeiro valor da amizade, da esperança, da fé, do amor e do perdão.


“Para os que festejam, o tempo é rápido. Para os que lamentam, ele é tão lento quanto o desabrochar de uma flor. Para os que esperam, ele é cruelmente longo e devassador... Parece que a distância dos segundos é ainda maior do que a das horas.”
  

O mais lindo dessa história é que ela não foca somente no amor, no relacionamento de Malu e Rafa, ela vai além. A história irá mostrar a vida deles, seus amadurecimentos, o que eles precisaram viver para curar suas dores, aprender a perdoar.
A força da amizade na vida deles, e tudo o que essas amizades os ensinaram foi uma das partes mais lindas. Impossível não se apaixonar e torcer também por Maria Alice, Guilherme, Helena, Henrique; o irmão de Malu e até mesmo outros personagens de que não gostamos no início, mas assim como esses personagens, aprendemos também a perdoar.

Foi lindo acompanhar o desenrolar da história e conhecer uma Malu e um Rafa amargurados, nervosos, e perceber a evolução deles, o quanto amadureceram, o quanto mudaram e o quanto seus corações deixaram bons sentimentos se adentrar.

É maravilhoso perceber as pequenas mudanças, devido a convivência com as crianças, a convivência com os amigos e aprendendo com os acontecimentos que a vida nos impõe.

Impossível não se apaixonar e não suspirar quando Malu e Rafa estavam juntos, mas eu já temia, já havia compreendido qual era o segredo de Rafa e a extensão que esse segredo teria, principalmente quando Malu tivesse conhecimento.


“Insistir, insistir, insistir, é a essência. Não desista... É difícil manter a fé diante do medo, mas não desista.”
  

Me machucou muito tudo o que aconteceu, como aconteceu e a forma com que esse segredo foi revelado e suas consequências. Eles não mereciam. Foi impossível saber de que lado ficar. Eu entendia Malu, mas queria perdoar Rafa, mas era tão difícil... Exatamente por isso sofri demais com Malu, mas sofri ainda mais com Rafa também. Acho que ele merecia o perdão, mas mais do que o perdão da Malu, ele merecia ser perdoado por ele mesmo. Uma confusão de sentimentos.
Afinal, quem mais deveria perdoa-lo, já havia feito, e essa era outra mágica da história. Sentir a presença, o amor e o perdão de quem nunca saiu do lado da Malu.

O “quase final”, foi cheio de ação, pavor e muito, muito intenso. Quase que meu coração para. Morri de medo. Essa foi uma das únicas partes que gostei, mas encontrei detalhes que me incomodaram um pouco. Acho que a cena criada teve algumas doses de irrealidade, algumas coisas pareciam meio “loucas” e impossíveis de acontecer. Mas mesmo assim não perdi a conexão com a história e me sentia apavorada pelos personagens.
Já o final me encheu de felicidade, nostalgia, e uma sensação que ainda não sei explicar.
Para variar, claro, as coisas não são como imaginamos nem como queremos. Então ficou uma sensação de pesar, mas leve. Fui envolvida mais pela sensação de esperança e de fé, acreditar que mais uma vez o destino está fazendo a sua parte. Afinal o que tiver que ser será.
Mas gostaria muito que o livro tivesse uma continuação, ou talvez até mesmo um conto, não sei, onde a autora pudesse nos falar um pouco mais sobre o que aconteceu com os personagens... (Me segurando para não soltar spoiler kkk), mas é difícil falar desse final, que foi ao mesmo tempo muito especial, muito real, mas me deixou com o coração apertadinho de angústia, de esperança e querendo saber o que mais o destino reservou...
E eu amei, amei, amei infinitamente essa história. Ela nos toca de uma forma muito profunda, nos traz uma emoção muito grande, uma dose de realidade enorme e muitos aprendizados. É impossível não se sentir próximo aos personagens, querer estar com eles, desejar que sejam felizes. Com certeza mais uma história que se tornou especial e guardarei para sempre tudo o que vivi e aprendi com eles.
Então só posso dizer, leiam, leiam, leiam. Principalmente indicado para aqueles fãs de romance que não tem medo de chorar com uma história, que gostam de sentir bons sentimentos fluírem pelas páginas. Sentimentos como o perdão, a amizade, a esperança e a fé. Então se você gosta de uma história com todos esses ingredientes, irá amar Destino ou Acaso.


“Nada é por acaso, tudo é intrinsecamente planejado, escrito e deve ser cumprido por uma coisa chamada destino.”

Para ouvir ao som de:

Someone's Watching Over Me - Hilary Duff 



Espero que gostem da história tanto quanto eu.

Beijosssss



3 comentários:

  1. Eu queria mesmo era ter dinheiro para comprar todos os livros que tu indica, mulher, pois não tenho.....daí fico só na vontade kkkkkkkkkkkkkkkk
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Já sei que não vou gostar da bendita por namorar um sertanejo, mas tudo bem..
    Vou passar longe por que não quero choro! Estou a procura de um romance mais leve kk

    ResponderExcluir
  3. Aah que livrinho mais Amorzinho
    E o melhor como você falou, é que não foca nessa de só o relacionamento e blá blá blá, tornando o livro chato
    Mas a evolução dos dois, depois de tudo

    ResponderExcluir