{Resenha} "O Despertar Do Lírio", de Babi A. Sette

 
Lilian Radcliffe é uma jovem viúva e está feliz com sua vida isenta de emoções. Culpa do luto que não larga? Lilian jurou fidelidade ao marido no leito de sua morte.
Paralelamente, conhecemos Simon Thorn, homem frio e libertino, dono da maior casa de jogos de Londres. Ele está a um passo de realizar seu plano de vingança contra o culpado pelo título de assassino que recebera anos atrás. O problema é que o canalha está morto e ele terá de usar a sua viúva recatada a fim de atingir seus objetivos.
De um lado, ela precisa manter sua honra intacta; de outro, ele quer seduzi-la e desmoralizá-la. No entanto, Lilian nunca se sentiu tão vulnerável e atraída por um homem. E Simon, por sua vez, demonstra reações ao lado dela das quais nunca imaginara ter. A vingança e a honra se abalam quando nasce entre ambos uma paixão incontrolável. Mas, para ficarem juntos, terão de enfrentar segredos e mágoas profundas, um castelo trancado há seis anos, palco de uma morte misteriosa e, sobretudo, encarar os fantasmas do passado que assombram suas consciências.
Novo Século * 2016 * 372 páginas * Classificação: 5/5
 
Antes de tudo, gostaria de enumerar os motivos da minha ansiedade para ler esse livro:
 
1. Sou apaixonada por todas as histórias que a Babi escreve. Porque além de uma escritora talentosa, ela é de uma simpatia enorme.
2. Eu tinha lido "A Promessa da Rosa" ano passado e estava com vontade de voltar naquele tempo da história.
3. Queria rever os personagens que aprendi a admirar, gostar e torcer no livro anterior.
4. Estava curiosa para conhecer o famoso Simon Torn que era muito falado na época de 1845. Queria comprovar se era verdade tudo o que "ouvi e li' falar a seu respeito.
5. Continuando a falar do Simon (sim, ele merece mais um tópico falando dele rs), já imaginava que a possibilidade dele se tornar uma das minhas paixão literárias era grande. (E sim, isso realmente aconteceu).
6. A capa é maravilhosa!!! E consegue ser um ótimo cartão de visita pra bela história a sua frente. (Uma coisa que vi assim que comecei a ler: a diagramação está perfeita!).
7. Porque eu já tinha a CERTEZA que ia amar a história.
 
Oi, galera!
Resolvi fazer a introdução dessa resenha usando uma das manias da protagonista Lilian Radcliffe: fazer listas! Ela adora listas, e dessa maneira, consegue se organizar a seu modo. O que ela não imagina é que nenhuma organização possível poderia preparar Lilian para o que ia acontecer...

"Ela era muito boa em esconder as emoções, assim como sua mãe havia feito a vida inteira. Dificilmente sentia algo forte demais que a levasse a transparecer qualquer coisa."
 
Conheci a Lilian no livro anterior ("A Promessa da Rosa"): uma filha que quer seguir os costumes e ensinamentos da época ditados por seus pais, a irmã mais nova de Kathelyn, casou-se nova, tempo depois acabou ficando viúva com um filho pra criar.

"Não, definitivamente a paixão não era algo de que precisava para ser feliz. Afinal, não nascera para emoções muito fortes e descontroladas. No fundo, não lamentava; pelo contrário, ficava até mesmo um pouco aliviada. Era uma viúva, e viúvas não sonham com beijos na boca diante do altar."
 
E nesse livro vi mais da sua personalidade. Lilian é uma viúva que preza pela sua reputação, sendo assim vista com bons olhos pela sociedade. Sempre querendo ajudar quem precisa, seja família, amigos ou até mesmo um animal abandonado. Lilian tem um coração mais valioso que ouro.
Sabe aquela personagem que você tem vontade de ser amiga? Então, me senti exatamente assim conforme as páginas passavam. Sei que em 1845 não existem toda a tecnologia e meios de comunicação de hoje em dia, mas quem sabe poderíamos nos comunicar por cartas. Acho um charme aquelas letras antigas e cursivas, além de escrever com pena e tinteiro (sonhos da leitora aqui rs).
 

"Naquela época, ela entendeu que, quando tudo no mundo desmorona, se você não se agarrar àquilo que tem dentro de si, não sobrará nada."
 
E por causa dessa sua grande bondade, o destino de Lilian pode mudar de maneira inesperada. Nem suas listas de organização poderiam prepará-la para o efeito que sentiria ao conhecer Simon Thorn.
 
Simon é conhecido pelo título de barão assassino, já que sua primeira esposa morreu de maneira suspeita. A partir desse dia sua vida mudou, as pessoas viravam a cara por onde ele passava ou falavam por suas costas, perdeu a reputação do título de barão... Mas Simon acredita que tudo isso lhe trouxe respeito mascarado pelo medo que as pessoas sentiam.



"- Tenho para mim que as pessoas exageram nas 'verdades', isso é algo que aprendi: não devemos dar ouvidos a fofocas, elas costumam ser exageros distorcidos da versão real dos fatos. Conforme a diversão em contá-las aumenta, maiores se tornam as inverdades."
Há seis anos sua vida virou de cabeça pra baixo. E agora ele vive e se concentra somente em uma coisa: vingança!
 

"Pessoas não atraem problemas, elas simplesmente os criam."
 
O seu objetivo é fazer o responsável pagar por tudo de ruim que lhe aconteceu há tanto tempo e que reflete até hoje. Mas o que acontece quando esse seu inimigo faleceu anos atrás? Em sua cabeça alguém merece sofrer... Então, por que não fazer a recatada viúva de seu inimigo pagar pelos erros do marido? Parecia um ótimo plano. Mas ele não imaginava que a viúva Lilian iria despertar tantas sensações contraditórias na sua vida e no seu coração.
 

"Se controlássemos tudo, não haveria nunca imprevistos, e você, Lilian, talvez seja o maior que já cruzei em muitos anos."
 
E o que pode acontecer quando o maior libertino da época encontra a viúva do causador de todos os seus problemas? E como ele vai conseguir se vingar se seu coração não concorda com isso? As respostas para todas essas perguntas você encontrará nas páginas desse livro maravilhoso.



"Há muitos anos - Simon murmurou - eu não sinto tão bem junto a uma pessoa, você me olha, ao menos me olhava sem... sem medo, por favor, não me evite."
 
Eu AMEI demais essa história!!!
Como escrevi no item 1 da lista acima, sou apaixonada pelos livros da Babi, mas ela conseguiu se superar em "O Despertar do Lírio":
Tem o Simon (suspiros) Thorn;
Romance de época envolvente e cativante;
Personagens intensos;
Já mencionou que tem o Simon? (rsrs)
A trama  é surpreendente a cada capítulo.

A história flui com facilidade e a narrativa é contagiante, a ponto de ser impossível parar de ler.
Posso dizer, com toda a segurança, que esse livro foi uma das minhas melhores leituras desse ano.
 

"Continua me ofendendo. - Tinha que se recompor, aquela mulher, e o que vinha sentindo junto a ela, era uma ameaça aos seus planos. Uma ameaça ao seu controle. Uma ameaça a tudo que buscou nos últimos anos. Apertou o tampo da mesa com os dedos e acrescentou. - Os libertinos são idiotas que tentam impressionar as donzelas da alta sociedade com a sua suposta maldade. Quanto a mim - ele abriu as mãos no ar -, não existe um termo apropriado que consiga me definir."

Me encantei pelo Paul, filho do primeiro casamento de Lilian. Que vontade de abraçar aquela criança sempre que ele surgia no decorrer da leitura.

Achei genial a maneira que a Babi conduziu um livro para o outro. Pegando o gancho do livro anterior e seguindo com a história.
Outra ponto positivo do livro: todos os personagens secundários são essenciais. Cada um tem a sua importância e o seu papel na história.

É claro que tem que ter aquela personagem que você tem vontade de esganar... E o título dessa definição vai para Anne Stone, cúmplice da vingança de Simon.
Mas o que ela não imaginava era que esse plano está com os dias contados, devido a um sentimento maior que a vingança. E é claro que ela não vai gostar e nem vai deixar isso barato. Preparem-se, vocês também vão querer esganá-la (rs)
 

"Mas Lilian escolheu olhar para as coisas de maneira prática, tratou de entender que o amor romântico era algo que se encontrava nos livros que gostava de ler e na vida de pessoas que nasceram para se aventurar. Pessoas que eram mais como o fogo do que como o gelo. Ela era gelo, sempre soube."
 
Precisa ter lido "A Promessa da Rosa" antes de ler "O Despertar do Lírio'?
Bem, precisar não precisa. Já que cada livro conta a história de um casal.
Mas a minha sugestão e indicação é para que leia sim! Afinal, o primeiro livro da série Flores da temporada é incrível e merece muito ser lido. E assim você começa a série na ordem certa e conhece os personagens na ordem cronológica correta.
 
Para conferir a resenha de "A Promessa da Rosa", clique AQUI!
  
Um livro para se ler com os olhos e o coração.
Venha você também conhecer essa bela história que irá despertar grandes emoções durante a leitura (e depois de ler também)
 

"Eu sempre soube que estava em casa junto aos lírios, que eles me traziam paz."


25/06/2016 - Lançamento do livro "O Despertar do Lírio" em São Paulo
 


Adicione o livro no SKOOB!


Boa leitura à todos!



Ana Toledo 

13 comentários:

  1. UOUUU!
    Querida Ana Paula, dizer que amei sua resenha é pouco! Por que?
    1- A leitura flui, prende e encanta.
    2- Que incrível de colocar listas nela.
    3- Você conseguiu dizer tanto sem soltar spoiler nenhum, isso merece um prêmio rs.
    4- Você falou do Simon rs.
    5- A Lilian também poderia ser minha melhor amiga e quem nunca sonhou em usar um tinteiro?
    6- Já falei vc escreveu sobre o Simon?
    7- Obrigada demais, eu amei!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Amei a resenha!fiquei com ainda mais vontade de ler!! Babi sempre Arrasa!

    ResponderExcluir
  3. Ola,bom dia.
    Gostaria de lhe dizer que eu amei a resenha do livro O Despertar Do Lirio.
    Amo todos os livros que a Babi escreve e adoro ler as resenhas dos seus livros mesmo já tendo lido todos eles.

    ResponderExcluir
  4. Amei sua resenha! Concordo plenamente! Babi mais uma vez, arrasou! Já estou ansiosa pelo próximo! =D

    ResponderExcluir
  5. Eu terminei esse livro ontem e só posso dizer QUE LIVRO É ESSE?!?!
    Me prendeu de um jeito incrível, a Babi arrasou!!

    Beijos!

    Livrosemdiasfrios.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. AMEI A RESENHA, É MUITO BOM QUANDO LEMOS LIVROS DE AUTORES QUE JA CONHECEMOS NÉ, PORQUE JÁ SABEMOS QUE PODEMOS ESPERAR ALGO BOM, RS.
    ESTOU DOIDA PARA LER ESSE
    BEIJOS
    Blog Ariane Eleutério

    ResponderExcluir
  7. Nossa amei a resenha! Só aumentou a vontade de embarcar nessa história 😍😍
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  8. Olá, Ana!
    Pelo jeito vc amou mesmo a história né? E por que não dizer o Simon tb? kkkkk
    Adorei as várias menções a ele! Já virei fã!
    Infelizmente ainda não li A Promessa da Rosa e nem O despertar do Lírio, não por falta de vontade, mas sim pq ainda adquiri os livros.
    Os dois livros estão nos meus desejados, com certeza!
    Abraço!!

    http://bloghistoriasliterarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Que resenha linda, parabéns!!!
    Eu sou completamente apaixonada pela escrita da Babi e suas histórias são encantadoras ; amoooo <3 ...





    www.emcadapágina.com

    ResponderExcluir
  10. Acho que dá pra gostar de todos os personagens. A narrativa da Babi é contagiante mesmo e eu também não conseguia parar de ler.
    Adorei!!

    ResponderExcluir
  11. O meu ainda não chegou, mas quero muito ler!

    ResponderExcluir
  12. Fico imensamente feliz em ver que a Babi está consolidando seu nome como uma autora talentosa de romances de época, algo não tão comum entre os autores nacionais. Li o livro e mais uma vez me apaixonei por sua escrita!
    Parabéns pela resenha!
    Beijos e boas leituras!
    Anna

    ResponderExcluir