{Resenha} Vítimas do Silêncio de Janethe Fontes

Uma garota é vítima de um estupro e tenta reconstruir sua vida. Porém, o criminoso está mais perto do que poderia imaginar e continua perseguindo pessoas que ela jamais gostaria de ver envolvidas nessa história.

Quando finalmente acredita ter encontrado o caminho da felicidade e esquecido aquela época tão difícil, o passado volta para acertar as contas e ela só tem uma alternativa: encontrar o criminoso antes que ele faça outras vítimas.

Com uma narrativa surpreendente, a autora mantém o suspense até o fim, fazendo com que o leitor tenha que prender o fôlego para acompanhar esta aventura que traz, a cada capítulo, novas revelações e emoções de um passado que já parecia esquecido.

Vítimas do Silêncio combina ingredientes como Romance, Aventura, Suspense, Sedução e Mistério em um livro que vai prendê-lo do começo ao fim, tendo como pano de fundo a questão do abuso sexual contra as mulheres.

Universo dos Livros * 2009 * 187 Páginas * Classificação 4/5



Vítimas do silêncio é uma história que poderia ser real para muitas pessoas.
É aquele tipo de história que nos choca, mas ao mesmo tempo nos conforta por saber que a maioria das pessoas mesmo passando por grandes tragédias conseguem superar suas dores e seguir em frente.
Margarida não teve uma vida nada fácil. Onde deveria encontrar a proteção ela encontrou o mais cruel destino.
Ela, por muito tempo foi abusada por seu padrasto, e sua mãe nunca viu o que acontecia diante de seus olhos. Margarida sempre sufocou seu desespero e sua dor por medo das consequências que poderia ter sua vida, de sua mãe e de sua irmãzinha caso ela contasse algo. Então Guida se silenciou, se tornou uma vítima do silêncio.

Cansada de sofrer Guida resolver pedir abrigo na casa de uma tia e lá por algum tempo consegue levar uma vida mais tranquila e parece que a felicidade finalmente estaria ao seu lado, Guida se apaixonou e depositou nessa paixão novas esperanças. Mas a vida ainda lhe pregaria muitas peças, sua mãe arrependida pede por uma nova chance, agora que não está mais com seu padrasto, então Guida vê a oportunidade de voltar para sua família. Mas o mal continua a espreita e retorna antes do que ela imagina. Fora isso Guida se vê sem rumo quando seu coração também é despedaçado.

Sem nenhum motivo para ficar, fora o seu amor por sua irmã, ela decide que o melhor é ir para bem longe. Então sozinha, sem nenhum tipo de apoio, Guida vai embora para São Paulo tentar uma nova vida.
Lá ela sentirá o sufoco que é tentar construir uma vida sozinha e ainda responsável por outra vida. Mas ela não desiste. Guida é guerreira, é uma menina/mulher forte. Alguém que amadureceu com todas as dores e tragédias impostas pela vida, então não é qualquer dificuldade que a fará desistir, e ela não desiste. Ela tem sonhos e promete a si mesma conquistar todos eles.

Desesperada por encontrar emprego, ela vai atrás de uma vaga para babá e não esperava que a surpresa que encontraria iria mudar sua vida para sempre.
A vaga não é para cuidar de uma criança, e sim de William, um homem que infelizmente após um acidente ficou paralitico e hoje vive amargurado em sua cadeira de rodas. Guida aceita o desafio e não contava que sua vida estaria naquele momento caminhando para um futuro com tantas surpresas, algumas doces, outras tantas amargas.

William se apaixonou por Guida desde o primeiro instante. Uma garota cheia de vida, cheia de sonhos e com uma vontade enorme de lutar e de vencer. Mas ele sempre soube que por trás de seus olhos existia algum segredo. Mas tudo o que ele queria era ter a chance de estar ao seu lado.

Guida recebeu todo o apoio que precisava de William e de sua família, e com a ajuda deles a linda garota floresceu e lutou por todos os seus sonhos. Mas o seu passado nunca a abandonou de verdade. E seus pesadelos podem se tornar novamente reais.

Guida irá precisar enfrentar o mal novamente cara a cara. E não somente o mal que ela já conhecia, como outras faces desse mesmo mal.
Ela irá enfrentar perigos pela verdade, pela justiça e para poder dar paz aqueles corações mais necessitados.
Mas quando ela perde alguém que tanto ama ela terá que reunir forças para mais uma vez lutar, não se calar dessa vez e finalmente destruir aquele que tanto fez mal para ela e sua família.
Mas terá ela forças. Conseguirá ela lutar contra tanta maldade e tanto perigo?

Acho que já extrapolei-me nos detalhes da história. Realmente é uma história muito boa, real demais para não ser dolorosa, mas ao mesmo tempo nos fazer refletir em tantas mulheres que passam por isso e precisam seguir com suas vidas e no exemplo de mulher que Guida é.
Realmente a cada página eu me sentia bem por imaginar que sim, Guida é o reflexo de muitas mulheres que passam por situações parecidas, ou até mesmo outros tipos de obstáculos em suas vidas.
Ela é um exemplo de superação, de guerreira, de alguém que realmente não se deixa abater pelas pedras no caminho. Exemplos de pessoas que ao invés de chorarem e reclamarem das dores da vida, constroem castelos com as pedras que encontraram.
Ela tinha mil e um motivos para ter desistido de tudo, ter se tornado uma pessoa amarga, que abandona a si mesma. Mas não, ela lutou, ela seguiu em frente, em nenhum momento desistiu. Ela simplesmente encarou todos os momentos que viveu, foi lá seguiu em frente e se superou. Quantos exemplos assim existem por ai e muitas vezes desconhecemos?

Foi uma história que realmente me comoveu, me emocionou e me fez refletir muito. A escrita da Janethe foi uma surpresa maravilhosa, já que ainda não havia lido nada da autora. A única coisa que senti falta foi de mais. A história em muitos momentos pede por um pouco mais de detalhes e com certeza eles não nos cansariam, pois a escrita dela é rica, sem ser cansativa. Então sim, achei que em alguns momentos ela poderia ter desenvolvido um pouco mais. Mas isso de qualquer forma não diminui nosso fascínio pela história.
Um dos pontos que mais me cativou foi a forma como realmente a história se deu e se desenvolveu. Vamos acompanhar a vida de Guida por um bom tempo e acompanhar seu amadurecimento, crescimento, sua luta, suas realizações e sua felicidade. O relacionamento entre ela e William é algo super calmo, tranquilo, maduro, não é nenhum tipo de amor arrebatador e isso também me encantou na história.
Amei acompanhar a vida e o destino desses dois e de todos os outros personagens.
Não esperem por uma história fofinha, e cheia de “inhas”. Vítimas do Silêncio é sim uma obra de ficção, mas uma obra que pode refletir a realidade de muitas mulheres, de muitas famílias destruídas pelo medo, pela dor e pelo silêncio. Mas não esperem também só por uma história cheia de dramas e lágrimas. Vítimas do Silêncio é uma história que nos envolve, nos emociona e nos ensina. Uma história de vida, que vamos acompanhar como se conhecêssemos Guida hoje, e a própria protagonista fosse nos contar tudo o que viveu. Ela irá se tornar nosso maior exemplo de superação e de lutar sempre pelo bem. 

Beijos e espero que apreciem a leitura tanto quanto eu me vi envolvida. 

1 comentários:

  1. Repetindo aqui o que já coloquei no Facebook:

    "Então... Confesso que a opinião de todos os leitores é muito importante para mim. Não tem como ser diferente, né? Mas, há alguns... bem, há alguns que a gente espera a opinião com uma "angústia" a mais. Por quê?

    Simples, porque são leitores bastante exigentes, que não elogiam um trabalho só para agradar. Esse é o caso da Fernanda Braga.

    Acompanho há algum tempinho o trabalho dessa lindeza e sei que ela faz parte desses "leitores exigentes", por isso, quando ela revelou seu interesse pelos meus livros e eu entreguei dois deles em suas mãos, não pude evitar essa 'angústia a mais'.

    Então, é óbvio que saber que ela gostou tanto de Vítimas do Silêncio, meu primeiro livro, me deixou realmente muito feliz!

    Fer, espero que O voo da Fênix também possa cativar seu coração.

    Super beijo e obrigada pela resenha linda!"

    💕

    ResponderExcluir