{Entrevista} Autora Roberta Farig


É sempre um presente conhecer novo autores nacionais. Esse ano tive o prazer de conhecer a Roberta através de outra autora que tanto admiro. Roberta é autora de Descobrindo Todas as Formas de Amor, um livro que me encantou exatamente por nos apresentar o amor em várias formas e nas formas mais puras e presentes em nossas vidas, amor esse, que muitas vezes não damos o devido valor, e não sabemos apreciar, principalmente nas histórias.

Para conhecerem um pouco mais, fiquem com uma entrevista linda que a autora nos concedeu.




Fale um pouco sobre você.

Roberta Farig... Uma mulher que ama tudo que vive, que conhece, que sonha. Eu vivo deste sentimento. Venço as dificuldade praticando ele como mantra e faço disso minhas vitórias, mesmo que não seja como eu esperei. Sou uma mãe muito feliz e realizada, pois amar alguém que nasceu de dentro de nós é a forma mais sublime do amor. Sou casada, e muito bem casada, com a graça de Deus. Uma leitora apaixonada, mas que queria ter mais tempo, e uma escritora enlouquecida, que tem mil ideias ao mesmo tempo, mas que nem sempre consegue coloca-las em um papel kkkkkk Mais ou menos isso, eu sou uma amante enlouquecida! 



Como foi o seu primeiro contato com a literatura? Fale um pouco sobre a Roberta leitora.

Como a maioria, eu desde pequena tive contato com a literatura. Li Machado de Assim, José de Alencar... adorava. Na adolescência me afastei um pouco desse mundo, pois estava envolvida com outra arte, a da música e da dança. Com o tempo e amadurecimento eu passei a me encantar com filmes. Um filme que me marcou foi Armagedom. Tinha 15 anos se não me engano e o vi durante as férias na cada do meu pai. E o final do filme foi intenso para mim. Não que antes eu detestasse essa arte, mas não tenho assim registros de filmes que me marcaram (exceto ET, claro). Já na fase adulta, enquanto me resguardava do mundo para cuidar do meu filho ainda bebe, assisti Crepúsculo da Globo em um final de ano. CARAMBA! Esse filme mudou minha vida! Passei a fazer parte de grupos de Twilighters apaixonadas e devorei os livros da saga em poucos dias. Pronto, nasceu ali um desejo absurdo de escrever o que eu sentia, de colocar no papel a alegria de ser mãe, a angustia de viver e os medos de amar... Assim nasceu a Roberta Farig. 



Sua personagem Anabella é uma moça muito gentil, tranquila e que valoriza coisas simples da vida, como momentos em família. Você se inspirou em alguém real para cria-la?

Então, a Anabella é meu sonho de consumo!!! Eu me inspirei um pouco no que eu sou e em quem eu gostaria de ser. Ela é muita emoção e eu também, mas ela usa mais a razão do que eu, que muitas vezes ajo por impulso. A inocência dela me encanta, sinto falta disso nas pessoas hoje em dia. Falta do acreditar que pode ser real, que existe e sempre existirá um lado infantil dentro de nós e que esse não deve ser ignorado, sabe? Então, com esse pensamento criei a Anabella Zommer, minha preciosidade.




Como é o processo de pesquisa e criação das histórias? Em que você se inspira?

Se eu te disser que para Trilogia Apenas Amor eu pouco pesquisei, se não vai acreditar, né? Mas é a verdade. Ela nasceu! Pensei em uma história de amor e desenvolvi a trilogia em cima disso. Como o amor pode ser visto de diferentes formas, resolvi abordar sua importância em todos os ângulos, e acredito que o fiz bem!!! Mas sim, eu hoje trabalho em mais dois livros, um mais místico e um romance erótico, que tem me feito pesquisar um pouco mais. Novidade para mim, mas é legal, pois durante a pesquisa novas ideias sempre surgem, e quando eu percebo tenho mais 10 histórias na cabeça. Fascinante!



Nesse primeiro livro, o amor de pais para filho - e vice versa, e o amor ao próximo é bem exaltado, você acha que o mundo de hoje está em falta desse tipo de amor? 

Com toda a certeza! Sabe aquilo que chamamos de valores morais? Então para mim não são os valores impostos por uma sociedade, mas sim os valores adquiridos em família, em comunidade. Só que a evolução das pessoas esta conturbando isso e muitos esquecem de valorizar as pequenas coisas, pessoas e gestos. Confundem muito a liberdade com a libertinagem e acabam por se perder. Sempre é tempo de voltar atrás, então usei minha arte para despertar mais amor no coração das pessoas, pois só o amor é capaz disso.



Nos fale um pouco o que esperar dos próximos livros? Que tipos de amor vivenciara Anabella?

Meu Deus eu tô numa sinuca de bico. Bom o segundo livro esta pronto e lindo de viver. Quem acompanhou o primeiro conheceu uma Anabella ainda menina, cheia de medos e um pouco ingênua, mas incrivelmente decidida. No segundo, diante dos acontecimentos do primeiro, vão encontrar a Anabella mulher. Totalmente amadurecida pela dor, mas com a mesma doçura e encantamentos. Muitas coisas vão acontecer. Tem uma parte da história mesmo que eu leio e até hoje não sei como consegui escrever. É uma tensão sem limites, mas só quem ler vai saber hahahahahaha. E o terceiro livro... "ai meu Deus"... Sabe aquela história de você não saber se casa ou compra uma bicicleta? Então, vivendo exatamente isso!



Alguns escritores gostam de se inspirar em músicas, ou até mesmo ouvi-las enquanto escrevem. Você tem playlist’s ou músicas que lhe inspiraram ao escrever suas histórias?

Sim, com certeza. Músicas me inspiram. Alguns momentos prefiro o silêncio para escrever, mas no geral a música me faz muito bem. O Blog Literatura é Arte fez uma playlist do meu primeiro livro a um tempo atrás... Acho que ficou bem legal... confere lá!



O que você gosta de ler? Indique um livro para nosso público.

Adoro. Como eu disse, só queria ter mais tempo para isso. Sou fascinada pelo romance, são minha preferência, mas leio um pouco de tudo. Então tenho tantos livros para indicar, por onde começar. Sou uma amante da literatura nacional, #FATO! Então vou indicar dois livros que li a pouco tempo, que tocaram meu coração e são de duas amigas queridas. Um é o livro – Um Amor de Aluguel – da escritora Roberta Del Carlo. Uma história de descobertas e romance de nos fazer perder o fôlego! E outro é um livro hot, quente e sensual chamado - Não Posso Resistir – da escritora Kely Brenzan. Super recomendo esse livros.



O que mais você gostaria de falar para os leitores sobre suas histórias? O que você espera que eles sintam ao lê-las?

Pessoas queridas. Meus romances são verdadeiros. Não que sejam cópias fieis da minha realidade ou de qualquer um, mas são fatos e histórias que poderiam acontecer com qualquer um. Meus personagens são variados, e no caso da Trilogia Apenas Amor, são puro amor. Amor fiel, amor fraternal, amor amigo, amor carnal, amor espiritual e amor platônico também. Então preparem-se para ter um despertar de sentimentos bons ao lerem minhas histórias!



Fale um pouco sobre seus projetos futuros? Tem outros gêneros que gostaria de tentar escrever?

Eu sempre busco inovar. Comecei na verdade na literatura com meus contos eróticos... ADORO!!! Tenho um BLOG cheio deles e sempre que posso atualizo lá. Além disso tenho um livro de romance místico, como já disse, um romance erótico que envolve muitas coisas, e também tenho vontade de escrever uma série infantil que fale sobre as dificuldade de relacionamento entre crianças nos dias de hoje. Mas são projetos. Primeiro vou terminar minha trilogia, com o livro – E o Amor Venceu - e fazê-la acontecer, ai depois vou para a próxima etapa!



O que você acha que precisa para que o leitor brasileiro comece a perceber mais a nossa literatura?

E agora? Falta união no meio literário, sabe. Tanto por parte dos grupos editoriais, que muitas vezes dão mais valor ao que vem de fora do que a nossa arte, quanto por parte dos escritores, que veem a literatura como uma guerra de rivalidade. Mas ao meu ver o sol nasceu para todos e existem leitores para todo o tipo de livros. Então para que a literatura nacional aconteça, é preciso união!



Quais são seus sonhos?


Meu sonhos... São tantos. Na literatura: Ser lida! Na vida... Nem sei, com a graça de Deus tenho tudo que preciso. 



Deixe um recadinho para os leitores.

Obrigada pelo carinho de todos! Fernanda e Blog Mato Por Livros, vocês são DEMAIS! O cuidado que tiveram com minha obra e a atenção que tem me dado são tudo de mais lindo. Sucesso sempre! Aos leitores do blog, convido a conhecerem um pouco mais da minha obra. Prometo transmitir a todos muito amor com minhas palavras...
Mais uma vez obrigada... Fiquem em paz! Beijos!


Linda não pessoal? Estou realmente encantada com a autora e a obra, e espero em breve ler o segundo livro e tão logo o terceiro. A história como a própria autora disse é muito real e isso nos cativa demais. 
Então como sempre digo, se permitam conhecer mais da nossa maravilhosa literatura.

Beijossss





3 comentários:

  1. BOM DEMAISSSSS responder essa entrevista. Muito obrigada Fernanda e todos do blog, Mato Por Livros... Eu realmente amei e agradeço o carinho de sempre... que nossa parceria seja muito longa. Beijokas!

    ResponderExcluir
  2. Roberta é show!!!
    Uma ótima escritora e amiga!

    ResponderExcluir
  3. Roberta é show!!!
    Uma ótima escritora e amiga!

    ResponderExcluir