{Resenha} Um Ano Inesquecível - Paula Pimenta, Bruna Vieira, Babi Dewet e Thalita Rebouças

Dizem por aí que os melhores momentos da vida são vividos na adolescência. Os primeiros amores, os encontros, as festas, as viagens, as surpresas… E são sempre os instantes inesperados que transformam um dia comum em uma lembrança especial, daquelas que nunca deixarão de nos acompanhar.

Este é um livro sobre esses momentos doces e sensíveis que não se apagam da memória tão facilmente. Quatro contos, em quatro estações do ano, sobre jovens que passam por vivências e sentimentos intensos. Paula Pimenta nos leva em uma viagem de inverno. Babi Dewet conta como um outono pode mudar tudo. Bruna Vieira mostra a paixão brotando com a primavera. E Thalita Rebouças narra um intenso amor de verão. Histórias de um ano inesquecível que vão ficar para sempre!

Gutenberg * 2015 * 400 Páginas *  Classificação 4/5




Enquanto a Neve Cair - Paula Pimenta

Tudo o que Mabel queria era ser deixada em paz pelos seus pais e pelo pestinha do seu irmão de sete anos. Tudo o que ela não queria era ter que viajar com eles e perder a grande oportunidade de estar com suas amigas em dias maravilhosos em um sitio, onde então, ela teria a chance de poder de uma vez por todas estar com Igor.
Ela é apaixonada por ele há dois anos,  e esperou todo esse tempo para que ele finalmente terminasse o namoro e finalmente cumprisse a promessa de ficar com ela de uma vez por todas... mas seus planos vão por água abaixo quando é obrigada a sair para uma viagem que promete ser horrível juntamente a seus pais e seu irmão.

Logo de inicio tudo da errado, ela só recebe broncas e mais broncas e parece ser um imã para os desastres. Fora isso o pouco contato que tem com suas amigas só serve para saber que parece que Igor está dando em cima de outras garotas. Não que ela acredite nisso, afinal é mais fácil acreditar na ilusão que ela mesma criou: a de que Igor é apaixonado por ela, e de que com certeza está esperando por ela.

Mas quando ela recebe uma mensagem super desaforada do garoto que é apaixonada e junto a isso uma bronca enorme de sua mãe por algo que ela nem teve tanta culpa assim, ela só quer sumir um pouco. Mas como eu disse ela é um imã para o desastre, a sorte é que ser resgatada pode ser algo muito bom, quando o resgate traz o rapaz lindo que tanto já cruzou seu caminho nessa viagem tão indesejada.

Eu gosto muito das histórias da Paula Pimenta. Mas entre todas, essa foi a que infelizmente não me atraiu tanto assim. A história é fofinha, mas eu comecei a me sentir atraída por ela quando chegava a seu final e isso me deixou bem chateada, pois quando realmente comecei a gostar ela acabou.

Mabel é uma personagem meio cansativa, está sempre reclamando dos pais, do irmão, da viagem, da sua vida, do seu azar... Quando não está reclamando, nem brigando, nem resmungando, está fazendo papel de besta e sonhando acordada com o tal do Igor e isso realmente dá uma cansada em nossa beleza. Tudo bem que com 14 anos de idade não dá para pedir muito mais de Mabel. Se iludir é algo normal para o ser humano, principalmente para uma adolescente com 14 anos. Reclamar dos pais e achar que a vida é injusta também é algo super normal. Só achei que por ser um conto a história passou mais tempo envolta nisso do que em outros detalhes que também podiam ser mais exaltados.
Os pais de Mabel também encheram um pouco minha linda paciência. Em boa parte do tempo eles tinham razão, mas ai tinha aqueles momentos que ela também tentava se explicar, mas já tinha aprontado tantas que eles nem davam uma chance ou viam que ela realmente não tinah feito por mal.

Resumindo a história é sim super fofa, mas como eu disse acho que passou tempo demais focada na parte “negativa” de Mabel e pouco tempo mostrando as partes positivas que o enredo nos traz.

Conhecer Benjamín foi o que ajudou a salvar as férias de Mabel e que com certeza fez com que a menina amadurecesse mesmo que um pouco, e claro abrisse seus olhos para novas oportunidades. Então a partir do momento em que ela se permitiu aproveitar os momentos de férias, esquecer o tonto do Igor e viver o momento presente, suas férias ficaram lindas e a história desenvolveu. Mas ai chegamos ao final.
Mas tudo bem, eu gostei mesmo assim. Mas realmente queria um pouco mais. O final foi super fofo e nos faz acreditar que sempre é possível dar um jeitinho quando estamos apaixonados rs.



O Som dos Sentimentos – Babi Dewet

João Paulo é um sonhador e apaixonado pela vida. Vive os momentos de forma única e com uma entrega especial.
Anna Julia é uma garota que está sempre com pressa, sempre atrasada e sua vida é toda focada nos estudos e no futuro. Não tem muito tempo de apreciar as coisas boas da vida, ela só pensa em estudar e controlar cada passo que dá em busca de seu futuro promissor.
Ela nunca pode viver momentos como uma jovem de 17 anos, pois sempre foi cobrada demais do seu pai para que faça tudo certo e seja uma advogada brilhante.
Ela nunca pensou muito nisso, nunca se preocupou em ter outras coisas em que viver, outras coisas para se gostar, memórias para se guardar... Até que conheceu João Paulo.

Aquele garoto meio desengonçado que todo dia dava um show particular no vão do Museu MASP na tão movimentada Avenida Paulista realmente despertada nela algo incomum.

No começo ela tentou de todas as formas ignorar a sua presença, mas isso se tornou impossível.
João Paulo também não conseguia manter seus olhos, seus pensamento e seu coração longe daquela menina tão centrada e tão distante de tudo.

Será que eles poderão criar novas memórias para levar em suas bagagens?

Eu ainda não conhecia a escrita da Babi e fiquei apaixonada. A história apesar de curtinha por ser um conto é muito especial. Claro que eu desejei poder ter um pouco mais sobre os personagens.
Ainda mais depois do final, que é aquele tipo de final que deixa a nossa imaginação vagar, sem nos dar nada de tão concreto assim.

Os personagens são um encanto e o tempo todo torcemos para que o futuro deles seja tudo o que eles sonham.
Para João Paulo sabemos que não será tão difícil assim. Ele tem um espírito livre por natureza e apesar de ficar claro o seu maior sonho, sabemos que ele também será capaz de aceitar os caminhos que a vida segue.

Mas já com Anna Júlia ficamos preocupados e sentimos nosso coração apertado, ao sentir que ela pode esquecer de ouvir seu coração e seguir os passos já desenhados para ela por seu pai.

Adoramos cada pedacinho dessa história. Mas confesso que meu coração ficou na mão.
Só senti mesmo falta de um pouco mais de diálogo e acho que por isso a história não flui tão completamente, mas mesmo assim eu gostei de cada momento ao lado desses personagens e torci por eles do começo ao fim.

A história é recheada de muita música e com certeza agrada mais ainda aos que gostam de uma boa história acompanhada de uma boa playlist.
Agora fiquei com vontade de conhecer mais histórias da Babi.



A Matemática das Flores – Bruna Vieira

Jasmine (isso mesmo, esse é seu nome rs) está em seu último ano do colegial e as coisas não vão muito bem para ela. Suas notas estão boas é quase certo que irá passar de ano e se preparar para o vestibular sem nenhuma preocupação. Ops, quase certo, existe no meio do caminho uma pedra chamada MATEMÁTICA. A vilã da vida de Jas e de muitas pessoas.
Junta-se a isso o fato de que sua mãe, para seu próprio bem, confiscou seu celular e a proibiu de acessar a internet (isso é um assassinato social), ela não sabe que faculdade irá fazer e isso a esta matando, pois seus pais desejam algo para ela que não é seu sonho, e ela não gostaria de decepciona-los, afinal é mérito deles, ela chegar onde chegou e como se não fosse suficiente Jas é perseguida por umas garotas na escola que querem fazer de tudo para deixar seus últimos dias na escola ainda pior.

Jasmine realmente não sabe como irá fazer para conseguir passar na bendita (nome não utilizado por ela) matemática, ela está se matando de estudar – ou quase, mas mesmo assim nada relacionado aos números consegue entrar em sua cabeça.
Preocupada com esse fato, sua mãe junto ao diretor e professor responsável pela matéria decidem que ela irá estudar em outro período, fazendo aulas de recuperação com seu professor.
Que ótimo, a melhor noticia que ela poderia esperar, só que não né gente? O professor é um chato, mala, general... E por ai vai.

Mas a deliciosa surpresa é que logo no primeiro dia acontece um probleminha e o professor informa a Jas que um aluno dele – aluno exemplar, ficará em seu lugar.
E quando Jas vê que esse aluno é o “rapaz da música misteriosa” ela percebe que estudar matemática pode não ter sido uma má ideia de sua mãe.
Davi é um fofo, nerd e logo se encanta por Jas, as coisas entre eles flui naturalmente e quando percebem já estão ficando. É super fofinho e delicado de se ver. Nada foi forçado, nem arrebatador, é simplesmente dois jovens se encontrando e percebendo que existe atração sabem? Super normal, super real.
Mas infelizmente as meninas que querem realmente fazer um inferno da vida de Jas espalham uma fofoca super maldosa e agora Davi e ela correm o risco de se prejudicar enormemente.

Será que com todos esses problemas Jas conseguirá passar de ano?
Será que ela e Davi poderão ficar mesmo juntos?
Será que ela conseguirá tomar as decisões certas para seguir a sua felicidade?

Bem, ai vocês terão que ler para saber.
Matemática das flores é uma história super fofinha e realmente bem real. Os dramas de Jas, são “dramas” que a maioria dos adolescentes vivem, principalmente em seu ultimo ano de ensino médio.
Já o que aconteceu entre ela e Davi não sei o quanto disso na vida real seria um “problema”, afinal ele não era o professor dela.
Mas enfim, quem quiser entender melhor terá que ler para saber.
Mas foi muito legal acompanhar o amadurecimento que Jas teve em poucos dias e como no final, soube lidar bem com as situações que a vida reservou para ela.



Amor de Carnaval – Thalita Rebouças

Inha, Kaká e Tati são super amigas.
Mas super amigas mesmo. Daqueles que brigam, sorriem, choram, emprestam o ombro, dizem a verdade, dizem mentiras para consolar rs... Daquelas que estão sempre juntas para tudo, seja alegrias ou tristezas e claro elas tem seus “momentos”.
Elas não poderiam ser mais diferentes uma da outra, mas é assim mesmo que funcionam as amizades. Amo isso. Eu e minhas amigas, somos assim, completos opostos que realmente se completam rs. Mas não vamos falar de mim.

Kaká é super maluquinha e colocou na cabeça que quer namorar um príncipe, ela até realizou algumas pesquisas e já sabe por onde começar. Sério, eu não estou brincando.
Tati acho que ainda mais maluca que Kaká, colocou na cabeça que quer ser famosa, e como está difícil ser famosa por tabela pode servir, o que não demora muito a acontecer quando seu irmão, um jogador de futebol não muito conhecido começa a ficar com uma funkeira super famosa.
Inha só quer fazer sua faculdade de nutrição, ajudar as pessoas a se alimentarem melhor e esquecer a grande desilusão amorosa que teve. E está longe de querer viver outro amor.

Férias, curtição, praia, sol, muitas loucuras de Tati, alguma de Kaká, Inha tentando não enlouquecer com as loucuras das amigas.
Eis que a possível futura famosa Tati, consegue com sua “cunhada” funkeira ingressos para o carnaval.
Alegria, alegria, muita festa, muita curtição. Inha esbarra em um cara lindoooooo, super fofo e parece até que meio tímido. Inha não beija nunca um cara assim logo de cara, mas eles acabam passando o tempo do carnaval juntos, Guima ajuda ela quando o ex aparece, e no final Inha decide dar um beijo e acaba entregando seu coração.

O que ela não esperava era que no outro dia o seu nome, SEU nome e não da Tati iria estar em todos os jornais, justo com ela que só quer ficar no anonimato, e pior, seu nome está estampado de uma forma terrível, como pivô do término do relacionamento de Guima (não mais tão anônimo assim) e de uma modelo superrr famosa.
Pronto, tudo o que Inha não queria aconteceu e agora além de estar sofrendo novamente ela ainda é alvo de ódio na internet.

Suas amigas farão de tudo para apoia-la e um Guima todo fofo quer a todo custo conversar com ela e explicar o que aconteceu e bem daqui em diante não tenho muito o que falar, afinal é um conto e realmente todo pequeno detalhe pode virar um grande spoiler.
Mas confesso que no começo a história não emplacava. Estava achando tudo meio parado, a vida das meninas não estava me interessando, mas depois do carnaval... rs, ai tudo ficou legal e muito, muito engraçado. Eu que estava bem lenta nas primeiras paginas, li as 50 últimas em minutos.
Ri, mas como eu ri. Infelizmente demorei para captar a essência das meninas, mas quando fiz foi muito legal.

Gostei bastante da história, muito fofa e divertida. Claro que amores assim são difíceis de acontecer, mas não impossíveis.
O Guima foi super fofo e um dos personagens mais lindinhos de todos os contos.
A narrativa é feita por um narrador onisciente e acho que foi isso que me cansou um pouco no começo, mas depois acabou sendo bem divertido.
O final foi bem bacana. E nos mostra que nem tudo que desejamos ou sonhamos realmente acontece da forma que esperamos, mas que nem por isso deixa de nos trazer felicidade.
 

  
É isso pessoal e espero que gostem das histórias. 
Beijossss
 

0 comentários:

Deixe seu comentário