{Falando sobre Livros} Vamos falar de Gênero - Thriller


Pessoal vamos falar sobre gêneros? Eu sei que muitos leitores, assim como eu, sempre estão em dúvida sobre determinados gêneros e suas divisões, por isso, resolvi começar a falar um pouco com vocês sobre isso. Para abertura da nova coluna escolhi o gênero Thriller, por ser um gênero muito complexo e que apesar de não ser o que eu leio mais, é um gênero que eu amo demais.

Vamos lá?

O que seria o Thriller?
Ele está intimamente relacionado ao gênero mistério, mas com mais ação, onde o suspense prevalece. Este gênero é caracterizado por um ritmo rápido, ação frequente e heróis engenhosos que devem frustrar os planos de vilões mais poderosos. Recursos como pistas falsas e cliffhangers (recurso de roteiro utilizado em ficção, que se caracteriza pela exposição do personagem a uma situação limite, precária, tal como um dilema ou o confronto com uma revelação surpreendente) são usados. O termo deriva do verbo Thrill em Inglês suspense (assustar, arrepio, emoção).

Estão vendo porque esse gênero atrai muitos leitores? A sensação de adrenalina é muito forte, os momentos de tensão e suspense geralmente seguram o leitor do começo ao fim.

Um pouco de sua estrutura:

Sinopse: história de intriga bem fundamentada e, geralmente, mais consistente do que outros gêneros.
Protagonista: um cara duro, espirituoso, acostumados ao perigo.
Objetivo do protagonista: deve frustrar os planos de um poderoso inimigo.
Desenvolvimento: sua história tem elementos de perigo, confrontos de intensidade variável e elementos surpreendentes.
Temas comuns: assassinatos, revelações obscuras políticas, sociais ou religiosas.
Clímax: acontece quando o mistério é resolvido, e o herói derrota o vilão, salva sua vida e a de muitos outros.

 Os Subgêneros



Thriller de conspiração

O protagonista acaba sempre descobrindo uma "conspiração" ou algum segredo obscuro de um determinado personagem, iniciando assim uma investigação até que possa descobrir todo o ocorrido e encontrar as verdades por trás de toda a história. O ponto central geralmente vem de fatos históricos, onde se faz um jogo de moralidade, o vilão faz coisas ruins e os mocinhos tem que derrotá-lo. Esse gênero é muito conhecido como suspense policial. 
 


Thriller criminal


Existe uma sequência de crimes onde o protagonista deve descobrir os criminosos e suas motivações. Nesse subgênero o ponto central da história é geralmente focado no criminoso e não no investigador, normalmente o enfoque da história são assassinatos, assaltos, serial killers e perseguições. 


Thriller psicológico

Nesse subgênero o foco da história usualmente é o protagonista que não necessita de forças físicas para superar seus inimigos mas sim de sua capacidade mental, utilizando de sua inteligência (ou vamos concordar, loucura em alguns casos rs) para superar seu "inimigo".
Geralmente narrado em primeira pessoa para fazer o leitor se sentir mais envolvido com o personagem e compreender melhor como funciona a mente do personagem.
Outra característica desse tipo de thriller é que a narração volta muitas vezes no tempo, em que o personagem conta algo que aconteceu em seu passado, mais especificamente para justificar suas atuais motivações, ou mostrar como algo mudou sua percepção sobre seu passado/presente.




Fontes: Ecured e Wikipédia

Eu gosto de todos, mas preciso confessar que o meu queridinho de coração, pela eternidade é o Thriller criminal, eu amo essa história de ter um crime e o personagem investigando, encontrando pistas falsas e precisa ir em busca de novas, a sensação do perigo a espreita, a ação, o mistério e ufa, a tensão do começo ao fim.

Existem mais tipos de thriller, só citei os que para mim, são os mais utilizados em obras literárias e cinematográficas, mas esse gênero de thriller vai longe.

Espero que tenham gostado e quem ainda não leu o gênero se permita conhecê-lo.




2 comentários:

  1. Não gosto muito desse gênero, tenho muito medo de suspense e terror, assassinatos e pessoas psicóticas hehehe :P

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir

  2. Adoro o Dan Brown, fico frenética tentando desvendar o desfecho, quando na verdade quero ser surpreendida, por isso o único livro dele que não gostei foi "Fortaleza Digital", exatamente, porque descobri a senha antes personagem e fique revoltada, kkkkk... A garota do trem foi o livro que me fez fazer papel de trouxa, haha, e confesso AMEI, pq quando a verdade vem à tona ela faz sentido, não é como se ela tivesse nos enfiado uma explicação qualquer goela abaixo, amei demais.

    ResponderExcluir