{Resenha} O Refúgio do Marquês de Lucy Vargas

"Agora você é meu refúgio e, com certeza, o mais belo".

Henrik e Caroline não poderiam ser mais diferentes.
Ele, o Marquês de Bridington, é um homem selvagem e inapropriado, que vive há anos no campo, fugindo dos fantasmas do seu passado obscuro e repleto de segredos.
Ela, Caroline Mooren, a Baronesa de Clarington, é uma jovem destemida, com um passado doloroso, que recebe a missão de reformar a mansão e talvez o marquês, ao menos é o que a marquesa viúva espera.
Ele é um caso perdido. Ela é uma mulher com um futuro incerto. Mas juntos, eles se completam e acendem a chama da paixão, que ambos acreditavam estar completamente extinguida, trazendo à tona segredos e temores que ambos escondem.
Se reerguer sob o peso do passado será uma batalha que ultrapassará os limites do refúgio que o marquês pensa ter construído, mas será que o amor é capaz de ultrapassar tantas barreiras e vencer, ou eles perderão tudo outra vez?



Charme * 2015 * 311 Páginas * Classificação 5/5
 




É maravilhoso ler histórias de época.
Ainda mais quando perfeitamente escritas e com um enredo tão criativo e cativante.
Já me tornei fã e quero ler tudo o que Lucy Vargas escrever. E devo agradecer minha amiga Punk pela maravilhosa indicação.

A Baronesa de Clarington sofreu nas mãos de um casamento armado por seu marido, mas sofreu mais ainda nas mãos da sociedade.
Agora viúva e praticamente sem nada, tudo o que ela menos deseja é voltar para a casa da família, então tudo o que lhe resta é a opção dada por Lady Bridington.
Lady está desesperada, sua antiga casa está caindo aos pedaços e seu filho Henrik, o Marquês de Bridington parece já não se importar com nada. Virou um selvagem que passa seus dias a andar pela mata e só volta para casa quando muito necessário.


“ – Eu não tenho o que lhe dizer. Meu passado é uma caixa amaldiçoada que eu não consigo trancar, mas tampouco quero abrir.”
 

O marques de Bridington está fugindo, fugindo de si mesmo, de sua esposa, de sua dor, de seus segredos e de sua amarga realidade.
Não é fácil guardar um peso como o que guarda em suas costas, mais difícil ainda é conviver com o motivo de sua dor todos os dias, e esse motivo só trazer mais e mais amargura para sua vida.
Por isso quando a louca de sua mãe resolve trazer para sua casa uma jovem convidada, parente distante da família dizendo que está ali para “dar um jeito na casa” sua primeira atitude é por a moça para correr, ele sabe que estar naquela casa pode destruir a sanidade de qualquer um.
Mas o Marquês não esperava que Caroline fosse tão determinada e que sua alma iria trazer um pouco de luz aos seus dias sombrios.

Acompanhar Caroline em suas tarefas em busca de reconstruir a casa maravilhosa que foi um dia chega a ser divertido. Ela comanda tudo com mãos de ferro, mas uma docilidade contida. O mais incrível de Caroline é isso, no começo, imaginamos que ela será quase como uma “donzela indefesa” que se deixa impressionar muito fácil e que passará por maus bocados, mas não, Caroline é firme, determinada e não se deixa abater facilmente. Claro que em alguns momentos, quando algumas sombras e recordações do seu passado vem à tona, a moça demonstra uma certa fragilidade, pensando em alguns momentos desistir, mas existem pessoas que não irão permitir que isso aconteça.

O Marquês também nos desperta sentimentos lindos. No começo achei que ele seria muito intransigente, amargo e que descontaria esse amargor em Caroline. Mas também me enganei, ele é no mínimo apaixonante. Seu lado “Ogro” chega a nos deixar ainda mais apaixonadas, e apesar de querer ver Caroline longe de sua casa e de sua vida, em nenhum momento ele faz isso de forma grossa ou a humilhando, ele chega a ser até sensível, mesmo que claro não demonstre isso dessa forma.

Lady Bridington é mais uma personagem cativante. Uma mulher muito firme também em seus propósitos. Ela me conquistou logo de cara, mesmo com seu jeito meio sincero de ser rs, foi impossível não se encantar. Eu imaginei algumas coisas vindas dela desde o começo da história e fiquei feliz por estar certa. Lady sua linda rs. 


“Todo mundo precisa de um refugio, seja onde for.”
  

Temos também Lydia, a filha do Marquês, uma garota encantadora e meiga, que deixa a história ainda mais bela e emocionante. Amor à primeira vista por essa garotinha super linda e que mesmo diante de tantos desamores ainda no inicio da vida, sabe demonstrar amor da forma mais pura que existe.

E temos a bruxa da esposa do Marquês, dela não preciso nem falar muita coisa. Uma mulher louca, amarga e que nossa como eu queria jogar ela pela janela.

Todos esses personagens formam um enredo emocionante, cativante e que nos prende a história do principio ao fim.
Eu amei a forma como tudo foi conduzido. Não pensei que o Marquês de fato fosse casado, o que ele é, então isso nos deixa imaginando como se dará um romance nessa história e confesso que isso me deixou com certos receios, mas não temam, tudo é tratado de forma muito tranquila e em nenhum momento ficamos sentidos com as atitudes de Caroline ou do Marquês, a paixão entre eles nasce de uma forma tão pura e tão tranquila que nosso coração também se sente em paz.
O duro é que imaginamos como será que eles ficarão juntos e se isso realmente terá chances de acontecer, ai nosso lindo coraçãozinho se quebra, aiiiii eu consegui chorar tamanha emoção que fiquei com o desenrolar dos acontecimentos e com esses sentimentos tão aflorados nos personagens. O instinto protetor, o de lealdade, o amor verdadeiro, infelizmente a preocupação com uma sociedade maldosa... Tópicos que deixam o enredo ainda melhor.

Realmente o relacionamento de Caroline e Henrik se deu de uma forma muito tranquila, nada forçado, aquele amor suave como a brisa sabem? Adoro como isso acontece. Mas claro, infelizmente é um amor proibido afinal ele é casado, e isso pode trazer também alguns perigos, principalmente para a vida de Caroline, então se vocês quiserem saber como acaba essa história terão que ler. 


“ – Eu já li tanta coisa na vida, Caroline. Para alguém como eu, sempre à procura de um refugio, a leitura é o mais alto castelo existente.”
  

Eu amei o final, achei totalmente digno, claro que nosso coração se parte um pouco mais para as páginas finais, mas também nos deixa encantados com os caminhos que esses personagens tomaram. A vida nem sempre é como esperamos, mas ai é que está, se esperarmos só mais um pouco talvez ela traga a felicidade que tanto esperamos.

A história é de uma delicadeza impressionante, nada fica na superficialidade, conhecemos os personagens de forma profunda e tocante, nos sentimos próximos a eles, queremos ser eles, estar com eles. É uma deliciosa viagem de volta no tempo, onde vamos conhecer um homem e uma mulher que buscam um refúgio para suas vidas. E irão descobrir que um refúgio é algo muito além de paredes com portas e janelas, esse refúgio é o lugar onde seu coração e sua paz estão.

Leitura mais que indicada para os fãs de romances de época, um romance lindo, suave, aquele tipo de romance que sempre nos acalenta o coração e nos faz pensar em quantos amores reais assim existem.
Agora torcendo para lançar as próximas histórias dessa autora que já se tornou preferência. 

Beijosss
 

2 comentários: