[Divulgação]: Pátria Chamada Amor — de Marcia Rubim

É com alegria que divulgo o novo trabalho da amiga/autora Marcia Rubim. A propósito, eu conheço a Marcinha já faz alguns anos: ela assina a série "Adeus à Humanidade", um enredo com quatro volumes do gênero sobrenatural/vampiros. Entretanto, agora venho falar do seu novo lançamento, um drama contemporâneo. Confesso que ontem, quando ela divulgou a capa e sinopse, eu estava pelo celular e já havia me apaixonado. Mas agora, vendo essa capa no computador e relendo a sinopse, apaixonei-me ainda mais (P.S: Logo menos estarei dando o meu parecer sobre os primeiros capítulos aqui no blog). EM BREVE o livro entrará em pré-venda, via Amazon. Confira agora a sinopse dessa lindeza. Bem-vindos à Pátria Chamada Amor! ♥♥♥ 

Sinopse: A grande obstinação do capitão Christiano Vicenzo é chegar ao topo máximo da carreira, ou seja, ao generalato do Exército. Para alcançar a sua meta, precisa manter uma vida pessoal e profissional irretocável. Tudo começa a mudar quando ele serve em Niterói e conhece Nina, uma jovem com problemas sociais que ultrapassam — e muito — o que ele idealiza como protótipo de par perfeito. Fascinado pela garota, o militar decide arriscar no relacionamento, mas não imagina que, ao ser convocado para integrar a Missão de Paz no Haiti (MINUSTAH), terá sua história ao lado de Nina tragicamente desviada. Inconformado com os caminhos que o destino escreveu para si, Christiano vai descobrir com o tempo que a maior batalha na reconquista do amor perdido talvez seja enfrentar as mágoas do passado e que a felicidade não segue regulamentos. Um romance sensível e resistente ao tempo, que mostra que até mesmo para servir com dignidade à pátria é preciso que a pessoa por trás da farda esteja em paz com o coração. 

Livro: Pátria Chamada Amor 
(Quando vencer a batalha significa se render) 
Autora: Marcia Rubim 
Gênero: Drama 
Publicação: Independente — Via Amazon 
Capa: Décio Gomes 
Ano:2017

Abraços literários,
Simone Pesci
http://simonepesci.blogspot.com.br/

0 comentários:

Deixe seu comentário