[Resenha]: Minha — de Cinthia Freire

Sinopse: Segredos são como fantasmas, nos assombrando e nos fazendo crer que são reais. Todos têm os seus fantasmas. Laura tem os seus e há um ano que eles não a deixam dormir. A solução é passar seu tempo lendo poesias, admirando suas rosas florescerem e as estrelas no céu. Nada pode ser mais seguro do que isso. Até que um jovem misterioso surge em sua vida, virando-a de ponta cabeça. Em uma noite particularmente quente para o inverno, o destino uniu dois corações que não estavam prontos para o amor. Um não tinha mais tempo para isso, o outro era jovem demais para se apaixonar. Uma história sobre o valor do tempo, o resultado de nossas escolhas e como o amor pode transformar vidas. Mesmo aquelas que já não acreditam mais em milagres. 

Eu baixei esse e-book gratuitamente, e depois de me deparar com um quote da história na linha do tempo de uma amiga, decidi lê-lo. Esse é meu primeiro contato com a escrita da Cinthia Freire, e posso dizer... EU AMEI! ♥♥♥ Agora confira a sinopse e o meu breve parecer de "Minha - Um conto da série Segredos".

"Porque é preciso viver..." 

Um lindo conto! 

Brasil — Julho de 1991 
Laura é uma garota de dezoito anos diagnosticada com uma rara e grave cardiopatia. Além da trágica descoberta, ela teve como veredito final o óbito prematuro. Sem saber quando morrerá, leva os dias sob os cuidados dos pais, reclusa dos prazeres da vida, lendo poesias, admirando as flores, e coabitando madrugadas de insônia. 

"Essa sou eu. A garota com os dias contados que tem medo de dormir, que ama rosas e que encontra na poesia o seu porto seguro, a trégua para a sua batalha, o alívio para o seu coração ferido." (Conto: Minha, Cap.1) 

Christopher é um jovem britânico que está no Brasil pela primeira vez, passando alguns dias na casa dos tios — Clarice e Paul —, tendo como companhia seu primo, Jeremy. Em sua primeira noite no país, se incomoda com a mudança de temperatura, além do sono tumultuado do primo. E, de madrugada, em busca de ar puro, segue até a sacada do quarto... E tão breve ouve uma voz que o enternece. Encantado com a voz, ele espia da sacada, acabando por enxergar uma garota sentada de costas, falando algo que não consegue compreender. 

"Ela me afeta, é como um soco no estômago, me curvo ao seu olhar intenso, desnudado de timidez embora seu sorriso diga o contrário." (Conto: Minha, Capítulo 8) 

Ao retornar de uma balada com o primo, um tanto embriagado, Christopher fica de cara com Laura. A garota sente-se aliviada por compreender sua língua — e, ao passar dos dias, a comunicação entre eles é apenas visualmente. No entanto, há um ano reclusa, quando se dá conta de que Christopher vai ao rodeio da cidade vizinha com o primo, convence os pais a levá-la no evento, para que se encontre com as amigas. Ao chegar na festividade, dá de cara com o visitante/vizinho. Eles conversam e se dão conta de que têm muito em comum. Consequentemente um forte sentimento nasce, fazendo com que iniciem um relacionamento. 

"E foi nos braços de um rapaz que atravessou um oceano para me abraçar que dormi. Depois de quase um ano eu sonhei, e dessa vez não havia caixões e nem lágrimas, apenas seu sorriso iluminando tudo à sua volta enquanto ele dizia que me amava. E eu o amava também." (Conto: Minha, Capítulo 20) 

Agora cesso os meus comentários para não soltar mais spoilers

Apreciadora de um bom drama, eu não poderia ter outra reação: "Minha" é o contraste entre o desengano e a esperança, tendo como ingrediente principal o "AMOR". Afinal de contas, esse sentimento também nasce da dor — e digo isso por experiência, pois anos atrás, em uma época nada esperançosa, tive um Christopher na minha vida. A propósito, inicialmente ele mostrou-se um rapaz arrogante, mas ao se apaixonar, mudou completamente, tornando-se apaixonante. Laura, por sua vez, com seu coração desesperançoso e sua notável vontade de viver, me ganhou por inteiro. Eis que da dor nasce o amor... E contra isso não há argumentos. ♥♥♥ 

Com uma escrita simples e adornada em sentimentos adversos, a autora deu vida a um lindo conto, daqueles que faz com que o leitor anseie por mais. Eu, particularmente, amaria ler um livro contando mais sobre o casal... E pretendo ler outros textos da autora. o/ 

O enredo é narrado em primeira pessoa, com narrativa e diálogos de fácil compreensão; a diagramação está excelente, levando a cada início de capítulo a imagem da protagonista; a capa é bonita, estampando uma esperançosa e apaixonante Laura. Por fim, pra você que curte uma leitura rápida e apaixonante, essa é uma excelente pedida. 


Minha — Um conto da série Segredos 
Autora: Cinthia Freire 
Gênero: Drama/Romance 
Publicação Independente — Formato Digital (Amazon) 
Ano: 2016 
Páginas: 173

Abraços literários,
Simone Pesci
http://simonepesci.blogspot.com.br/

0 comentários:

Deixe seu comentário