[Resenha]: O Príncipe Congelado — de Raigor L. Ferreira

Sinopse: Nas terras longínquas do Reino de Arvoredo, os habitantes já estavam acostumados com um príncipe fora do tradicional. Phelipe, o herdeiro superestimado do trono tinha uma condição exótica e que fazia os moradores do Reino se perguntarem: “Como alguém pode ser tão gelado?”. A resposta para a pergunta não era simples e esmerada. Na verdade, era muito complexo entender o que tornara a majestade, um homem tão frio e indiferente. 

Eu baixei esse conto gratuitamente (em formato digital). A propósito, sou perdidamente apaixonada por essa capa, o que de fato me fez querer lê-lo. Agora convido a todos para conferir a sinopse e o meu parecer de "O Príncipe Congelado", um conto fofo e independente, escrito por Raigor L. Ferreira. Vem junto! o/

"Porque até o mais gélido coração há de se aquecer..." 

Um conto fofo!

O príncipe Phelipe mora no Reino de Arvoredo. Ainda criança fora treinado por seu pai  o rei  com métodos nada convencionais e bruscos, para se tornar um grande guerreiro. A mãe, ou melhor, a rainha, nunca concordara com isso.
"— Este garoto é fraco!  gritava o rei aos setecentos cantos do castelo.  Quando eu tinha a mesma idade dele, já tinha nove cicatrizes de batalha, e ele está se lamuriando por causa de um ferimento à toa." (Conto: O Príncipe Congelado, de Raigor L. Ferreira)



Provido de uma condição exótica, o príncipe faz com que todos se questionem sobre sua condição, ou seja, por ser tão gelado. E, em uma discussão com a esposa, o rei sofre um enfarte e vem a óbito. A rainha, por sua vez, se enclausura no quarto, ficando por tempo indeterminado à mercê de uma terrível depressão, vindo a falecer.

"Mas quando o jovem assumiu o legado do reino e sentou-se no trono real na frente de todo o seu povo, algo intempestivo aconteceu. Naquele instante, não só os pés do príncipe estavam congelados, mas sim todo o seu corpo, suas veias, artérias e todos os fios do seu brilhante cabelo louro. No lugar de seu coração, uma minúscula pedra de gelo surgiu e todos ficaram estupefatos, inclusive ele." (Conto: O Príncipe Congelado, de Raigor L. Ferreira)

A estranheza dos acontecimentos aumentam, deixando não apenas o príncipe como todo o reino congelado. Desta forma, ele se enclausura no castelo, a fim de não condenar a tantos outros, presente apenas para os que o servem. Contudo, algo diferente acontece... Ele recebe a visita da princesa de fogo.

"E o príncipe congelado e a princesa de fogo se deram as mãos, cada um compreendendo o outro em suas características singulares e sendo capazes de manter um afeto muito verdadeiro apesar disso." (Conto: O Príncipe Congelado, de Raigor L. Ferreira)
Agora cesso os comentários para não soltar mais spoilers

Sabe aquele conto que você lê e fica pensando: "Poxa, eu queria um livro dessa história". Pois bem, foi isso que senti ao término da leitura. Por tratar-se de um conto rápido, não posso me expressar mais, pois certamente soltarei mais spoilers. A minha única certeza é do quão encantada fiquei pelo conteúdo. De forma direta o autor conseguiu transpor em palavras algumas lições valiosas. Se eu gostei?! NÃO, EU NÃO GOSTEI!!! EU SIMPLESMENTE AMEI!!! S2 Agora estou ansiosa para conferir outros textos do Raigor. o/

O enredo é narrado em terceira pessoa, com narrativa e diálogos em alguns trechos rebuscados, porém de fácil compreensão; a diagramação (em formato digital) é simples, com fontes e espaçamentos em bom tamanho; e a capa nem preciso dizer, né? EU SIMPLESMENTE AMO!!! Por fim, para você que curte uma leitura rápida e encantadora, eis essa excelente pedida. 


Conto: O Príncipe Congelado
Autor: Raigor L. Ferreira
Gênero: Fábula/Fantasia
Publicação Digital  Independente
Ano: 2015
Páginas: 9

Abraços literários,
Simone Pesci
http://simonepesci.blogspot.com.br/

0 comentários:

Deixe seu comentário