[Resenha]: NOSSA MÚSICA — de Dani Atkins

Sinopse: Ally e Charlotte poderiam ter sido grandes amigas se David nunca tivesse entrado em suas vidas. Mas ele entrou e, depois de ser o primeiro grande amor (e também a primeira grande desilusão) de Ally, casou-se com Charlotte. Oito anos depois do último encontro, o que Ally menos deseja é rever o ex e sua bela esposa. Porém, o destino tem planos diferentes e, ao longo de uma noite decisiva, as duas mulheres se reencontram na sala de espera de um hospital, temendo pela vida de seus maridos. Diante de incertezas que achavam ter vencido, elas precisarão repensar antigas decisões e superar o passado para salvar aqueles que amam. Com a delicadeza tão presente em seus livros, Dani Atkins mais uma vez nos traz uma história de emoções à flor da pele, um drama familiar comovente que não deixará nenhum leitor indiferente.

Eu ganhei esse presentão de aniversário da minha amiga e irmã de outras vidas, Juny Moura (P.S.: Obrigada, Juju!). 🌷🌷🌷 Até então não havia lido nada da autora, e já de antemão afirmo que tornei-me fã. o/ Confira agora a sinopse e o que eu achei do livro "NOSSA MÚSICA", obra de Dani Atkins, uma publicação da editora Arqueiro


"Porque toda história há de se ter dois lados..."


Uma avalanche de emoções! 💘💘💘

Alexandra (Ally) e David se conhecem na universidade, e mesmo com personalidades e condições financeiras diferentes se apaixonam, desfrutando do sentimento vigente e assumindo um compromisso. Contudo, no instante que Charlotte passa a morar na mesma casa que David divide com três amigos, a fim de dividir as despesas, as coisas começam a mudar: o que de início parecera uma amizade entre Ally e Charlotte transformara-se no término da relação entre David e Alexandra. Oito anos depois, em uma situação um tanto dolorosa, elas se reencontram.

"Eu torcia nervosamente a fina aliança de ouro em meu dedo. Senti um gosto metálico e percebi que, sem querer, estivera mordendo meu lábio enquanto as lembranças do passado — de David — me arrastavam para longe do lugar a que eu pertencia. Era Joe que deveria ocupar os meus pensamentos, concentrar toda a minha energia, ninguém mais. No entanto, David e tudo o que acontecera entre nós corriam como um veio de minério através da rocha sólida do meu casamento. Fios de um acaso incompreensível que esticavam como cordas de piano pela minha vida, e nessa noite uma forja de fogo soldava passado e presente." (Livro: NOSSA MÚSICA, Páginas 91 e 92)




O destino a deixaram frente a frente, ambas em situações desesperadoras, cada qual na mesma sala de espera de um hospital, temendo pela vida de quem elas amam.

"Olhei para a sua mão estendida, não havia ali uma bandeira branca, apenas um copo descartável que chacoalhava um pouco, como se ela não tivesse certeza da minha reação. não era um pedido de desculpas; era tarde demais para isso. Mas estávamos passando por algo que tornava a nos aproximar, costurando o que tinha rasgado. Naquela noite terrível e decisiva, estávamos no mesmo barco, como sobreviventes de um naufrágio, e não tínhamos ninguém a quem recorrer, exceto uma à outra." (Livro: NOSSA MÚSICA, Pág.141)

Por uma noite elas dão uma trégua no passado, redescobrindo-se e ansiando pela vida dos maridos. Joe, marido de Ally, com quem teve Jake (de sete anos), ao salvar uma vida caíra num rio congelante, correndo sério risco de vida; e David, agora casado com Charlotte, descobre ter uma doença grave cardíaca. 

"Seus dedos se fecharam ao redor dos meus e a sensação foi tão diferente da mão de Joe e, no entanto, tão dolorosamente familiar que senti um abismo abrir dentro de mim. O passado e presente não tinham o menor direito de estarem no mesmo lugar. No entanto, estavam." (Livro: NOSSA MÚSICA, Pág.310)

Agora cesso os comentários para não soltar mais spoilers

Como amante de um bom drama/romance afirmo que estou com o coração em frangalhos, afinal, já passei por algo semelhante, porém não tão trágico. Já fazia tempo que eu não me debulhava em lágrimas com uma leitura, e ao término dessa trama, concluí que toda história, por mais desleal que pareça, há de se ter dois lados.

NOSSA MÚSICA é um enredo que transborda sentimentos. O que parece ser injusto e determinante, tendo como veredito final a condenação, pode também ter as suas dores e incertezas. Trata-se de uma história de entrega, uma visão frágil da vida. Eu me apaixonei perdidamente pelo contexto e personagens, excelentemente construídos e verossímeis, e revivi dores do passado que, de alguma forma, ainda são presentes, deixando-me a pensar sobre esse "outro lado da história". Seu eu gostei?! NÃO, EU NÃO GOSTEI! EU AMEI!!! "E leio até a lista de compras da Dani Atkins!". o/

O enredo é narrado em primeira pessoa, intercalando-se em passado e presente, com narrativa e diálogos de fácil compreensão; a diagramação está excelente, com fontes e espaçamentos em bom tamanho, adornada em papel off-white (o amarelo mais claro); e a capa é linda de viver, delicada e estampando dois dos personagens. Por fim, para você que curte um lindíssimo e dilacerante drama, daqueles que toca o âmago, eis essa sensacional pedida. 💘💘💘


Livro: NOSSA MÚSICA
Autora: Dani Atkins
Gênero: Drama/Romance
Editora: Arqueiro
Ano: 2017
Páginas: 368

Abraços literários,
Simone Pesci
http://simonepesci.blogspot.com.br/

0 comentários:

Deixe seu comentário